Menu
Busca quarta, 12 de maio de 2021
(67) 99257-3397
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

‘Abertura’ dada pelo governo à Capital precisa ser estendida a outras cidades

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

03 maio 2021 - 00h05

Cozinha – Horas antes de ter o projeto que autoriza a negociação de medicamentos, insumos e vacinas contra a Covid-19 aprovado, na quinta-feira, o relator da proposta, senador Nelsinho Trad (PSD), comparou a medida como uma receita de bolo em entrevista ao canal pago Globo News. 

Explicação – Como didática, o parlamentar sul-mato-grossense citou a preparação da iguaria, usando a forma e quantidade correta dos ingredientes. Nesse projeto, farmacêuticas vão ter acesso ao modo de produção dos medicamentos, sem que ocorra a quebra de patentes, mas, direito para uso do genéricos.  

Igualdade – Na mesma direção do projeto de autoria de Marçal Filho (PSDB), quando ainda atuava como deputado federal, em 2011, igualando salário entre homens e mulheres ocupantes da mesma função, o deputado estadual Antônio Vaz (Republicanos) teve aval em primeira votação, da proposta que proíbe premiação diferenciada entre as partes nas competições esportivas, desportivas e culturais em Mato Grosso do Sul. 

Mudança – A aprovação da reforma administrativa proposta pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e aprovada na Assembleia levará mudança na Câmara de Vereadores de Campo Grande. João César Matogrosso (PSDB) assumirá um dos novos cargos a serem criados, levando Ademir Santana (PSDB) a uma das cadeiras no Legislativo da Capital. 

Investiu – Santana, segundo pessoas que vivem o PSDB estadual diariamente, foi uma das maiores apostas tucana nas eleições do ano passado para a Câmara de Campo Grande, porém, não conseguiu ‘deslanchar’ e acabou como segundo suplente ao obter 4.118 votos.

Obras – Desde sábado o Aeroporto Regional Francisco de Matos Pereira está fechado para pousos e decolagens devido ao início das obras de ampliação da pista. Essa primeira etapa deixará os municípios de Dourados e região desassistidos de voos entre maio e novembro. 

Recolher – Apesar de pouca adesão, justo o protesto realizado na sexta-feira pelos empresários de estabelecimentos noturnos em Dourados que pedem diminuição do toque de recolher, que hoje vigora entre 21h e 5h. 

Isonomia - Classificada em ‘bandeira vermelha’ como Dourados, Campo Grande teve autorização do Governo do Estado para o início do toque de recolher nesta semana que antecede o Dia das Mães entre 22h e 5h, então, qual motivo para não ser seguido aqui?

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Adjunto completa dois meses como ‘tampão’ na Saúde de Dourados
Vereador diz que “não toca mandato pela internet” e gera polêmica na Câmara
Câmara oficializa mais uma Frente Parlamentar: a "Cristã"
Aliada de Bolsonaro critica fala de senadora de MS na CPI da Covid
Direcionamento de pacientes da UPA para HV gera crise entre médicos

Mais Lidas

PANDEMIA
Levado pela Covid-19, "João da União" deixa legado para família e em Dourados
INDÁPOLIS
'Frio' e com roupa ainda suja de sangue, assassino de tio não mostrou arrependimento ao ser preso
DOURADOS
Homem morre no HV após acidente com condutor que empinava moto
PANDEMIA
Novo decreto mantém toque de recolher às 21h e autoriza abertura de cinema em Dourados