Menu
Busca sexta, 15 de janeiro de 2021
(67) 99659-5905
SAÚDE E ESTÉTICA

Nutricionista dá dicas alimentares para quem está em crise de gastrite

01 dezembro 2015 - 10h04

Quando a crise de gastrite aparece, qualquer refeição vira um grande mistério. O que comer? Por quanto tempo deve-se evitar alguns alimentos? Algo que quase ninguém imagina é que a primeira atitude recomendada é cortar leite e seus derivados. Isso, mesmo! Iogurte, queijos, manteiga, sorvetes, entre outros, entram na lista dos proibidos para quem está com gastrite.

Segundo a nutricionista funcional Orion Araújo, há ainda outros alimentos que devem entrar na listinha de restrições: chocolate (incluindo o amargo), chá preto, café, refrigerantes, bebida alcoólica, frituras, doces em geral, bolos, salgadinhos, biscoitos, pimentas e condimentos. "Quanto às frutas cítricas, como laranja, abacaxi, limão ou tangerina, vai depender da sensibilidade de cada pessoa. Nem todo mundo é sensível à acidez de algumas frutas", comenta.

A profissional reforça que esses alimentos devem ser evitados durante a crise ou se a pessoa apresenta o quadro de dor com frequência. São alimentos que não devem ser consumidos diariamente por ninguém, mas cortá-los de vez é uma sugestão para quem está com os sintomas. "Na hora da dor, os chazinhos são ótimos. Para quem tem gastrite, indico tomar 30 minutos antes das refeições chá de alecrim, erva-doce ou hortelã", ensina. Ela explica que as melhores opções são as ervas frescas e fazer a infusão. E, para quem não tem tempo no dia a dia, é possível mandar manipular e fazer em forma de tintura que se transforma em algumas gotinhas das ervas indicadas. Ainda para amenizar a dor, a profissional também indica suco verde, couve, mamão, maçã ou a babosa (aloe vera) em jejum porque são calmantes para o estômago.

Outra dica de Orion é investir em alimentos alcalinos, isto é, verduras, legumes, frutas e alimentos integrais. "Couve, bertalha, rúcula e os alimentos verde escuros são ótimos porque alcalinizam o pH do estômago e equilibram a acidez", diz. Ela também indica uma alimentação mais simples, como arroz, feijão, grãos, peixe ou frango. Em relação à carne vermelha, algumas pessoas têm a digestão mais lenta e nem sempre é a melhor opção.

A nutricionista avisa que é preciso evitar o jejum prolongado e que as refeições devem ser feitas a cada três horas. Além disso, a dieta pós-crise deve ser feita por, em média, dois meses. "A pessoa que tem gastrite vai ao médico e ele passa medicamentos para a dor, mas que não devem ser consumidos por um período muito grande. O uso prolongado desses remédios passa a ser prejudiciais ao estômago, dificultando a absorção de nutrientes como B12, ferro, ácido fólico e zinco, além de estar relacionado com câncer de estômago”, esclarece a especialista.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Homem é preso furtando 16 barras de chocolate em supermercado
VACINA
Saúde pede ao Butantan entrega 'imediata' de 6 milhões de doses
Caçadores são presos com armas, 138 munições e 300 quilos de carne
BONITO
Caçadores são presos com armas, 138 munições e 300 quilos de carne
AVANÇO DA PANDEMIA
Brasil ultrapassa 208 mil mortes por Covid, com 1.131 nas últimas 24 horas
CHAPADÃO DO SUL
Grávida é espancada pelo marido após ser flagrado com duas mulheres
COVID-19
Municípios de MS já estão cadastrados nos sistemas de vacinação
RIO VERDE
Polícia desenterra quase duas toneladas de drogas em fazenda
PREVIDÊNCIA
Prazo para recorrer de auxílio-doença negado termina neste sábado
CAPITAL
Homem não atende ao celular, é acusado de traição e apanha da esposa
PANDEMIA
Comitê altera decreto de combate a Covid em Rio Brilhante

Mais Lidas

DOURADOS
Prefeitura corta mais de 400 cargos comissionados de uma só vez
CLIMA
Chuva alaga ruas no centro de Dourados após calor acima de 38°C
PEDRO JUAN
Policial é executado com tiros de fuzil na fronteira
BR-163
Homem morre após colidir carro de passeio contra caminhão