quinta, 26 de maio de 2022
São Paulo
23°max
11°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
ECONOMIA

Preços da soja ficam mais altos após quarta elevação seguida de Chicago

14 maio 2022 - 19h40Por Canal Rural

Os preços da soja oscilaram entre estáveis e mais altos nesta sexta-feira (13) no mercado físico brasileiro. A quarta alta seguida de Chicago deu sustentação às cotações, apesar da pressão exercida pela queda do dólar. A procura melhorou, mas poucos negócios foram efetivados.

– Dourados (MS): a cotação avançou de R$ 181,00 para R$ 182,00

– Passo Fundo (RS): a saca de 60 quilos permaneceu em R$ 195,00

– Região das Missões: a cotação ficou em R$ 194,00

– Porto de Rio Grande: o preço permaneceu em R$ 198,00

– Cascavel (PR): o preço subiu de R$ 189,50 para R$ 190,50 a saca

– Porto de Paranaguá (PR): a saca avançou de R$ 196,50 para R$ 197,50

– Rondonópolis (MT): a saca aumentou de R$ 179,50 para R$ 180,00

– Rio Verde (GO): a saca passou de R$ 175,00 para R$ 176,00

Soja em Chicago
Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a sexta-feira com preços com boas altas, assegurando a valorização semanal. O mercado seguiu o comportamento de outras commodities e o clima mais calmo no financeiro. A aversão ao risco diminuiu com a possibilidade de afrouxamento do lockdown nas regiões da China.

capa-cotação-da-soja

Com isso, a expectativa de retomada da demanda chinesa garantiu a alta consistente em Chicago. A semana foi marcada pela forte queda de segunda nos preços e recuperação gradual no restante da semana.

Os exportadores privados norte-americanos reportaram ao Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) a venda de 132.000 toneladas de soja para a China. O volume será entregue na temporada 2021/22.

Os contratos da soja em grão com entrega em julho fecharam com alta de 32,75 centavos ou 2,02% a US$ 16,46 1/2 por bushel. A posição agosto teve cotação de US$ 15,95 1/2 por bushel, com ganho de 26,25 centavos de dólar ou 1,67%.

Nos subprodutos, a posição julho do farelo fechou com alta de US$ 13,30 ou 3,35% a US$ 409,30 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em julho fecharam a 83,79 centavos de dólar, com ganho de 1,27 centavo ou 1,53%.

Câmbio
O dólar comercial encerrou a sessão em queda de 1,61%, sendo negociado a R$ 5,0580 para venda e a R$ 5,0560 para compra. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 5,0460 e a máxima de R$ 5,1500. Na semana, o dólar teve desvalorização de 0,32%.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VIOLÊNCIA

Preso homem que arrancou parte do crânio de mulher com facão

Faça um deliciosa farofa de granola
COMER BEM

Faça um deliciosa farofa de granola

Cadeirante é flagrada com produtos furtados em mercado no Jardim Clímax
DOURADOS

Cadeirante é flagrada com produtos furtados em mercado no Jardim Clímax

REGIÃO

Aberta seleção para estagiários de Direito na comarca de Sonora

Câmera de segurança flagra atropelamento no Água Boa; assista ao vídeo
DOURADOS

Câmera de segurança flagra atropelamento no Água Boa; assista ao vídeo

LITERATURA

"Engordei o sol noturno" será lançado nesta sexta em Dourados

DOURADOS

Motociclista é atropelada ao 'roletar' cruzamento no Água Boa

POLICIAMENTO

Menores são encaminhados para delegacia após serem flagrados com drogas

ECONOMIA

Senado aprova MP que estabelece salário mínimo de R$ 1.212

REGIÃO

Quatro foragidos são recapturados durante ações policiais

Mais Lidas

CAARAPÓ

Grávida morta com tiro na cabeça foi assassinada pelo próprio irmão

TRAGÉDIA

Homem morre e outro fica ferido em estado grave após acidente na Marcelino

BR-163

Acidente mata motociclista e passageiro em estado grave é trazido para Dourados

DOURADOS

Vídeo mostra momento da colisão que terminou com morte de motociclista