terça, 09 de agosto de 2022
Dourados
16°max
12°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Assembleia tem dia de despedida e agenda posse de suplente

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

02 dezembro 2021 - 00h04

Inédito – O nome do procurador de Justiça do MPE (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul), Paulo Cezar dos Passos, foi aprovado pelo Plenário do Senado na terça-feira para compor o CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público) entre os anos de 2022 e 2023. Ele será o primeiro representante do órgão no Estado para ocupar o cargo. 

Adiado – A visita dos presidentes do Paraguai e do Brasil, Mario Abdo Benítez e Jair Bolsonaro, respectivamente, na região de fronteira para o lançamento da pedra fundamental entre Porto Murtinho e Carmelo Peralta (PY), foi adiada para o ano que vem. A data inicial prevista era 13 de dezembro. 

Motivo – Mudança ocorre em função de ume reunião do Prosul (Foro para o Progresso da América do Sul) – criado em 2019 para substituir o Unasul (União das Nações Sul-Americanas) - onde os dois presidentes cumprirão agenda. 

Cadeira – Os nomes dos vereadores emedebistas Laudir Munaretto e Olavo Sul, foram ‘lançados’ para a disputa das eleições de 2022 pelo presidente do diretório regional do partido em Dourados, deputado estadual Renato Câmara. Ambos devem se colocar a disposição para entrar no pleito visando a Assembleia Legislativa. 

Saída – Primeiro vice-presidente da Mesa Diretora da Assembleia, deputado Eduardo Rocha (MDB) participa hoje da última sessão na Casa antes de ser empossado como titular na Segov (Secretaria de Estado de Governo e Gestão Estratégica). O anúncio da saída dele ocorreu em 9 de novembro. 

Chegada – Já o suplente, Paulo Duarte (MDB), assume o posto deixado por Rocha amanhã às 8h30, conforme convocação realizada pelo presidente da Assembleia, deputado Paulo Corrêa (PSDB). 

Retorno – Enquanto a Assembleia vive dias de ‘chegada’ e ‘despedida’, a Câmara de Dourados deve ter a volta do vereador Diogo Castilho (DEM) na próxima sessão ordinária, agendada para o dia 6 de dezembro, já que o TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) decidiu pela suspensão da comissão processante que o investiga por quebra de decoro parlamentar, diante da acusação de violência doméstica contra a ex-noiva em 4 de setembro. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Filho ‘03’ de Bolsonaro participa de evento em Dourados

PT quer trazer Lula ao MS em setembro

Mensagem após ataque a candidato em 2018 vira ação penal eleitoral

Servidor de carreira, ex-secretário pede exoneração do Município

Assembleia cancela cerimônias e audiências e deputado critica novas medidas

Mais Lidas

BR-376

Lutador de MMA douradense é preso com mais de 40 quilos de cocaína

TRAPALHADA

Ladrão esquece mochila aberta e dinheiro roubado voa durante fuga

Adolescente fica gravemente ferido após caminhonete capotar na MS-141

COXIM

Casal de idosos foi morto por menores que levaram R$ 20