Menu
Busca segunda, 27 de janeiro de 2020
(67) 9860-3221
POLÍTICA

União das Câmaras de Vereadores debateu a violência contra a mulher

13 dezembro 2019 - 18h20Por Da Redação

Debater políticas públicas de prevenção e combate à violência contra mulheres, reforçando a importância do Poder Legislativo Municipal no enfrentamento a esse tipo de violência, foi o objetivo da palestra ministrada pela Secretária Especial de Cidadania, Luciana Azambuja, nesta sexta-feira, dia 13 de dezembro, no Seminário Estadual de Vereadores promovido pela União das Câmaras de Vereadores do Mato Grosso do Sul (UCV/MS), em Campo Grande.  

A vereadora Célia Regina Frota fez a abertura do evento ressaltando a importância do tema e do engajamento de todos os vereadores no combate a todas as formas de violência contra as mulheres. “A violência contra a mulher é uma realidade que preocupa a todos. Temos que levar o tema para dentro das nossas Câmaras, para as igrejas, para as comunidades e debater com toda a sociedade em nossos municípios. Precisamos fazer reuniões e discutir”, ressaltou.

No início da sua palestra a Secretária Especial de Cidadania, Luciana Azambuja, apresentou o vídeo produzido para a campanha da “Semana Estadual de Combate ao Feminicídio”, na sequencia abriu sua fala afirmando que a “violência doméstica é cruelmente democrática: atinge mulheres de todas as idades, de todas as raças, de todas as classes sociais, de todos os credos e níveis de educação; no campo, na aldeia, no quilombo, na cidade”.

O evento proporcionou também a troca de experiências entre os vereadores sobre o tema, com a apresentação de boas práticas desenvolvidas em alguns municípios, como projetos de leis, ações conjuntas entre sociedade civil e poder público.

“Os vereadores e vereadoras possuem uma ferramenta para ajudar as mulheres sul-mato-grossenses na luta contra a violência e, principalmente, no exercício de seus direitos, buscando uma sociedade mais justa e mais igualitária para viver”, finaliza Luciana Azambuja.

O Seminário foi destinado a prefeitos, vereadores, controladores internos, secretários, diretores, servidores, assessores jurídicos, parlamentares e de bancada, além de associações e sindicatos ligados à gestão pública.

“O tema apresentado foi um pedido dos nossos vereadores, os nossos municípios estão vivenciando no dia a dia a questão da violência doméstica. Então precisamos nos informar, saber como funciona a rede de enfrentamento a violência, conhecer mais sobre a realidade das nossas cidades, e buscarmos soluções em conjunto”, conclui o presidente da União das Câmaras de Vereadores do Mato Grosso do Sul, vereador Jeovani Vieira dos Santos.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÁFICO
Taxista boliviano é preso em MS com cocaína que entregaria em São Paulo
BATAYPORÃ
Vereador denuncia reforma de carro particular em oficina municipal
CRIME AMBIENTAL
Homem é multado em R$ 11 mil por desmatamento de vegetação nativa
COURO
Feira da Indústria de Calçados começa com projeções positivas
LUTO NO ESPORTE
Kobe Bryant, astro da NBA, morre aos 41 anos em acidente de helicóptero
CONCURSOS
Ao menos 15 órgãos abrem inscrições nesta segunda para mais de 600 vagas
COSTA RICA
Polícia prende suspeito de matar homem com tiros pelas costas em bar
DESLIZAMENTOS
Defesa Civil confirma 37 mortes por causa da chuva em Minas Gerais
BATAYPORÃ
Mulher de 22 anos é multada em R$ 1 mil por maus-tratos a cachorro
ECONOMIA
Dourados recebe palestra com técnicas para fugir da rotina na empresa

Mais Lidas

DOAÇÃO
Órgãos captados em Dourados vão salvar vidas em três Estados
DOURADOS
Motociclista bate em caminhão da coleta de lixo e fica em estado gravíssimo
MS
Homem é acusado de colocar sedativo no leite para abusar de enteada
DOURADOS
Designação para escolas e Ceim’s acontece neste sábado