Menu
Busca sábado, 27 de novembro de 2021
Dourados
35°max
19°min
Campo Grande
32°max
21°min
Três Lagoas
35°max
22°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

CPI que começou em 2019 na Assembleia, será retomada na próxima semana

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

15 outubro 2021 - 00h05

Lula – Em entrevista à Rádio Grande FM, o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT), tentou desvincular o governo dele ao da sucessora, Dilma Rousseff (PT), porém, não deixou de manter a alegação do partido sobre o impeachment ocorrido em 2016, classificado como golpe. 

Eleições – Polarizando nas pesquisas eleitorais com o atual presidente Jair Bolsonaro, Lula disse ainda que vai aguardar o início do ano que vem e avaliações médicas para definir sobre a candidatura à presidência da República.

Passaporte – Quatro dias após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ser barrado de assistir ao jogo entre Santos e Grêmio pelo Campeonato Brasileiro por não ter se vacinado contra a Covid, o deputado federal Luiz Ovando (PSL) se posicionou contra a exigência. “A vacinação é essencial para o controle da pandemia, porém, é um absurdo a obrigatoriedade de se apresentar um passaporte da vacina, isso fere a constituição, ou seja, o cerceamento ao direito básico de cada cidadão de ir e vir”, relatou o parlamentar sul-mato-grossense. 

Evento – O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, deputado estadual Paulo Corrêa (PSDB), começou a sessão de ontem pedindo a colaboração dos colegas para ‘derrubar’ requerimento encaminhado pela líder do governo na Casa, Mara Caseiro (PSDB), para a realização de uma sessão solene e presencial em homenagem ao Dia do Dentista, celebrado no final de outubro. 

Definido – Na semana passada, os parlamentares haviam aprovado a não realização de atividades com a presença de público na Assembleia até o final do ano legislativo como forma de prevenção ao coronavírus. 

Novela – Após mais de um ano e meio paralisada por questões judiciais e pela pandemia do coronavírus, a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que apura suspeita de abuso nas contas de energia elétrica dos sul-mato-grossenses voltará a transcorrer a partir do dia 16 de outubro. 

Decisão – O ato da Mesa Diretora da Casa determinando o retorno das investigações foi publicado ontem, junto de outras medidas para se manter o enfrentamento da pandemia no local, entre elas a manutenção das sessões híbridas e audiências públicas remotas, permitindo apenas a presença de deputados no recinto. 

Tempo – A CPI da Energisa, como é conhecida, foi instaurada em novembro de 2019 após muito debate entre os parlamentares. A Comissão é presidida pelo deputado Felipe Orro (PSDB), tendo como vice-presidente Barbosinha (DEM) e Capitão Contar (PSL) relator. Renato Câmara (MDB) e Lucas de Lima (Solidariedade) são membros. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Bolsonaro é aguardado para agenda em MS no próximo mês
Com mudança no regimento, concessionária pode ser convocada a explicar parquímetro na Câmara
Testemunhas de processante serão ouvidas hoje na Câmara
Após acordo, MPE deve arquivar denúncia contra servidores que furaram fila de vacina
Sem representantes no Congresso, Dourados fica com o ‘cheiro’ de emendas impositivas

Mais Lidas

ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Jovem é preso após manter relacionamento com menina de 11 anos em Dourados
DOURADOS
Menina diz que mantinha relações sexuais com acusado de estupro desde os 10 anos
AÇÃO CONJUNTA
Dourados terá operação 'Lei Seca' para conter bebedeira no trânsito após final da Libertadores
DOURADOS
Acusado de estupro tem prisão preventiva decretada e é transferido para a PED