Menu
Busca quarta, 12 de maio de 2021
(67) 99257-3397
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Câmara de Dourados ensaia rádio web antes de colocar FM em funcionamento

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

26 abril 2021 - 00h04

Essencial – Com voto de três, dos oito deputados federais sul-mato-grossenses, o projeto aprovado na Câmara dos Deputados colocando as escolas como atividades essenciais vai começar a tramitar no Senado. Beto Pereira (PSDB), Loester Trutis (PSL) e Luis Ovando (PSL) se posicionaram a favor da proposta.

Polêmica – A medida, aprovada na semana passada, é o primeiro passo para que as aulas presenciais na rede pública possam retornar. Nas redes Estadual e na Municipal de Ensino, em Dourados, as atividades ocorrem de forma remota desde o ano passado por conta da pandemia do coronavírus.

Comunicação – A Câmara de Dourados começou a fase de testes na implantação da rádio web para ampliar as transmissões dos trabalhos parlamentares. Quem acessa o portal da Casa já escuta algumas músicas tocando durante o dia. 

Dial – A intenção do Legislativo é colocar a novidade no ar já no segundo semestre deste ano, com programação das demandas da Casa feita pela assessoria de comunicação. Também está aprovado a concessão para frequência FM, e a ‘rádio Câmara’, funcionaria nos mesmos moldes das comunitárias. Em 2015, o então presidente Idenor Machado (PSDB) já havia anunciado tal possibilidade, porém, nunca saiu do papel. 

Documentos – Ainda na Câmara de Dourados, a CPI da Covid deve solicitar ainda mais informações à prefeitura para apurar como foram usados os recursos do governo federal no combate a pandemia no município em 2020, somando ainda mais documentos às mais de 5 mil folhas que serão analisadas no processo. 

Ajuda – Na segunda reunião dos integrantes da Comissão, houve a solicitação junto à Mesa Diretora o auxílio da assessoria jurídica da Casa para dar mais agilidade no andamento das investigações. O prazo para apresentação do relatório final da CPI da Covid é de 60 dias. 

Máscaras – O projeto aprovado na sessão de segunda-feira passada com multa mais pesada para quem for flagrado sem máscaras nas ruas de Dourados só foi encaminhada ao Executivo na tarde de sexta-feira, justificando o fato da não sanção da lei pelo prefeito Alan Guedes (PP). 

Prazo – Agora, o Executivo tem 15 dias úteis para se posicionar pela medida. A proposta aprovada na Casa é assinada pelo presidente da Câmara Laudir Munaretto (MDB) e a líder do prefeito, Daniela Hall (PSD).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Adjunto completa dois meses como ‘tampão’ na Saúde de Dourados
Vereador diz que “não toca mandato pela internet” e gera polêmica na Câmara
Câmara oficializa mais uma Frente Parlamentar: a "Cristã"
Aliada de Bolsonaro critica fala de senadora de MS na CPI da Covid
Direcionamento de pacientes da UPA para HV gera crise entre médicos

Mais Lidas

PANDEMIA
Levado pela Covid-19, "João da União" deixa legado para família e em Dourados
INDÁPOLIS
'Frio' e com roupa ainda suja de sangue, assassino de tio não mostrou arrependimento ao ser preso
DOURADOS
Homem morre no HV após acidente com condutor que empinava moto
PANDEMIA
Novo decreto mantém toque de recolher às 21h e autoriza abertura de cinema em Dourados