Menu
Busca sábado, 30 de maio de 2020
(67) 99659-5905
BELEZA E ESTÉTICA

3 dicas para lucrar mais no outono e no inverno

29 abril 2020 - 08h00Por Ana Laura Stachewski / revistapegn.globo.com

No frio, a rotina tende a ser diferente de como é no calor. Damos preferência aos alimentos quentes, às roupas com tecidos mais grossos e podemos até preferir ficar em casa em vez de sair. Mas, antes de apostar nessas tendências para atrair clientes no outono e o inverno, empresas precisam pensar duas vezes. É preciso ter estratégias que se adaptem a oscilações de temperatura.

“Como somos um país em que o inverno não é tão predominante, a tendência de ter negócios muito específicos para a estação não se destaca tanto”, diz Henrique Romão, consultor do Sebrae-SP.

O cenário, é claro, varia de acordo com a região do país. Por isso, a recomendação do consultor é observar o comportamento de acordo com a regionalidade – e apostar em um bom mix de produtos ou serviços para lidar com variações.

1- Portfólio variado

Romão indica que a melhor estratégia para a troca de estação é apostar na diversificação. Vale incluir no portfólio alguns produtos ou serviços mais buscados nos dias frios – sem, no entanto, deixar de lado as opções que combinam com dias mais quentes.

“Em segmentos como o de sorveterias, muitas empresas já estão surgindo preparadas para oferecer produtos mais atemporais, incluindo opções como fondue no cardápio”, afirma o consultor.

A estratégia é adotada por Daniel Machado e Natália Tosatto, fundadores da confeitaria Enrolado & Granulado. Localizada em São Paulo (SP), a loja de doces costuma vender mais em épocas mais frias, mas tem estratégias para os dias quentes que ocorrem em meio ao outono e ao inverno.

“Não dá para esperar que vá ser frio todos os dias. O que fazemos é adaptar bebidas para ajudar no consumo dos doces”, diz Daniel. O negócio também é afetado pelos dias de chuva. Nesses casos, o delivery é um aliado. “Também trabalhamos bastante com o marketing digital para estimular o fluxo.”

2- Sem sair de casa

O potencial das entregas também é destacado pelo consultor do Sebrae-SP. “O delivery é muito mais convidativo nos dias frios, e é uma tendência que já vem ganhando espaço independentemente da estação”, afirma o consultor, ressaltando que os serviços oferecidos em domicílio também tendem a ser atrativos.

A opção também é considerada estratégica frente à pandemia do novo coronavírus, já que as pessoas devem evitar locais muito cheios. "A tendência é que o comércio vá mais para o virtual do que para o físico", afirmou anteriormente a PEGN David Kallás, professor e coordenador do centro de estudos em negócios do Insper.

3- Vantagens do e-commerce

Além da diversificação, quem vende produtos pela internet tem a vantagem de poder vender para clientes de várias regiões. “No caso de uma empresa de moda praia, por exemplo, a diversificação para a moda fitness pode ser interessante. Também pode ser acompanhada da venda para estados em que o clima se mantém quente”, aponta o consultor.

Letícia Vaz, fundadora do e-commerce de roupas LV Store, é uma das empreendedoras que aproveita essa oportunidade. Com foco no público jovem, ela diz que as peças desenhadas para o frio representam no máximo 30% de suas coleções, mesmo no inverno. Isso porque a maior parte dos suas clientes está no Sudeste e no Centro-oeste, onde o frio não tende a ser tão rigoroso.

“Como somos uma confecção, também temos um timing muito bom. Conseguimos produzir as peças com menos antecedência e já sabendo melhor como vai estar o clima”, afirma ela. Outra estratégia é apostar mais em peças atemporais e menos em tendências momentâneas – e direcionar bem a publicidade para cada cliente.

“Nosso e-mail marketing é segmentado por região e temperatura. Se hoje baixou drasticamente a temperatura em Santa Catarina, as clientes vão receber sugestões de peças de inverno, mesmo sendo verão. Em Salvador, o conteúdo vai incluir peças como biquinis”, diz.

Fonte: www.revistapegn.globo.com

Deixe seu Comentário

Leia Também

ALCINÓPOLIS
Pai recebe vídeo de bebê sendo forçado a beber pimenta e denuncia
INFLUENZA
Campanha de vacinação contra a gripe é prorrogada até 30 de junho
SAÚDE
Cartilha na língua terena informa sobre cuidados com a Covid-19
PAGAMENTO
Salário dos servidores estaduais estará dispinívels no dia 05 de junho
TRÊS LAGOAS
Polícia investiga morte de bebê de seis meses após queda de carrinho
ECONOMIA
Saque aniversário do FGTS poderá ser usado para garantir empréstimos
TRÁFICO
Polícia apreende 743 quilos de maconha que seguiria para a Capital
RECURSOS
Estado repassa R$ 6 milhões para auxiliar ações na saúde de Dourados
ECONOMIA
Novo Plano Decenal de Energia trará ajustes por causa da pandemia
DOURADOS
Bancários empossam nova diretoria no domingo

Mais Lidas

DOURADOS
Protocolo é seguido e mulher vítima do coronavírus é enterrada sem despedida de familiares
MAIORIA JOVENS
Vítima fatal da Covid-19 faz parte da faixa etária com mais casos da doença em Dourados
COVID-19
Curva segue ascendente e Dourados ultrapassa 200 casos de coronavírus
PANDEMIA
Comitê diz que Dourados não é epicentro do novo coronavírus e descarta lockdown