domingo, 21 de abril de 2024
Dourados
23ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Dilema no PL, previsão de janela ‘quente’ e novas frentes

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

01 abril 2024 - 00h04

*Colaborou Osvaldo Duarte

Quente – A ainda ‘morna’ janela partidária deve esquentar de vez nesta semana em Dourados, quando termina o prazo dado pela Justiça Eleitoral para vereadores trocarem de partido sem o risco de perder o mandato. A data limite é 5 de abril, próxima sexta-feira.

Papel – Um dia depois, todos aqueles que pretendem disputar as eleições de outubro próximo, independente do cargo almejado, devem estar devidamente filiados a um partido político.

Bancada – Na Câmara de Dourados, alguns partidos devem ‘desaparecer’, enquanto outros se reforçarão nesta última semana com a chegada de novos integrantes. A expectativa é pelo PSD do agora presidente municipal Barbosinha. Com a ida certa de Daniela Hall para o Progressistas, fica a dúvida se o vice-governador conseguirá suprir a ausência da legenda na Casa. 

Mais duas – A Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul criou na semana passada mais duas frentes parlamentares para atuar no acompanhamento de políticas públicas, chegando agora a 30 no total. 

Quais? – As novidades são as frentes de defesas da Crianças e Adolescentes e do Sistema Único de Assistência Social, instituídas através atos da Mesa Diretora e oficializadas em publicação do Diário Oficial. 

Dilema - O Partido Liberal em Dourados continua analisando se lança candidatura própria à prefeitura ou se alinha a algum projeto a ser lançado. A intenção do presidente local do PL, deputado federal Rodolfo Nogueira, é viabilizar um nome ligado ao meio rural para cabeça de chapa. Caso isso não ocorra, há possibilidades de compor com a indicação de um ou uma vice.

Urnas – A aproximação das eleições traz uma série de conversas, sempre em busca de fortalecimento de nomes. E, como costuma-se ver há anos, nem sempre aquilo que é tentado ser colocado à população, acaba dando resultado ao fim da contabilização dos votos. 

No fio – Em meio a isso, costuras realizadas de cima para baixo devem chegar desfiadas no destino final. O motivo? Algumas lideranças parecem [ao menos aparentam] não observar como a banda vem tocando há tempos em determinados locais para tentar impor o que foi selado sem o debate. É claro que tais assuntos chegariam tortos aos destinos e criariam conflitos internos, como já vem acontecendo.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Deputado ‘printa’ tela de votação e diz que vai pedir para União não ajudar Campo Grande

Renato Câmara sai animado de encontro com Baleia Rossi e não descarta candidatura

Esquema montado para receber governador intrigou populares

Decisão do estadual vira assunto até em sessão da Câmara de Dourados

Visita de Lula ao MS teve proposta de sociedade, cobrança direta e o famoso ‘do Sul’

Mais Lidas

COTAÇÃO

Soja segue em destaque no mercado do agro em Dourados, confira cotação

DOURADOS

Jovem morre a caminho de hospital após ser atingido por facada no abdômen

DOURADOS

Justiça manda arquivar processo de improbidade contra envolvidos na Operação Pregão

DOURADOS 

Jovem é estuprada após ser abordada por desconhecido em Saveiro branco