Menu
Busca segunda, 14 de outubro de 2019
(67) 9860-3221
ÁREA DE RISCO

OMS recomenda vacina contra febre amarela a estrangeiros no Brasil

13 fevereiro 2019 - 21h35Por G1

A OMS (Organização Mundial de Saúde) emitiu um comunicado recomendando que estrangeiros se vacinem contra febre amarela antes de visitar áreas de risco de contaminação pelo vírus.

A vacina deve ser dada ao menos 10 dias antes da viagem em pessoas que visitam os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Tocantins, Santa Catarina e São Paulo. De acordo com a OMS, os viajantes devem levar consigo os certificados internacionais de vacinação.

Quem deve se vacinar contra a febre amarela?

Entre dezembro de 2018 e janeiro de 2019, foram registrados 36 casos de febre amarela em humanos em 11 cidades do Brasil. A maioria dos casos foi registrado em São Paulo e dois no Paraná, que não tinha registro de casos da doença desde 2015.

A febre amarela causa sintomas como dor de cabeça, febre baixa, fraqueza e vômitos, dores musculares e nas articulações. Em sua fase mais grave, pode causar inflamação no fígado e nos rins, sangramentos na pele e levar à morte.

Transmitida pelos mosquitos dos gêneros Haemagogus e Sabethes, a forma silvestre da doença é a variedade que ainda provoca surtos no Brasil. O país não registra casos de febre amarela urbana, transmitida pelo Aedes aegypti, desde 1942.

Terceira onda

Segundo a OMS, o país poderia estar vivendo a terceira onda de surto. A primeira aconteceu durante o período sazonal de 2016–2017, com 778 casos humanos, incluindo 262 mortes, e a segunda durante o período sazonal de 2017–2018, com 1376 casos humanos, incluindo 483 mortes.

Macaco no Zoológico de SP é diagnosticado com febre amarela

"Embora seja muito cedo para determinar se este ano mostrará os altos números de casos humanos observados nos dois últimos grandes picos sazonais, há indicações de que a transmissão do vírus continua a se espalhar em direção ao sul e em áreas com baixa imunidade populacional", diz o comunicado.

Em São Paulo, estado com maior número de casos da doença em 2019, a cobertura vacinal é de 77%, quando deveria estar em 95%. A Secretaria Municipal de Saúde afirma que todos os paulistas devem se vacinar contra a febre amarela, caso ainda não estejam imunizados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BALANÇO
PM apreende cerca de sete milhões de maços de cigarros e 150 toneladas de drogas em 2019
ROCHEDO
Estudante é multado por pesca ilegal em rio e tem petrecho apreendido
ELEIÇÕES 2018
Botafogo apresenta Valentim oficialmente como treinador
PEDRO JUAN
Motorista de aplicativo é morto com 15 tiros na fronteira
MÚSICA
Com músicas disponíveis em plataformas, compositora de MS lança disco na próxima semana
CORUMBÁ
Corpos de trabalhadores mortos em fazenda são levados para Guia Lopes
BRASIL
Bolsonaro discute pedido de prestação de contas ao PSL
FUTEBOL
Três jogos abrem a 29ª rodada da Série B do Brasileirão
NOVA DATA
Escolagov prorroga inscrições do Processo Seletivo para professores
ACIDENTE
Família pede doação de sangue a homem internado há quase dois meses no HV

Mais Lidas

CLIMA
Previsão aponta dias chuvosos e queda de temperatura em Dourados
DOURADOS
Acionados para atender queda de moto, Bombeiros só encontram vítima no local
DOURADOS
Clima fica tenso com índios presos em confrontos às margens da Perimetral Norte
MS
Idosa é atingida por jaca durante procissão e precisa ser socorrida