Menu
Busca quarta, 17 de julho de 2019
(67) 9860-3221

Pesquisa revela que inflamação pode estar ligada à depressão

08 janeiro 2013 - 10h30

Quadros inflamatórios podem estar relacionados a problemas psicológicos, como a depressão. Essa é a constatação de uma pesquisa do Hospital Herlev e da Universidade de Copenhagen, ambos da Dinamarca. Os dados foram divulgados pelo site The Huffington Post.

Com base em dados de saúde de 73.131 dinamarqueses entre 20 e 100 anos, os cientistas identificaram que as pessoas que têm níveis mais elevados de proteína C-reativa - um sinal de inflamação - também apresentam risco maior de depressão e angústia. Quanto maiores os níveis da proteína, maiores também eram as chances de usar antidepressivos e de ser hospitalizado por causa de depressão.

Apenas a associação foi encontrada, mas não uma situação de causa e efeito. Mais pesquisas são necessárias para explicar a descoberta, segundo os cientistas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DINHEIRO NOVO
Governo deve anunciar ainda esta semana a liberação de saques do FGTS
LOTERIA
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 16 milhões nesta quarta-feira
PRAZO
Tribunal Regional do Trabalho encerra inscrições para Programa de Estágio
CAMPO GRANDE
Três homens em veículo furtado são perseguidos e presos pela Polícia
EDUCAÇÃO
UEMS abre inscrições para Pós em Educação Científica e Matemática
REUNIÃO
Bolsonaro vai à Argentina para participar da cúpula do Mercosul
PARANHOS
"Braço direito" de narcotraficante preso é executado a tiros na fronteira
TEMPO
Quarta-feira de sol com algumas nuvens em Dourados, não chove
SHOWBIZZ
De biquíni em Paraty, Mariana Ximenes suspira: "Pode já querer voltar?"
CAPITAL
Esposa de defensor público é encontrada morta em residência

Mais Lidas

DOURADOS
Coordenadora de Ceim é exonerada e pais fazem abaixo-assinado para tentar mantê-la
POLÍCIA
Investigação vê indícios de relação entre homicídios no Jardim Pantanal e Guanabara
DOURADOS
Assassinado em conveniência já cumpriu pena por tráfico e lavagem de dinheiro
DOURADOS
Upiran entrega carta de demissão a Délia e aguarda substituto para deixar Educação