quinta, 22 de fevereiro de 2024
Dourados
24ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Eleição e seus candidatos, eleitorado e pausa na coluna

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

10 janeiro 2024 - 00h04

Eleições – Sem apresentar aquela movimentação intensa para a eleição de outubro, o ano inicia ainda cercado de incertezas no que diz respeito à disputa pelo Executivo douradense. 

É cedo - Se lá atrás, muitos se colocaram dispostos a concorrer ao ‘cargo mor’, por enquanto, o silêncio vai reinando, deixando bem provável nas próximas semanas será o momento de definir quem realmente tem condições de disputar o voto dos eleitores do maior colégio eleitoral do interior de Mato Grosso do Sul. 

Quem vai? – Nome certo até agora, só o do prefeito Alan Guedes (PP), que com aval da senadora e principal liderança do PP no Estado, Tereza Cristina, já se lançou em busca da reeleição. Recentemente, especulou-se um flerte do atual mandatário com o PL local, mas por enquanto a situação ainda é tratada em ‘banho-maria’. 

Quem mais? – O PT também já se posicionou com a possibilidade de ter candidatura própria e definirá entre o vereador Elias Ishy e o superintendente da SPU (Superintendência de Patrimônio da União), Tiago Botelho, que disputou vaga no Senado em 2022, ficando em terceiro lugar com pouco mais de 13% dos votos válidos em Mato Grosso do Sul. 

E os tucanos? – No PSDB, continua a maior disputa interna para lançar um nome. Além do deputado federal Geraldo Resende e dos estaduais Lia Nogueira e Zé Teixeira, que desde o ano passado se lançaram pré-candidatos, o partido pode receber ainda o radialista Marçal Filho, convidado para retornar ao ‘ninho’ justamente para entrar no pleito e buscar o comando da maior cidade do interior sul-mato-grossense. 

Tem mais? – O farmacêutico bioquímico Racib Harb também pode pintar na disputa, como fez em 2020 levando mais de 11 mil votos do eleitorado. No MDB, além de Renato Câmara, o presidente da Câmara local, Laudir Munaretto também tiveram os nomes especulados, porém, de concreto até o momento, nada foi falado. 

Eleitores – De acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), em dezembro do ano passado Dourados possuía 159.930 pessoas aptas a votar. O número é menor que do pleito de 2022, já que aqueles eleitores em situação irregular e ainda sem o cadastramento biométrico, não foram contabilizados. 

Estatísticas – No município, a faixa etária com o maior número de eleitores está entre 45 e 59 anos, que soma 40.065 pessoas. Já no geral, a população com ensino fundamental incompleto é a maior fatia do eleitorado, com 38.132 aptos a votar, seguido por aqueles com ensino médio completo, que totalizam 36.070.

Pausa – A coluna Na Lata! dá uma pausa por uns dias para período de descanso do titular e retorna em breve aqui no Dourados News. Até lá! 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Projeto quer endurecer farra das “datas comemorativas” em MS

Ex-diretor do Instituto Federal é nomeado na prefeitura

Ex-secretário é multado pelo TCE por irregularidades na saúde

Presidente da FFMS goza com a cúpula da CBF, enquanto futebol local agoniza

Repúdio a escola de samba, aliança se costurando e pré-candidatura colocada

Mais Lidas

TACURU

Servidores são indiciados por desvio de recursos públicos em cidade do interior do MS

DOURADOS

Família procura homem desaparecido desde a manhã desta segunda em Dourados

PROIBIÇÃO

Projeto que veda por mais 5 anos a captura e comercialização do Dourado passa pela CCJR

POLÍCIA

Homem que seguia com maconha em bicicleta é preso em região rural de Dourados