Menu
Busca quarta, 01 de abril de 2020
(67) 9860-3221
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Contrariando decreto, prefeitura aglomera pessoas para dar posse a Comitê

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

20 março 2020 - 00h04


Piada – No futuro, quando o ‘causo’ for contado, muitos podem não acreditar. “Mas, que aconteceu, aconteceu!”, dirá o saudoso ao relatar a situação aos mais novos. O fato é que, três dias após decreto proibindo aglomerações como forma de prevenção ao coronavírus, a prefeitura de Dourados deu posse ao Comitê de Gerenciamento de Crise da doença amontoando todos os membros dentro de uma sala minúscula. 

Errado – Só na foto encaminhada pela própria assessoria da prefeitura é possível contar pelo menos 18 pessoas – entre elas o autor da foto e a prefeita Délia Razuk - e uma mísera janela aberta. Para piorar, um dos membros do comitê, o vereador Braz Melo (PSC), com 73 anos, integra grupo de risco da doença pela idade, da mesma forma a prefeita Délia Razuk (PTB), com 64. 

Covid-19 – Aliás, as medidas tomadas pela prefeita Délia Razuk (PTB) em relação aos serviços públicos podem não ser o suficiente para prevenir o contágio da população e combater o coronavírus no município.

Drásticas – Apesar do município não ter casos confirmados da doença até o momento, seria interessante a chefe do Executivo tomar atitude mais enérgica se espelhar no prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), e de outras cidades do mesmo porte ou maiores que Dourados, para recomendar o fechamento de locais privados de grande aglomeração como shopping e academias.  

Resultado – O governo do Estado definiu a OS (Organização Social) que administrará o Hospital Regional de Cirurgias Eletivas de Dourados. O Instituto Mais Saúde assumirá o local em substituição ao Instituto Acqua pelo valor de R$ 715.815,40 ao mês durante cinco anos. 

Trocas – Essa será a quarta mudança na gestão do hospital, inaugurado pelo governador Reinaldo Azambuja em dezembro de 2015. Primeiro, o Hospital Evangélico administrou a unidade, porém, em grave crise financeira acabou deixando os atendimentos, que ficaram a cargo da Gamp, passando pelo Acqua e findando, por enquanto, no Mais Saúde. 

Arquivado – Inquérito Civil instaurado pela 10ª Promotoria de Justiça de Dourados investigando ausência do Plano Municipal de Saúde do município em 2018 foi arquivado pelo Conselho Superior do Ministério Público Estadual, após as adequações realizadas pela Secretaria Municipal de Saúde. 

Calamidade – A exemplo do que fez o presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido), o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) publicará hoje no Diário Oficial, estado de emergência pública contra o coronavírus em Mato Grosso do Sul. O Estado possui, segundo a atualização mais recente da SES (Secretaria de Estado de Saúde), nove casos confirmados da doença. 

Fake – O governador usou parte do tempo da coletiva realizada ontem para implorar às pessoas que parem de propagar notícias falsas para não causar pânico ao restante da população. A mais nova, a qual relatou ter passado a tarde toda respondendo, dizia respeito do bloqueio de circulação de mercadorias em MS.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Réu em processo e no grupo de risco do coronavírus, vereador é autorizado a se isolar em fazenda
Marçal deve ser candidato do governo à prefeitura e abrir brecha para 3º deputado do DEM na AL
Prefeitura não vai penalizar responsáveis por aglomeração em protesto
Comércio não questiona fechamento em Dourados, enquanto na Capital há pressão por abertura
Informes e coronavírus mudam rotina de assessores da prefeitura

Mais Lidas

REGIÃO
Ex-assessor de Mandetta é encontrado morto em apartamento na Capital
COVID-19
Primeiro óbito por coronavírus do Estado é registrado em Dourados
DOURADOS
Homem leva surra de populares e é detido por furtar dois veículos em Dourados
COVID-19
MS tem oito confirmações de coronavírus em 24h e suspeitos chegam a 51