Menu
Busca quarta, 19 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Novo secretário de Saúde toma posse na segunda-feira

30 novembro 2006 - 09h16

O novo secretário municipal de Saúde de Dourados, João Paulo Esteves, será empossado na próxima segunda-feira, dia 04 de dezembro. A cerimônia de posse será às 8h30, na sala de reuniões do gabinete do prefeito Laerte Tetila, no Centro Administrativo Municipal. Ex-secretário estadual de Saúde, o odontólogo João Paulo Esteves assumirá a vaga ocupada por três anos pela bióloga Maria de Fátima Metelaro, que pediu afastamento do cargo por motivos pessoais.

Esteves é filiado ao PSB e possui domicílio eleitoral em Nova Andradina, onde foi vereador por dois mandatos e onde também ocupou a presidência da Câmara de Vereadores. Também em Nova Andradina, João Paulo Esteves foi secretário municipal de Saúde por oito anos. Em janeiro de 2001, ingressou no governo do Estado, no primeiro mandato de Zeca do PT, na função de superintendente de Políticas de Saúde. Em abril de 2002, assumiu a secretaria estadual de Saúde, onde permaneceu até dezembro de 2004.

De acordo com o prefeito Laerte Tetila, a escolha por João Paulo Esteves está baseada em sua competência técnica, política e gerencial na área da saúde. “Ele tem competência comprovada para assumir o cargo”, garantiu o prefeito. “Cargos desta natureza exigem grande preparação técnica, política e gerencial”, acrescentou. Tetila também destacou o trabalho de Maria de Fátima Metelaro que “desempenhou a função com muita lealdade e competência”.
O vereador José Carlos Cimatti, representante do PSB na Câmara de Vereadores, também comemora a indicação de João Paulo Esteves à pasta. “Este convite amplia o espaço do PSB e garante a participação efetiva do partido na administração municipal”, disse o vereador, que já espera ampliação do diálogo político entre o PSB e o governo municipal.


ESTEVES

João Paulo Barcellos Esteves, 47 anos, possui um vasto currículo político e gerencial na área de saúde em Mato Grosso do Sul. Já atuou como presidente do Conselho Estadual de Saúde de MS e também a como vice-presidente do CONASS ( Conselho Nacional dos Secretários Estaduais de Saúde) para a região Centro-Oeste, entre outros cargos.
De acordo com o novo secretário, a Saúde em Dourados trata-se de um grande desafio, já que o gerenciamento da pasta vai além das fronteiras municipais. “Gerenciar a saúde em Dourados significa administrar o setor para quase 800 mil pessoas que fazem parte do sistema”, disse João Paulo Esteves, referindo-se aos 38 municípios da região.

Esteves disse, ainda, que se sente preparado para assumir o comando da pasta, baseado em sua experiência acumulada nos âmbitos municipal e estadual. “Conheço os dois níveis da administração da saúde, o que me qualifica e facilita o diálogo com os outros gestores”, garante ele.Em Dourados, João Paulo Esteves disse que pretende dar continuidade ao trabalho desenvolvido pela atual secretária, Maria de Fátima Metelaro, baseado na organização dos chamados Pactos para a Saúde.



Deixe seu Comentário

Leia Também

IGUATEMI
Conduta de cabo que matou sogro a tiros em fazenda será investigada
AEDES AEGYPTI
Paraguai decreta situação de emergência por conta da dengue
CAPITAL
Mulher desaparece após dizer que iria fazer tratamento em hospital
BRASIL
BC lança sistema que promete transferir dinheiro em até 10 segundos
CAMPO GRANDE
Após ser diagnosticada com doença rara, menina de 5 anos morre em hospital
REGIÃO
Procon aciona MPE para combater abusos na venda de combustíveis
JUSTIÇA
Réu por assassinato, filho foi escondido pela mãe o tempo todo
BRASIL
CGU vai fiscalizar os municípios de Caracol e Miranda em 2020
CRISE
Força Nacional será enviada ao Ceará após motim e tiros contra Cid Gomes
OPORTUNIDADE
Hospital Regional abre edital para processo seletivo com 27 vagas para profissionais da saúde

Mais Lidas

APÓS 9 ANOS
Hipermercado fecha as portas em Dourados no final do mês
DOURADOS
Policial aposentado mata homem e diz ter sido ameaçado com faca
VIOLÊNCIA
Homem é assassinado em frente a padaria em Dourados
DOURADOS
Júri termina com réu condenado a 15 anos por matar desafeto em 2018