Menu
Busca Terça, 16 de Janeiro de 2018
(67) 9860-3221

Tráfico de drogas é um dos temas de encontro de juízes

13 Dezembro 2012 - 15h45

Começou na manhã desta quinta-feira (13), no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, em Campo Grande, o Fórum Nacional da Justiça Juvenil 2012. O evento reúne juízes do Brasil todo para debater leis e temas que envolvam a situação de menores infratores e também sobre medidas sócio-educativas. Um dos temas em debate é o envolvimento de adolescentes com tráficos, cada vez maior.

De acordo com o juiz titular da Vara da Infância e Juventude de Campo Grande, Roberto Ferreira Filho, essa é a primeira vez que Mato Grosso do Sul sedia o Fonajuv. Para ele, a realização do evento na Capital permite a participação de autoridades relacionadas à infância e juventude de outras áreas, como promotores de Justiça, defensores públicos.

O juiz destacou alguns temas interessantes e polêmicos que serão debatidos no Fórum entre hoje e amanhã, como “Tráfico e Medidas Cabíveis”, “Planos Nacionais e Estaduais de Atendimento Sócioeducativo”, “Garantias Processuais dos Adolescentes em Conflito com a Lei e o Papel do Juiz”.

O Fórum Nacional da Justiça Juvenil acontece quatro vezes ao ano e em diferentes capitais do Brasil. Esse ano, a primeira edição foi em Florianópolis (Santa Catarina), a segunda em João Pessoa (Paraíba), a terceira no Rio de Janeiro (Rio de Janeiro), e para encerrar 2012, a última edição é realizada em Campo Grande (Mato Grosso do Sul).


Para o presidente do Fonajuv, juiz Humberto Vasconcelos Júnior, de Pernambuco, o principal objetivo do evento é permitir a troca de experiências entre os representantes do poder judiciário.

“Hoje temos visões bem diferentes de quando começamos com o Fórum, em 2008. Uns sabem mais sobre determinado assunto, então, esse intercâmbio de informações nos faz crescer, é a união do judiciário”, explica Humberto.

Embora o objetivo central dos debates não seja de criar projetos de leis ou mudar a legislação, o juiz Humberto garante que do Fòrum saem enunciados que influenciam o tecido social e que pode interferir diretamente na Constituição. “As posições aqui tomadas podem chegar a alterar a lei”, afirma.

Os debates e palestras realizadas durante hoje e amanhã no Fórum Nacional da Justiça Juvenil pode ser acompanhado pela internet, através do site do TJ/MS, no endereço eletrônico www.tj.ms.gov.br.

Entrega de certificados – Na abertura do Fonajuv, na manhã de hoje, cinco adolescentes das Uneis (Unidade Educacional de Internação) de Campo Grande receberam o certificado de conclusão do Curso de Qualificação oferecido pelo Governo do Estado, em parceria com a Vara da Infância e Juventude. No total, 20 adolescentes concluíram o curso realizado no Senac, de 160 horas.

Para um dos adolescentes, que não pode ser identificado, o diploma tem um significado de vitória. “É a oportunidade que eu tenho de mudar de vida, de conseguir um trabalho bacana e ser uma pessoa melhor”, confirma o rapaz.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Rapaz é sequestrado enquanto esperava esposa em frente a hospital
RURAL
Agricultura familiar marcará precensa na edição 2018 da Showtec
PRAZO
Inscrições ao concurso para Promotor de Justiça Substituto vão até fevereiro
FUTEBOL
Federação muda estréa do Sete de Setembro para o estádio Douradão
SHOWBIZ
Cauã Reymond e Mariana Goldfarb não dividem mais o mesmo teto
ÁGUA CLARA
Acidente entre caminhão e micro-ônibus deixa dois feridos na BR-262
AGENDA
Governadora Rose participa da passagem de comando dos Bombeiros
BOATE
Jovem diz ter sido ameaçado com arma na boca por policial federal
JUSTIÇA
TJ/MS nega recurso a condenado por estupro de vulnerável
EDUCAÇÃO
UFGD oferece cursos gratuitos de informática em bairros de Dourados

Mais Lidas

TRÊS LAGOAS
Mulher é morta pelo marido com tiro nas costas na frente da filha
OUSADIA
Polícia e agentes abatem drone que sobrevoava penitenciária em Dourados
POLÍCIA
Operações da Polícia Militar levam 29 pessoas às delegacias de Dourados
ARAL MOREIRA
Jovem de 21 anos é assassinado com tiros de escopeta na fronteira