Menu
Busca terça, 20 de novembro de 2018
(67) 9860-3221
PESQUISA

Remédio contra a hepatite C é eficiente no combate à chikungunya

08 novembro 2018 - 19h20Por G 1

Uma pesquisa brasileira demonstrou em laboratório que o remédio sofosbuvir, usado e aprovado no combate à hepatite C crônica, também é eficiente no combate à chikungunya nas células humanas infectadas.

O estudo foi feito pelo Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (ICB-USP) e foi divulgado pela agência Fapesp. De acordo com uma das autoras, Rafaela Milan Bonotto, o remédio conseguiu eliminar o vírus sem danificar as células.

Em janeiro de 2017, uma outra pesquisa mostrou que o sofosbuvir também pode agir sobre o vírus da zika. O autor do estudo na época, Thiago Moreno, disse ao Jornal Nacional que há uma semelhança entre as duas doenças: tanto o vírus da zika quando o da hepatite têm uma enzima chamada RNA polimerase. O remédio atua exatamente nessa enzima.

A pesquisa divulgada nesta quinta-feira (8) foi feita sob orientação do professor Lucio Freitas-Junior. Em entrevista ao G1, ele disse que o vírus da zika tem semelhanças com o da chikungunya. Ele adianta que um outro desdobramento será publicado em breve para a atuação contra a febre amarela, outro vírus transmitido pelo mosquito Aedes aegypti e da mesma família de flavivírus.

Segundo ele, foram testados cerca de 1,5 mil medicamentos contra células infectadas com o vírus da chikungunya.

"A chikungunya é realmente muito difícil. O único resultado positivo que nós tivemos com drogas já aprovadas foi com o sofosbuvir".

Freitas-Junior explica que, por enquanto, não há uma confirmação sobre como a droga atua em termos moleculares. O que existe é a constatação de que há uma eliminação do vírus e a preservação das células. Assim como na pesquisa feita com a zika, ele acredita que o remédio age na inibição da RNA polimerase.

A chikungunya foi a doença do Aedes que mais matou no Brasil em 2017. Ainda não há uma vacina disponível, nem um medicamento aprovado específico contra o vírus.

Patente do sofosbuvir

No final de setembro, a Justiça do Distrito Federal derrubou a patente do sofosbuvir em caráter liminar (provisório). Utilizado no tratamento de hepatite C, a empresa farmacêutica Gilead Pharmasset tem o direito de produção exclusiva do produto.

O juiz Rolando Valcir Spanholo, da 21ª Vara Federal, tomou a decisão após analisar ação popular impetrada pela até então candidata à presidência Marina Silva (Rede) e seu vice, Eduardo Jorge (PV). Eles pediam que fosse concedida uma licença para que o governo ou outras empresas pudessem explorar a patente.

Na prática, a decisão libera o mercado para produzir o medicamento, mas a decisão não trata da habilitação dessas empresas para a produção. A decisão não impede a Gilead de continuar produzindo o remédio, só retira dela a exclusividade de produção.

Na decisão, o juiz citou o alto gasto do Sistema Único de Saúde (SUS) com o medicamento patenteado: quase R$ 1 bilhão por ano.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAU
Laryssa Ayres exibe curvas em ensaio fotográfico de biquíni
CAMPO GRANDE
Motorista briga em tabacaria, foge, bate em 4 carros, mas acaba solta
ECONOMIA
Estudantes têm até sexta-feira para renovar contrato do Fies
BATAYPORÃ
Família volta a pedir ajuda para salvar a vida do garoto Davi Samuel
DESCONTOS
Confira 10 dicas para fugir de furadas apresentadas na Black Friday
CAMPO GRANDE
Jovem de 22 anos morre após colisão entre moto e caminhonete
NOVA ALVORADA
Justiça bloqueia bens de políticos e empresários por compra de farinha
EDITAL
Programa Mais Médicos oferece 8.517 vagas a partir de quarta-feira
URGÊNCIA
Senadores tentam votar projeto que enfraquece a Lei da Ficha Limpa
ANASTÁCIO
Mulher é agredida a socos por não levar comida de festa para marido

Mais Lidas

DOURADOS
Antes de ser assassinado, homem passou por ‘tribunal do crime’
DOIS MESES DEPOIS
Acusados de matar rapaz em Dourados serão apresentados hoje
MARCELO PILOTO
Traficante brasileiro é expulso do Paraguai após matar mulher em cela
VILA SÃO BRÁS
Mulher acorda e flagra ladrão dentro de casa em Dourados