Menu
Busca quarta, 15 de agosto de 2018
(67) 9860-3221
EDUCAÇÃO

Última semana de inscrição para cursos técnicos integrados do IFMS

30 outubro 2017 - 09h19Por Da Redação

Terminam na próxima sexta-feira, dia 03 de novembro, as inscrições no Exame de Seleção 2018, processo seletivo para ingresso nos cursos técnicos integrados ao ensino médio do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) em Aquidauana, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Dourados, Jardim, Naviraí, Nova Andradina, Ponta Porã e Três Lagoas.

São 1.390 vagas para nove opções de cursos técnicos: Agricultura, Agropecuária, Alimentos, Edificações, Eletrotécnica, Informática, Informática para Internet, Mecânica e Metalurgia.

Para concorrer, o candidato deve ter o ensino fundamental completo até a data da matrícula no IFMS, prevista para dezembro, e o CPF em seu nome, já que o número deve ser informado no ato da inscrição.

Nessa modalidade, o estudante faz o ensino médio e as disciplinas do curso técnico ao mesmo tempo. Depois de formado, pode ingressar em uma universidade ou tentar uma vaga no mercado de trabalho.

Inscrições – Devem ser feitas na Página do Candidato da Central de Seleção do IFMS (www.ifms.edu.br/centraldeselecao), onde também está disponível o edital de abertura do processo seletivo.

A taxa de inscrição, no valor de R$ 20,00, deve ser paga até 6 de novembro, inclusive para os candidatos que tiveram o pedido de gratuidade (isenção) negado. A lista dos beneficiados e não beneficiados com a isenção foi publicada no último dia 27.

Ação afirmativa (cotas) – Metade das vagas é reservada a quem estudou todas as séries do ensino fundamental em escola pública. Desse total, há cotas aos que comprovarem renda familiar bruta mensal per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio, aos que se autodeclararem pretos, pardos e indígenas, e a pessoas com deficiência.

Nesse caso, o candidato deverá informar, no ato da inscrição, que “estudou todos os anos em escola pública”. Para mais informações sobre o assunto, o interessado deverá ler atentamente ao item 2 do edital.

No anexo II do edital está disponibilizada a tabela completa dos cursos e vagas, com as divisões para candidatos de ampla concorrência e das ações afirmativas.

Prova – Está marcada para o dia 19 de novembro, nos dez municípios onde o IFMS possui campus.

O candidato deverá responder 50 questões de múltipla escolha, sendo 20 de língua portuguesa, 20 de matemática e 10 de conhecimentos gerais. Para saber o que cai na prova, o candidato deve consultar o conteúdo programático disponível na Central de Seleção.

O gabarito deverá ser divulgado no dia 20 de novembro. A previsão é que o resultado final e a primeira chamada sejam publicados no dia 12 de dezembro.

As aulas terão início no primeiro semestre do ano letivo de 2018.

Serviço – As informações sobre o processo seletivo estão disponíveis na página do Exame de Seleção 2018, no endereço www.ifms.edu.br/exame.

Dúvidas devem ser encaminhadas para o e-mail exame@ifms.edu.br.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PATRIMÔNIO PÚBLICO
Secretário alega furto de 400m de fiação e pede ajuda da população para denúncia
COPA DO BRASIL
Após empate no Sul, Flamengo recebe o Grêmio por vaga na semifinal
POLÍTICA
Após desistência de candidato, Odilon diz não aceitar covardes ao seu lado
ANASTÁCIO
Acidente na BR-262 deixa motorista morto
ELEIÇÕES 2018
Mochi terá Tânia Garib como sua vice na disputa pelo governo
ARTIGO
Evolução no judiciário
ROBÓTICA SESI
Clube de Robótica do Sesi prepara crianças para profissões do futuro
AUSTERIDADE
Novo presidente do Paraguai promete combater a impunidade
LAVA JATO
Moro adia interrogatório de Lula no processo envolvendo o sítio de Atibaia
RIBAS DO RIO PARDO
PMA autua empresa pecuarista em R$ 21 mil por exploração ilegal de madeira

Mais Lidas

DOURADOS
Polícia não descarta crime passional em caso de cabeleireiro morto a facadas
DOURADOS
Motociclista invade a contramão e executa homem no Piratininga
DOURADOS
Homem é encontrado morto dentro de veículo estacionado em acostamento
DOURADOS
Casal é preso por tráfico no João Paulo II após denúncia de populares