domingo, 07 de agosto de 2022
Dourados
29°max
18°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
ECONOMIA

Consórcio de máquinas agrícolas cresce 326% no Brasil em 5 anos

03 agosto 2022 - 16h42Por Canal Rural

Levantamento divulgado pela Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (Abac) revelou um aumento de 326% na contratação de consórcios para aquisição de veículos pesados, como tratores, máquinas e implementos para o agronegócio nos últimos 5 anos, partindo de 7 mil cotas negociadas, somando o valor de 2,7 bilhões de reais em 2018, para 31 mil neste ano, atingindo a marca de 9,2 bilhões reais.

Os bens mais visados são tratores, com 87,7%, e colheitadeiras, com 8%.

Já na comparação apenas com os resultados de 2021, a expansão é de 53,4%, um dos melhores desempenhos do sistema de consórcio como um todo.

Dados da Abac mostram que na região Sudeste, que responde por 39,1% dos negócios no Brasil, houve o maior registro de adesões. Na sequência aparecem as regiões Sul, com 25,1%; Centro-Oeste, com 15,9%; Nordeste, com 11,5%, e Norte, com 8,4%.

Juros
Segundo Cristiano Marinho, CEO da Citybens, empresa especializada em administrar consórcios para o agronegócio (e que registrou aumento de 55% na negociação de consórcios para veículos pesados no último ano), esse crescimento é resultado de uma junção entre a alta na taxa básica de juros (a Selic), que já ultrapassa 13%, com o fato de que cada vez mais empresários do agro estão conhecendo essa modalidade de crédito voltada para o setor.

“Investir em consórcio é uma alternativa para quem deseja adquirir o bem sem taxas abusivas e sem pagar o dobro do valor contratado, como ocorre nos financiamentos, dependendo do prazo a ser financiado. É mais vantajoso, principalmente com mais um possível aumento indicado pela Selic para este mês. E na medida em que se tornam mais conhecidos para financiar projetos no campo, os consórcios vêm contribuindo também no desenvolvimento do agro”, diz Marinho.

A forte presença do consórcio de máquinas e implementos agrícolas tem evoluído nos últimos anos e proporcionado melhor e maior lucratividade na agropecuária.

Segundo a Abac, oss créditos praticados no segmento de produtos agrícolas nas administradoras têm valores que variam de R$ 10 a R$ 945 mil, com média de R$ 291 mil. A taxa mensal média de administração está em 0,147% e o prazo médio de duração dos grupos é de 88 meses.

Cuidados
“Os produtos financeiros orientados para o agronegócio são relativamente novos no Brasil e têm algumas especificidades. O produtor deve conhecer a administradora e seus representantes. Não são todas que oferecerem este tipo de produto. E a pessoa pode estar pagando por algo que no final do contrato não vai poder adquirir”, orienta Cristiano Marinho.

“É importante entender a dinâmica dos grupos de consórcios e pesquisar sobre a administradora nas redes sociais e, também no Reclame Aqui. Caso conheça alguém que contratou consórcio na mesma empresa, converse para descobrir como foi a experiência. Procure saber quanto tempo ela atua com esse mercado e se tem credibilidade no meio”, completa o CEO da Citybens.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ministério lança campanha de combate à violência contra a mulher
DIREITOS HUMANOS

Ministério lança campanha de combate à violência contra a mulher

Inscrições para mestrado profissional em Ensino em Saúde encerram em 10 de agosto
UEMS

Inscrições para mestrado profissional em Ensino em Saúde encerram em 10 de agosto

Jornalista divulga pesquisa sobre filho bastardo do imperador Pedro I
LEVANTAMENTO

Jornalista divulga pesquisa sobre filho bastardo do imperador Pedro I

TURISMO

Brasil tem quatro aeroportos entre os mais pontuais do mundo

8ª Feira da Reme segue até a noite deste domingo no Parque dos Ipês
DOURADOS

8ª Feira da Reme segue até a noite deste domingo no Parque dos Ipês

POLÍTICA

Vera Lúcia, do PSTU, registra de candidatura à Presidência no TSE

ECONOMIA

Caminhoneiros começam a receber benefício emergencial nesta terça

Homem é preso com arma e mais de 100 munições avaliadas em R$ 10 mil

POLÍTICA

Senadora Simone Tebet registra candidatura à Presidência no TSE

MARACAJU

Chefe registra sumiço de caminhoneiro que seguia viagem à Bahia

Mais Lidas

TRAGÉDIA

Mulher que morreu em acidente na BR-463 era agrônoma de Dourados

TRAGÉDIAS

Agosto começa com quatro mortes por acidentes de trânsito em Dourados 

LUTO

Conselho de Agronomia lamenta morte de jovem agrônoma em acidente

TENTAVIVA DE HOMICÍDIO

Susto provocado por cachorro e discussão terminam com ciclista baleado