Menu
Busca sábado, 25 de setembro de 2021
(67) 99257-3397
DOAÇÃO

Doação de sangue, um ato de amor

06 outubro 2014 - 10h11

Sua colaboração é fundamental! Doe sangue. A vida agradece.

Várias pessoas dependem de transfusão de sangue para o seu tratamento. E contam somente com a solidariedade dos doadores.

Tire suas dúvidas sobre doação de sangue e faça sua parte.

Doação é seguro

Não faz mal à saúde.
Não há risco de adquirir doenças infecciosas, pois todo o material utilizado é descartável.
Ao doar sangue a pessoa não emagrece.
O sangue do doador não engrossa nem afina.
Não vicia e não é necessário continuar doando.
Quem pode doar

Para doar sangue, é preciso estar em boas condições físicas, ter entre 18 e 65 anos, pesar mais de 50 kg e levar um documento oficial com foto (carteira de identidade, modelo novo da carteira de motorista).

Antes de ir ao banco de sangue, certifique-se de que:
Tenha dormido pelo menos 6 horas nas 12h que antecedem a doação.

Não ingeriu bebidas alcoólicas nas 24h anteriores a doação.

Tenha feito uma refeição leve e com intervalo mínimo de 2 horas do almoço (a doação não pode ser feita em jejum).

Quem não pode

Gestante ou mulher que teve parto ou aborto há menos de 3 meses.
Mulheres que amamentam.

Quem fez última doação há menos de 60 dias (homens), menos de 90 dias (mulheres)

Aqueles que ficaram gripados ou febris nos últimos 15 dias.

Pessoas que tiveram malária ou passaram por regiões com surto da doença nos últimos 6 meses.

Pessoas com histórico ou situações de exposição a doenças infecciosas transmissíveis por transfusão

(hepatite após os 10 anos de idade, hepatite B ou C, doença de Chagas, sífilis, Aids, HTLV I/II).

Quem teve relacionamento sexual com parceiros desconhecidos (mesmo com o uso de preservativos), no último ano.

Pessoas que fizeram tatuagem há menos de um ano.

Pacientes com diabetes (com uso de insulina), epilepsia, asma ou que passaram por grandes cirurgias nos últimos 6 meses.

Usuários de drogas narcóticas injetáveis ou de cocaína por via nasal.

Casos em que o doador usa medicamentos, faz tratamento dentário, acupuntura ou tem piercing são avaliados individualmente.

Não há riscos para o doador e nem restrições médicas e poderá levar a vida normalmente.

O doador deve cadastrar-se no Hemocentro Regional de Dourados, na Rua Waldomiro de Souza, 295, Vila Industrial. Próximo ao PAM, telefones: 3424- 0400 ou 3424-4192.


Deixe seu Comentário

Leia Também

TRT-MS
Juiz Tomás Bawden toma posse como desembargador do Trabalho na segunda-feira 
Médico denunciado por cobrar cirurgia no SUS tem HC negado no STF
FLAGRANTE
Médico denunciado por cobrar cirurgia no SUS tem HC negado no STF
Comitê de Saúde discute uso do pregão eletrônico para compra de medicamentos pelo SUS
ESTADO
Comitê de Saúde discute uso do pregão eletrônico para compra de medicamentos pelo SUS
MS tem mais de 350 audiências em três dias de conciliação e execução trabalhista
JUSTIÇA DO TRABALHO
MS tem mais de 350 audiências em três dias de conciliação e execução trabalhista
ECONOMIA
Microempreendedores têm menos de uma semana para regularizar dívidas
DOURADOS
Projeto de esporte e lazer retorna ao Antenor Martins e quadras são revitalizadas
FRONTEIRA 
Carga de maconha escondida em postes de concreto supera 2 toneladas
MS-156
Motorista fica preso dentro de veículo após capotamento em Dourados
IMUNIZAÇÃO
Multivacinação de crianças e adolescentes inicia semana que vem
DOURADOS 
Ladrão invade lava-rápido para furtar notebook e dinheiro

Mais Lidas

DOURADOS
Homem é encontrado morto em casa por funcionária na Vila São Brás
RACISMO
Em SP, DJ Alok recorda exclusão de integrantes do 'Brô MCs' durante show em Dourados 
TRAGÉDIA 
Motociclista morre na BR-163 em Dourados após bater em uma capivara 
DOURADOS
Júri condena jovem que matou amiga com tiro na nuca e alegou 'acidente'