quarta, 06 de julho de 2022
Dourados
31°max
14°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
TECNOLOGIA

Brasil terá o primeiro açúcar mascavo rastreado

21 junho 2022 - 16h40Por Da redação

A safra 2022 inicia trazendo uma novidade para o setor canavieiro e para o consumidor. A partir de julho começa a chegar às prateleiras das lojas e supermercados o primeiro açúcar mascavo dotado de um sistema de rastreabilidade baseado em blockchain, tecnologia de ponta capaz de atestar a transparência e a integridade das informações do produto. Por meio de um QR Code estampado na embalagem, qualquer pessoa poderá verificar as informações sobre a origem e o processo de fabricação do açúcar. O tipo mascavo é valorizado no segmento de produtos naturais e saudáveis, mas ainda sofre com casos de adulteração.

De acordo com as informações são da Embrapa, ao longo de três anos, uma equipe de especialistas da Embrapa Agricultura Digital (SP) trabalhou no desenvolvimento do Sistema Brasileiro de Agrorrastreabilidade (Sibraar). A tecnologia foi customizada para o açúcar mascavo e validada na planta agroindustrial da Usina Granelli, parceira no projeto-piloto. Agora, a empresa será a primeira licenciada a comercializar o produto rastreado, que vai levar o selo Tecnologia Embrapa. O sistema foi introduzido no processo de produção neste mês de junho, dando início aos primeiros lotes com rastreabilidade via blockchain. Pelo contrato de licenciamento, uma porcentagem das vendas será revertida para a Embrapa na forma de royalties. O desenvolvimento do projeto também contou com o apoio da Cooperativa dos Plantadores de Cana do Estado de São Paulo (Coplacana).

A tecnologia Sibraar possibilita que os dados de fabricação do produto sejam armazenados em blocos digitais, usando a blockchain para construir uma sequência temporal e imutável dos registros e garantindo, assim, a integridade das informações geradas ao longo do processo de produção. Para cada lote do açúcar mascavo da Granelli, serão disponibilizadas a data de produção, a variedade de cana utilizada e a identificação e geolocalização da propriedade rural que forneceu a matéria-prima para aquele lote, conforme as regras previstas na Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD). Também serão fornecidas informações sobre a análise microbiológica do produto e sobre os parâmetros físicos e químicos daquele açúcar, como teor de sacarose, umidade e cor.

O sistema da Embrapa foi concebido inicialmente para o setor sucroenergético, mas pode ser customizado também para a agroindústria vinculada a outras cadeias agrícolas, como a de grãos. Para o pesquisador Alexandre de Castro, líder do projeto, tem crescido a exigência de mercados consumidores internos e externos por alimentos mais seguros e sustentáveis.

A rastreabilidade é fundamental para levar ao consumidor final maior conhecimento sobre a procedência e o processo de produção e para garantir a competitividade do produto brasileiro. “A adoção de ferramentas com tecnologias do tipo blockchain embarcadas surge como alternativa importante para atender esse mercado uma vez que possibilitam que cada lote fabricado receba uma assinatura digital única para criar uma trilha segura de auditabilidade dos dados”, destaca.

  • Cada lote levará informações como: data de produção, variedade de cana utilizada e a identificação e geolocalização da propriedade rural que forneceu a matéria-prima, além da análise microbiológica e parâmetros físicos e químicos daquele açúcar, como teor de sacarose, umidade e cor.
  • O lote recebe uma assinatura digital única que ajudará a combater casos de adulteração.
  • Produto utiliza o Sistema Brasileiro de Agrorrastreabilidade (Sibraar), desenvolvido pela Embrapa Agricultura Digital e primeiro do gênero no Brasil.
  • Conhecida em operações financeiras, tecnologia blockchain é inviolável e garante a segurança das informações.

 

 

 

*Com informações do Agrolink

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA

Relator recomenda aprovação da PEC de auxílios sociais na Câmara

Enem 2022: candidato poderá apresentar documentos digitais, como CNH e e-Título, nos dias de prova
EDUCAÇÃO

Enem 2022: candidato poderá apresentar documentos digitais, como CNH e e-Título, nos dias de prova

ANÁLISE

Proibição de tatuagens e piercings em animais de estimação vai a Plenário

ELEIÇÕES 2022

Inscrições para mesários voluntários estão abertas; saiba como se inscrever

Mais de 30 idosos são vítimas de golpes virtuais em Dourados em seis meses
DOURADOS 

Mais de 30 idosos são vítimas de golpes virtuais em Dourados em seis meses

BRASÍLIA

Carro invade ponto de ônibus e deixa feridos e um morto

SAÚDE E BEM-ESTAR

Fibromialgia: dores constantes podem ser síndrome crônica; entenda

SELEÇÃO

Publicadas convocações dos classificados em concurso e processo seletivo da SED

LEGISLATIVO DE MS

Após pedido de Neno, novos policiais civis são empossados para Paranhos

ATENDIMENTO

Conversão de união estável em casamento é o serviço mais procurado da Justiça Itinerante

Mais Lidas

DOURADOS

Cinco professores estavam em veículo que se envolveu em acidente no Itahum

DOURADOS

Prefeitura abre concurso com quase 60 vagas com salários que chegam a R$ 8,3 mil

DOURADOS

Cantor é outro envolvido em acidente que deixou feridos entre Dourados e Itahum

CRIME PASSIONAL

Autor de homicídio no Flórida se passou pela própria esposa para atrair vítima e cometer o crime