Menu
Busca terça, 19 de novembro de 2019
(67) 9860-3221

TJ obriga Governo de MS fornecer remédio para perda de visão

09 junho 2011 - 09h44

Os desembargadores do Órgão Especial do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) decidiram, por unanimidade, que o Governo do Estado deve fornecer o medicamento 'lucentis' para o paciente F. D. R. A decisão foi tomada acatando mandado de segurança, com pedido de liminar.

O TJ derrubou ato do governador André Puccinelli (PMDB) e da Secretaria Estadual de Saúde, que negaram o fornecimento do medicamento. Lucentis é usado para o tratamento de degeneração macular (que resulta em uma perda de visão no centro do campo visual) relacionada à idade. F. D. R. teve constatada a patologia, e precisa usar o medicamento por, no mínimo, cinco meses, como forma de evitar o agravamento da doença.

Em consulta rápida na internet, cada dose de Lucentis, de 10 mg/ml, custa em torno de R$ 4,7 mil. O preço foi considerado alto pelos desembargadores, que determinaram que o Estado deve custear o tratamento de F. D. R., por ser o direito a saúde fundamental.

A Secretaria de Estado de Saúde apresentou informações e pediu a denegação da segurança ou, em caso de concessão, que fosse fixada a quantia exata de medicamento, com a obrigatoriedade de a paciente apresentar receituário atualizado trimestralmente.

Em seu voto, o Des. Joenildo de Sousa Chaves, relator do processo, lembrou que em suas decisões ele busca sempre um medicamento que atenda a necessidade apontada, com medicação de custo menor e mesma formulação.

“Neste caso, o medicamento foi prescrito por médico especialista na área, não havendo como fazer mais prova pericial. No mais, é assegurado ao cidadão desprovido de recurso financeiro uma prestação integral do serviço público de saúde. Assim, concedo a segurança”, votou ele.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ITAQUIRAÍ
Carreta com 800 caixas de cigarros é abandonada em assentamento
FUTEBOL
Brasil e Coreia do Sul fazem amistoso hoje em Abu Dhabi
UEMS
III Seminário em Educação, Gênero, Raça e Etnia começa nesta terça
MAIS CARO
Petrobras eleva em 2,8% o preço da gasolina nas refinarias
AQUIDAUANA
Homem é preso após manter gestante de 6 meses em cárcere privado
OPERAÇÃO PATRÓN
Ex-presidente do Paraguai, Horacio Cartes é alvo de mandado de prisão na Lava Jato
TEMPO
Terça-feira de sol com algumas nuvens em Dourados; não chove
CAMPO GRANDE
Após golpes de garotas de programa, polícia orienta cliente pagar em dinheiro
POLÍTICA
WhatsApp diz ter banido 400 mil contas durante as eleições de 2018
MIRANDA
Polícia prende três bolivianos transportando 23 quilos de cocaína

Mais Lidas

TRÂNSITO
Aos 84 anos, mulher sai de bailão bêbada e acaba presa após acidente em Dourados
FRONTEIRA
Homem é executado com mais de 20 tiros e gestante baleada
FRONTEIRA
Alvo de pistoleiros, jovem fica ferido após ser atingido por disparos em frutaria
ROCHEDO
"Velho do PCC" morre em confronto com o Choque