Menu
Busca terça, 21 de maio de 2019
(67) 9860-3221

Grávida deve ter cuidados com a alimentação na ceia

17 dezembro 2012 - 15h45

Quando se fala em festas de fim de ano logo vem à cabeça a imagem de uma ceia farta, repleta de comidas deliciosas. Para as futuras mamães, que acabam comendo por dois, pode ser difícil escapar das tentações, mas a atenção com o que consome é muito importante para garantir a saúde do bebê.

O tradicional Champagne, por exemplo, não deve nem passar perto das grávidas. “É proibida a ingestão de bebida alcoólica. O álcool afeta o DNA e pode trazer como consequência mais leve uma criança hiperativa, passando por possíveis deficiências mentais, até o caso mais grave, que é o desenvolvimento da Síndrome Alcoólica Fetal (SAF), resultando no nascimento de um bebê com microcefalia, baixa estatura, deformidades e retardo mental, entre outros problemas”, alerta o pediatra geneticista Roberto Muller.

Há médicos que permitem a ingestão de no máximo uma taça de bebida alcoólica, mas, segundo o especialista, essa indicação não é a ideal. “Primeiro porque nem todas conseguem controlar e vão acabar extrapolando, mas o mais grave é que não há como medir o efeito da bebida. Cada corpo reage de um jeito. Pode ser que uma mulher beba muito e não tenha efeito nenhum sobre o feto, ao mesmo tempo em que uma que beba apenas um gole pode apresentar dificuldades na gravidez”.

Veja mais cuidados com a ceia:

Evite contato com as carnes cruas – Deixe que o preparo das carnes para a ceia fique por conta de outra pessoa. “A carne crua pode estar contaminada por toxoplasmose, e a doença pode passar para o feto, causando problemas na formação do bebê”, explica Muller. É importante também que a grávida consuma apenas carnes bempassadas.

Peixes nem sempre são tão saudáveis – O bacalhau impera nas ceias, mas as grávidas também precisam de atenção com os peixes. “Muito se diz sobre o ômega 3 dos peixes, mas ele só está presente nos pescados. Os que são criados para consumo, além de não possuírem o ômega 3, apresentam ômega 6, que engorda”.

Gorduras e doces com moderação – Não é nenhum mistério, os doces e gorduras podem prejudicar muito a saúde, provocar diabetes e elevar o peso. As tradicionais rabanadas, por exemplo, devem ser consumidas com muita moderação. A dica do profissional para as frituras é dar preferência para o azeite, evitando óleo e manteiga.

Alegria e amor estão liberados! – Seguindo todas as dicas, é só curtir os benefícios das festas de fim de ano. “Estar em um ambiente agradável e em boas companhias, rodeada de amor e união, faz com que a futura mamãe libere menos cortizol e adrenalina, garantindo uma gravidez mais tranquila e, consequentemente, um bebê muito mais calmo”, finaliza.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZZ
Sabrina Sato posa em ensaio de moda praia: "de boa já com o biquíni"
NOVA ANDRADINA
Polícia fecha "boca de fumo" chefiada por adolescente de 17 anos
PGR
Procurador de Mato Grosso do Sul disputa sucessão de Raquel Dodge
ENERGIA ELÉTRICA
Aneel reajusta valor das bandeiras tarifárias; maior é de 50% na amarela
PANTANAL
Empresários realizam encontro da pesca em apoio a cota zero
BRASIL
Senado aprova regulamentação da profissão de cuidador de idosos
CRIME AMBIENTAL
Paranaense é autuado em R$ 12 mil por armazenamento de madeira ilegal
CONCURSO
IBGE lança edital com 209 vagas de recenseador e agente censitário
CAPITAL
Travesti é suspeita de matar vendedor de 48 anos com 14 facadas
SELEÇÃO
UEMS abre inscrições para processo seletivo de professores temporários

Mais Lidas

ITAPORÃ
PM da reserva morre em acidente próximo a ponte do Rio Santa Maria
DOURADOS
Comissão vota contra o próprio parecer e Idenor se salva de cassação
EDUCAÇÃO
Inscrições do Encceja 2019 começam nesta segunda-feira
DOURADOS
Ex-líder da prefeita Délia Razuk é alvo de pedido de cassação