Menu
Busca quinta, 22 de agosto de 2019
(67) 9860-3221

Tráfico de drogas é um dos temas de encontro de juízes

13 dezembro 2012 - 15h45

Começou na manhã desta quinta-feira (13), no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, em Campo Grande, o Fórum Nacional da Justiça Juvenil 2012. O evento reúne juízes do Brasil todo para debater leis e temas que envolvam a situação de menores infratores e também sobre medidas sócio-educativas. Um dos temas em debate é o envolvimento de adolescentes com tráficos, cada vez maior.

De acordo com o juiz titular da Vara da Infância e Juventude de Campo Grande, Roberto Ferreira Filho, essa é a primeira vez que Mato Grosso do Sul sedia o Fonajuv. Para ele, a realização do evento na Capital permite a participação de autoridades relacionadas à infância e juventude de outras áreas, como promotores de Justiça, defensores públicos.

O juiz destacou alguns temas interessantes e polêmicos que serão debatidos no Fórum entre hoje e amanhã, como “Tráfico e Medidas Cabíveis”, “Planos Nacionais e Estaduais de Atendimento Sócioeducativo”, “Garantias Processuais dos Adolescentes em Conflito com a Lei e o Papel do Juiz”.

O Fórum Nacional da Justiça Juvenil acontece quatro vezes ao ano e em diferentes capitais do Brasil. Esse ano, a primeira edição foi em Florianópolis (Santa Catarina), a segunda em João Pessoa (Paraíba), a terceira no Rio de Janeiro (Rio de Janeiro), e para encerrar 2012, a última edição é realizada em Campo Grande (Mato Grosso do Sul).


Para o presidente do Fonajuv, juiz Humberto Vasconcelos Júnior, de Pernambuco, o principal objetivo do evento é permitir a troca de experiências entre os representantes do poder judiciário.

“Hoje temos visões bem diferentes de quando começamos com o Fórum, em 2008. Uns sabem mais sobre determinado assunto, então, esse intercâmbio de informações nos faz crescer, é a união do judiciário”, explica Humberto.

Embora o objetivo central dos debates não seja de criar projetos de leis ou mudar a legislação, o juiz Humberto garante que do Fòrum saem enunciados que influenciam o tecido social e que pode interferir diretamente na Constituição. “As posições aqui tomadas podem chegar a alterar a lei”, afirma.

Os debates e palestras realizadas durante hoje e amanhã no Fórum Nacional da Justiça Juvenil pode ser acompanhado pela internet, através do site do TJ/MS, no endereço eletrônico www.tj.ms.gov.br.

Entrega de certificados – Na abertura do Fonajuv, na manhã de hoje, cinco adolescentes das Uneis (Unidade Educacional de Internação) de Campo Grande receberam o certificado de conclusão do Curso de Qualificação oferecido pelo Governo do Estado, em parceria com a Vara da Infância e Juventude. No total, 20 adolescentes concluíram o curso realizado no Senac, de 160 horas.

Para um dos adolescentes, que não pode ser identificado, o diploma tem um significado de vitória. “É a oportunidade que eu tenho de mudar de vida, de conseguir um trabalho bacana e ser uma pessoa melhor”, confirma o rapaz.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÁFICO
Polícia apreende carretas com droga estimada em 5 toneladas
MS
Paciente deverá receber atendimento domiciliar pelo SUS
CAMPO GRANDE
Justiça concede tutela antecipada para que Estado deixe de realizar obra no Parque dos Poderes
BRASIL
Parecer da previdência dos militares será apresentado em setembro
DOURADOS
Igreja forma nova turma de músicos e apresenta concerto
COSTA RICA
Polícia encontra armas na casa de empresário suspeito de violência doméstica
ALERTA
Saúde confirma casos de sarampo em mais 7 estados
SANGUE FRIO
MPF recorre de sentença que absolveu dois acusados em uma das ações
LOMBADAS
Detran-MS negocia dívida e pede rescisão de contrato com empresa de radares no Estado
ECONOMIA
Dólar fecha em queda após início de nova atuação do BC no câmbio

Mais Lidas

BR-163
Pedaço de pneu na pista causou acidente com morte que envolveu quatro carretas
POLÍCIA
Travesti furta veículo e é presa em Dourados
CAARAPÓ
Colisão frontal entre carretas deixa um morto na BR-163
CAARAPÓ
Ferido em acidente com morte na BR-163 é transferido para Dourados