quarta, 06 de julho de 2022
Dourados
31°max
14°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Desistência de Doria à presidência deixa palanque tucano ‘livre’ para Bolsonaro em MS

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

24 maio 2022 - 00h05

Apoio – O anúncio da desistência de candidatura à presidência da República do ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB), no final da manhã de ontem, deixou mais ‘tranquila’ a situação do pré-candidato ao Governo do Estado, Eduardo Riedel (PSDB), em montar o palanque do presidente Jair Bolsonaro (PL) em Mato Grosso do Sul, com ele mesmo já citava antes mesmo da decisão de Doria. 

Preferência – O ex-governador paulista não era a preferência de lideranças sul-mato-grossenses. Desde as prévias tucanas realizada em novembro do ano passado, o ninho tucano em MS apontava para apoio a outro nome colocado pelo partido para eventual disputa à presidência, o do ex-governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite. 

Via – A saída de Doria da jogada também amplia espaço para o anúncio de partidos que tentam emplacar a chamada terceira via, entre eles o PSDB, de apoiar o nome da senadora sul-mato-grossense Simone Tebet (MDB) para entrar na disputa até o momento polarizada por Bolsonaro e o ex-presidente Lula (PT).

Visita – Dois ministros confirmaram presença no 1º Fórum Integração dos Municípios do Corredor Bioceânico, agendado para os dias 26 e 27 de maio em Campo Grande. Carlos Alberto Franco França, das Relações Exteriores e Carlos Alberto Gomes de Brito, do Turismo, desembarcam na Capital para o evento que ocorre na Assembleia Legislativa. 

Cobrança – O vereador Cemar Arnal (Solidariedade) cobrou maior atenção do secretariado municipal aos parlamentares, durante a sessão de ontem na Câmara. 

Postagem – Ao melhor estilo ‘campanha eleitoral’ e menos de uma semana após ser criticado por Pedro Kemp (PT) por aparecer atirando durante votação na Assembleia Legislativa de MS, o deputado estadual João Henrique Catan (PL) publicou vídeo nas redes sociais, lembrando o caso onde o petista, então candidato a prefeito de Campo Grande, aparece gritando com a candidata a vereadora, Karla Cânepa. O fato aconteceu em outubro de 2020, pouco antes das eleições municipais, relembre.  

Controle – O exemplo citado por Catan foi usado para defender o porte de arma de fogo. Com as imagens de Kemp descontrolado com a candidata e outras pessoas presentes na reunião, ele relata que ações como a do colega de parlamento não o credenciaria a passar num exame psicológico para ter o porte, caso tivesse essa intenção.  

Ferrovia – Enquete proposta pelo Dourados News aponta que 60,58% dos 482 internautas que responderam questionamento acreditam que a Nova Ferroeste, estrada de ferro ligando Maracaju ao Porto de Paranaguá (PR), sairá do papel. Outros 39,42% não creem na concretização dessa obra. 


 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Para não votar projeto LGBTQIA+ em Dourados, vereadores deixam sessão

Com fim da intervenção, ex-reitora lamenta não empossar eleito pela comunidade acadêmica

Com limite para definições se aproximando, movimentação para alianças ainda é morna em MS

Em recado a pré-candidatos ‘da direita’ em MS, Bolsonaro fala em união

Bolsonaro diz que vai levar Tereza Cristina para passear de moto na Capital

Mais Lidas

DOURADOS

Cinco professores estavam em veículo que se envolveu em acidente no Itahum

DOURADOS

Prefeitura abre concurso com quase 60 vagas com salários que chegam a R$ 8,3 mil

DOURADOS

Cantor é outro envolvido em acidente que deixou feridos entre Dourados e Itahum

CRIME PASSIONAL

Autor de homicídio no Flórida se passou pela própria esposa para atrair vítima e cometer o crime