Menu
Busca quinta, 28 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Grávida deve ter cuidados com a alimentação na ceia

17 dezembro 2012 - 15h45

Quando se fala em festas de fim de ano logo vem à cabeça a imagem de uma ceia farta, repleta de comidas deliciosas. Para as futuras mamães, que acabam comendo por dois, pode ser difícil escapar das tentações, mas a atenção com o que consome é muito importante para garantir a saúde do bebê.

O tradicional Champagne, por exemplo, não deve nem passar perto das grávidas. “É proibida a ingestão de bebida alcoólica. O álcool afeta o DNA e pode trazer como consequência mais leve uma criança hiperativa, passando por possíveis deficiências mentais, até o caso mais grave, que é o desenvolvimento da Síndrome Alcoólica Fetal (SAF), resultando no nascimento de um bebê com microcefalia, baixa estatura, deformidades e retardo mental, entre outros problemas”, alerta o pediatra geneticista Roberto Muller.

Há médicos que permitem a ingestão de no máximo uma taça de bebida alcoólica, mas, segundo o especialista, essa indicação não é a ideal. “Primeiro porque nem todas conseguem controlar e vão acabar extrapolando, mas o mais grave é que não há como medir o efeito da bebida. Cada corpo reage de um jeito. Pode ser que uma mulher beba muito e não tenha efeito nenhum sobre o feto, ao mesmo tempo em que uma que beba apenas um gole pode apresentar dificuldades na gravidez”.

Veja mais cuidados com a ceia:

Evite contato com as carnes cruas – Deixe que o preparo das carnes para a ceia fique por conta de outra pessoa. “A carne crua pode estar contaminada por toxoplasmose, e a doença pode passar para o feto, causando problemas na formação do bebê”, explica Muller. É importante também que a grávida consuma apenas carnes bempassadas.

Peixes nem sempre são tão saudáveis – O bacalhau impera nas ceias, mas as grávidas também precisam de atenção com os peixes. “Muito se diz sobre o ômega 3 dos peixes, mas ele só está presente nos pescados. Os que são criados para consumo, além de não possuírem o ômega 3, apresentam ômega 6, que engorda”.

Gorduras e doces com moderação – Não é nenhum mistério, os doces e gorduras podem prejudicar muito a saúde, provocar diabetes e elevar o peso. As tradicionais rabanadas, por exemplo, devem ser consumidas com muita moderação. A dica do profissional para as frituras é dar preferência para o azeite, evitando óleo e manteiga.

Alegria e amor estão liberados! – Seguindo todas as dicas, é só curtir os benefícios das festas de fim de ano. “Estar em um ambiente agradável e em boas companhias, rodeada de amor e união, faz com que a futura mamãe libere menos cortizol e adrenalina, garantindo uma gravidez mais tranquila e, consequentemente, um bebê muito mais calmo”, finaliza.

Deixe seu Comentário

Leia Também

COSTA RICA
Menina de 3 anos dormia com a mãe que foi assassinada a facadas pelo ex
POLÍTICA
Bolsonaro diz que auxílio emergencial poderá ter a quarta parcela
JUDICIÁRIO
MP denuncia juiz por ter recebido propina para liberar precatórios
ENSINO SUPERIOR
Ainda sem data, Enem 2020 já tem 6,1 milhões de inscritos
TRÊS LAGOAS
Motociclista é atingida por linha com cerol e garotos que soltavam pipa fogem
ECONOMIA
Compras com auxílio emergencial poderão ser pagas via celular
CARTILHA
Tribunal de Justiça lança Guia de Boas Práticas para Pessoas com Deficiência
CAPITAL
Idoso é enganado por golpistas, entrega dois cartões e fica no prejuízo
JUSTIÇA
Ministro do STF nega recurso e mantém pena de prefeito condenado por tráfico
DESCAMINHO
Receita Federal apreende duas toneladas de narguilé contrabandeadas

Mais Lidas

DOURADOS
Paciente com suspeita de coronavírus afasta mais de 20 profissionais da saúde no HV e UPA
PANDEMIA
Dourados é "campeã" de casos de coronavírus em MS pelo 3º dia consecutivo
PANDEMIA
Dourados investiga morte com suspeita do novo coronavírus
DOURADOS
Empresários cobram de Délia prova científica para justificar toque de recolher