Menu
Busca sábado, 04 de abril de 2020
(67) 9860-3221
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Com caso em investigação, deputado elege culpados por suposto atentado

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

19 fevereiro 2020 - 00h04

Ataque – Após anunciar ser vítima de um suposto atentado a tiros na manhã de domingo, quando se deslocava a Sidrolândia para agenda de mandato, o deputado federal Loester Trutis (PSL), arrumou ‘culpados’ para o caso: a imprensa sul-mato-grossense e a classe política.   

Continua – Pelo Facebook, o parlamentar disse existir um ‘consórcio’ de inimigos unido para acabar com ele, apontando a pessoas em cargos eletivos que estariam ligados a grupos criminosos ‘colocando milhões de reais na imprensa local’. Se tem tanta certeza do que diz, o deputado poderia protocolar denúncias e auxiliar a Polícia Federal nessa investigação. 

Fronteira – Por falar em investigação, a morte do jornalista Leo Veras completa uma semana hoje e até o momento, várias são as hipóteses levantadas para o caso, porém, nada de concreto apresentado ao crime ocorrido na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero, na fronteira com o Brasil através de Ponta Porã. 

Eleições – Observando o cenário local e como algumas legendas estão se movimentando nesse início do ano, o MDB tenta ‘marcar território’ e já discute, a exemplo do que ocorreu em 2016, lançar o deputado estadual Renato Câmara à disputa da prefeitura de Dourados. 

Território – A intenção do partido é mapear com candidaturas própria as maiores cidades do Estado. Na Capital, por exemplo, o também deputado estadual Márcio Fernandes, é nome para entrar no pleito, apesar de ficar milhas de distância do apelo popular de lideranças do partido, como o ex-governador André Puccinelli, enrolado em processos e que já avisou não participar do pleito. 

Números – Se confirmada ‘prés’ e candidaturas evidenciadas até o momento, a Assembleia Legislativa pode ter pelo menos cinco parlamentares na corrida pelas prefeituras em outubro próximo. Além de Renato e Márcio, Capitão Contar (PSL), Barbosinha (DEM) e Marçal Filho (PSDB) também são apontados como possíveis candidatos. 

Tardou – Demorou, mas o Procon de Dourados se posicionou para cobrar dos donos de postos de combustíveis a detalhar o motivo do salto de 20 centavos em média no litro da gasolina após o aumento de 5% no ICMS do produto, realizado pelo governo do Estado no início do mês. 

Flash – Mornas! Assim podem ser avaliadas as primeiras sessões da Assembleia Legislativa de MS nessas primeiras semanas de trabalho legislativo. Ontem, por exemplo, o encontro dos deputados estaduais durou pouco mais de uma hora. 

Investigação – Membros da CPI que investiga supostas irregularidades nas contas de energia em MS devem apresentar ao longo da semana, orçamentos para a contratação de técnicos em eletrotécnica credenciados pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia).

Antecipada – Devido ao ponto facultativo de Carnaval, a Câmara de Dourados antecipa nesta quarta-feira a sessão do dia 24, próxima segunda. O decreto foi publicado no Diário Oficial do Município na semana passada. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Braz ironiza suplentes por vaga na Câmara: “não adianta soltar rojão”
Disputa por vaga na Câmara faz Délia perder três secretários
Réu em processo e no grupo de risco do coronavírus, vereador é autorizado a se isolar em fazenda
Marçal deve ser candidato do governo à prefeitura e abrir brecha para 3º deputado do DEM na AL
Prefeitura não vai penalizar responsáveis por aglomeração em protesto

Mais Lidas

DOURADOS
Exame de jovem que morreu no HU testa negativo para coronavírus
COVID-19
Dourados tem mais um caso confirmado de coronavírus
DOURADOS
Jovem morre no HU e município pede agilidade no resultado do exame de coronavírus
CORONAVÍRUS
Dourados registra mais dois casos de Covid-19 e MS tem 60 confirmações