Menu
Busca quarta, 01 de abril de 2020
(67) 9860-3221
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Ausência de deputado por gripe faz Assembleia suspender trabalhos por 15 dias

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

18 março 2020 - 00h04

Campanha – As ações de prevenção ao coronavírus deve influenciar na campanha eleitoral deste ano. Com receio de contaminação e atendendo recomendações do Ministério da Saúde, os ‘famosos’ e corriqueiros abraços, tapinhas nas costas e as reuniões ficarão mais escassos.

Isolamento – Já são dois os senadores por Mato Grosso do Sul em isolamento por prevenção ao coronavírus. Além de Nelsinho Trad (PSD), diagnosticado com a doença após viagem aos Estados Unidos, Soraya Thronicke (PSL) também está de quarentena, mas, apenas por precaução após ter contato com pessoas infectadas. 

Nota – Em mensagem publicada no Facebook, a parlamentar disse ter buscado a medida por não conseguir realizar todos os exames para detectar a presença ou não do vírus no organismo na rede pública e particular de saúde. 

Ausente – O deputado estadual Renato Câmara (MDB) não compareceu à sessão de ontem na Assembleia Legislativa por estar gripado, segundo justificativa lida pelo presidente da Casa, Paulo Corrêa (PSDB). O parlamentar passa por exames como manda o protocolo do Ministério da Saúde em prevenção ao coronavírus. 

Suspensão – O fato ligou o alerta dos parlamentares que decidiram em plenário, suspender os trabalhos no local por 15 dias. Paulo Corrêa chegou a lembrar que mais da metade dos legisladores se encontram acima do grupo de risco por ter mais de 60 anos. 

Vazia – Ainda na Assembleia de MS, ontem a Casa de Leis realizou a primeira sessão sem a presença de público nas galerias após a publicação do ato que suspende a presença e circulação de pessoas no local como prevenção ao coronavírus. 

Crise – A atitude do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em ignorar as recomendações do Ministério da Saúde e participar de ato favorável a seu governo, no domingo, continua repercutindo. Articulistas de vários veículos de comunicação do país apontam a ação de Bolsonaro como uma afronta a Luiz Henrique Mandetta e cobram, do ministro, um pedido de demissão do cargo.

Aulas – Pais de alunos da Rede Estadual de Ensino ameaçavam desde a manhã de ontem protestar na porta de algumas escolas de Dourados nesta quarta-feira contra a manutenção das atividades por parte do governo. Durante a tarde, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) decretou a suspensão das aulas a partir da próxima segunda-feira. 

Coro – A medida pedida pelos pais teve o apoio, mesmo que involuntariamente, de deputados estaduais que reforçaram ao governo a necessidade de suspender o funcionamento da Rede Estadual. Fizeram coro pela paralisação das aulas Barbosinha (DEM) e Pedro Kemp (PT). 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Réu em processo e no grupo de risco do coronavírus, vereador é autorizado a se isolar em fazenda
Marçal deve ser candidato do governo à prefeitura e abrir brecha para 3º deputado do DEM na AL
Prefeitura não vai penalizar responsáveis por aglomeração em protesto
Comércio não questiona fechamento em Dourados, enquanto na Capital há pressão por abertura
Informes e coronavírus mudam rotina de assessores da prefeitura

Mais Lidas

REGIÃO
Ex-assessor de Mandetta é encontrado morto em apartamento na Capital
COVID-19
Primeiro óbito por coronavírus do Estado é registrado em Dourados
DOURADOS
Homem leva surra de populares e é detido por furtar dois veículos em Dourados
COVID-19
MS tem oito confirmações de coronavírus em 24h e suspeitos chegam a 51