Menu
Busca terça, 21 de janeiro de 2020
(67) 9860-3221
EDUCAÇÃO

UEMS Acolhe devolve esperança para migrantes e estrangeiros

06 dezembro 2019 - 19h20Por Da Redação

Uma noite de formatura, com cerimonial, decoração, fotógrafos e autoridades marcou a certificação de 88 alunos do projeto UEMS Acolhe – acolhimento linguístico, humanitário e educacional a migrantes e refugiados. Familiares e amigos prestigiaram mostrando a importância da certificação e do acolhimento linguístico na vida dessas famílias.

“Vim para o Brasil em busca de esperança e estou conseguindo muito mais”, conta emocionada a venezuelana Maribel Astudillo, que recebeu sua certificação ao lado da filha Rubi de 10 anos e do filho Rafael, de 19 anos. “Agora meu marido está no curso, minha filha já vai para escola e meu filho está sonhando com a faculdade. Nunca pensamos que poderíamos conquistar tudo isso. O Brasil nos salvou de uma vida de muita tristeza”, conta lembrando da situação difícil que viveu na Venezuela.

Maribel é uma das 88 pessoas certificadas no programa que ensina a Língua Portuguesa como forma de acolhimento para migrantes e refugiados. “O programa é um somatório de acolhimento do migrante e refugiados pela aprendizagem da Língua Portuguesa e de outros atendimentos que possam inseri-los na comunidade”, explica coordenador do programa, professor João Fábio Sanches.

Um dos atendimentos especiais é realizado em uma parceria entre a UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) e a FUNSAT (Fundação Social do Trabalho). Os participantes do Projeto UEMS Acolhe recebem orientações para emitirem carteira de trabalho e são encaminhados para o mercado de trabalho. Joshua, que é da Nicarágua, conta que teve muita dificuldade ao chegar no Brasil, mas que depois do projeto sua vida mudou. “Quando eu cheguei no Brasil, em janeiro desse ano, não queria abrir a minha boca. Achava que as pessoas iriam rir de mim e que não poderia me comunicar fluentemente. Meu amigo Marcelo Durval comentou que tinha um curso de Língua Portuguesa para estrangeiros e foi assim como eu conheci o professor João Fábio. Fomos a Funsat e no dia seguinte eu já estava fazendo uma entrevista. Uma semana depois eu estava começando a trabalhar em uma empresa”, conta Joshua.

Marta Yorladis Rave Sanchez também recebeu sua certificação nesta quinta-feira (05). A colombiana veio para o Brasil com a família. “Eu quero agradecer o grande esforço e todo amor dos nossos professores, principalmente minha professora, Isabella. Nós adquirimos muito conhecimento”, disse Yorladis.

Para o Reitor da UEMS, professor Laércio Alves de Carvalho, com o  UEMS Acolhe a Universidade cumpre seu papel de transformar a vida das pessoas através da educação. “Nós recebemos esses migrantes e refugiados e devolvemos para a sociedade com uma formação de acolhimento da Língua Portuguesa. Em um evento como este, com toda essa comemoração e alegria, nós vemos o quanto isso é importante na vida dessas pessoas e de suas famílias”, ressaltou o Reitor Laércio.

Criado em 2017 o programa já atendeu mais de trezentas pessoas, com cursos em Campo Grande e Dourados. Para saber mais sobre o UEMS Acolhe acesse aqui, ou ligue (67) 3901 1888.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SURTO EM MOTEL
Empresário diz que só a mulher que morreu sob caminhão se drogou
TRANSFERÊNCIA
MPF diz que mudança de sede para Dourados foi por falta de estrutura
JUDICIÁRIO
Justiça revoga prisão de Policial acusado de contrabando de cigarro
EMPREGO
Orçamento de 2020 prevê 51,3 mil vagas em concursos federais
EDUCAÇÃO
Prazo de apresentação de propostas para o Future-se vai até sexta
CLORIDATO DE RANITIDINA
Laboratórios vão recolher alguns lotes de remédio para úlcera
NOVA ANDRADINA
Idosa de 82 anos apanha da nora enquanto filho filma agressão
RECURSOS
Senador Nelsinho Trad trabalha para liberar R$ 600 milhões para MS
CHAPADÃO DO SUL
Carreta carregada de adubo fica destruída após pegar fogo na MS-306
FUTEBOL
Inter vence Corinthians e está na final da Copa São Paulo

Mais Lidas

DOURADOS
Homem é flagrado correndo pelado na Presidente Vargas
PARAGUAI EM ALERTA
Membros do PCC fogem de prisão em Pedro Juan; ao todo já são considerado 75 foragidos
BELLA VISTA DO NORTE
Ex-prefeito de cidade paraguaia vizinha a MS é executado a tiros
POLÍCIA
Mulheres são presas com malas ‘recheadas’ de maconha no Jardim Santo André