Menu
Busca segunda, 17 de junho de 2019
(67) 9860-3221
CULTURA

Sexta edição do Bonito Blues & Jazz Festival acontece no feriado de Corpus Christi

22 maio 2019 - 20h05Por Assessoria

Bonito Blues & Jazz Festival, evento criado em 2013 pela iniciativa privada com apoio do Governo do Estado, tem o objetivo de aliar turismo, lazer e boa música. A sexta edição do evento acontece nos dias 20, 21 e 22 de junho próximo, feriado de Corpus Christi. 

A primeira noite do Festival, no dia 20 de junho, terá a abertura da Banda Nosso Mundo, do MS que tem em sua formação o músico bonitense Gabriel Noah no vocal e guitarra, Eduardo Gimenez, guitarra solo, Gabriel Maia, baixo e vocal e João Matheus na bateria e vocal. A banda apresentará trabalhos do Blues e Rock'n Roll unindo bandas clássicas com bandas da nova geração, com repertório que promete surpreender o público.

Na sequência a banda douradense, Cinzano Blues,  se apresenta. A mesma é formada por Rafael “Zamorano”, guitarra e voz, Géssica Mendes, teclado e voz, Norato Marques na bateria e voz, e Gustavo “Bittus” no baixo e voz, todos músicos atuantes de longa data no cenário musical sul-matogrossense, a banda traz em seu repertório clássicos do Blues e do Rock nacional, além de releituras da música regional sul-matogrossense, com arranjos dançantes influenciados pelo Chicago Blues, Soul Music, Rhythm & Blues, Jazz e o Pop contemporâneo.

Pra fechar a primeira noite temos uma atração internacional que é o duo paraguaio Mokõi Kure'i, formado Dominique Bernal, voz, harmônica e sax acompanhado por Cali Jativa na guitarra apresentan um show íntimo e intenso, combinando o Blues com a cultura regional. 

O dúo apresenta canções em espanhol, inglês e guarani em composições autorais e repertório bluseiro de todos os tempos.

Na segunda noite o Bonito Blues & Jazz Festival apresenta trabalhos mais jazzísticos com a presença do Apoema Trio que é um grupo de música instrumental, formado por Ivan Cruz (violão 7 cordas), Renan Nonato (acordeon), e Mateus Yule (bateria). O trio nasceu do anseio dos integrantes de fazer um repertório instrumental cheio de energia, expressividade, improvisação e virtuosismo, inspirado principalmente em grandes compositores brasileiros e latinos e toda a tradição dessas culturas. Ritmos como o samba, choro, chamamé e outros, aqui tratados com a liberdade e criatividade próprias da linguagem jazzísitica. 

Dando sequência na noite teremos a Méri Band, de Campo Grande, que apresenta um repertório mais eclético com rock, soul, R&B, funk americano, blues e jazz com vocal feminino, de forma mais descontraída e divertida, sem esquecer o compromisso com a música de qualidade.

Os integrantes são todos vindos de bandas já consagradas na cena campo-grandense, como Bêbados Habilidosos, Cassino Boogie, Alma Hendrix, Big Mama Band e Banda de Ontem,  tendo a vocalista se apresentado, ainda, como integrante do coro de apoio com a companhia de ópera italiana Teatro dell'Opera di Roma. 

A banda é formada por Rodrigo Queiroz na guitarra, Juninho MPB no baixo, Juba Júnior nos teclados, Zé Fiuza na bateria e a soprano Méri Oliveira nos vocais. 

Para quem aprecia clássicos do Blues, gosta de Jazz, releituras de sucessos de outras épocas, e sente falta de ouvi-los interpretados por uma voz feminina com timbres agudos, encorpados e marcantes, esta é uma boa oportunidade para conhecer a Méri Band.

Encerrando a noite temos a dupla de violeiros Ricardo Vignini, paulista, e Zé Helder, mineiro, que formam o Moda de Rock, que já lotou shows em todas regiões do Brasil, México, EUA, Canadá e Argentina. O trabalho da dupla insere o rock no ambiente da viola caipira e o instrumental brasileiro de raiz gerando uma parceria harmoniosa, entre o metal e o acústico e em Bonito será apresentado clássicos do rock e parte do trabalho do último disco que é um Tributo ao Led Zeppelin.

Pra encerrar o  6º Bonito Blues & Jazz Festival teremos uma mescla de sons de Cuiabá, Campo Grande e São Paulo. Abrindo a noite teremos a dupla Allan House & Mississipi Jr. que uniram forças no calor cuiabano para formar um power duo cujo objetivo é dar uma cara nova à tradição do blues rural. Composto pelas harmônicas incandescentes de Mississipi Jr., e a versatilidade dos vocais, bumbos e slides de Allan House, o duo alia aos temas do blues, dos spirituals e work songs o experimentalismo da world music.

E a terceira noite do Festival será a mais dançante, afinal blues e jazz não são tristes, mas uma alegre sátira da tristeza. E após o som dos cuiabanos teremos a apresentação da banda Cassino Boogie, de Campo Grande, com um projeto musical diferenciado: tocar obras de músicos e bandas renomadas do Rock’n Roll, do Blues e da Soul Music, com influências dos anos 60, 70, 80 e 90 levando ao público a experiência de uma banda formada com naipe de metais, algo não muito comum no Estado. A banda é formada pelos músicos Nick Munaro, guitarra/vocal principal, Gonçalo ‘Sappo” Jr. no contrabaixo e vocais, Emerson Cambará na bateria, e os metais com André Escobar no trompete, Adriano Nascimento, sax alto/tenor, Eric Silva, sax barítono e o convidade especial Roberto Jr. nos teclados.

E pra fechar o Festival com chave de ouro teremos o retorno de um dos maiores músicos de blues contemporâneo do Brasil, o pianista Adriano Grineberg, com mais de vinte anos de carreira sua música é o resultado da combinação de uma variedade de referências da música internacional como Ray Charles, Taj Mahal e Bob Marley, e de grandes mestres da música brasileira como Pixinguinha, Luiz Gonzaga e Tim Maia. 

Em seu trabalho reverencia também as raízes da música da África e da Índia – país este onde já viveu. Esta combinação inusitada de influências traz para a sua música uma originalidade e singularidade sem fronteiras. 

Pianista de formação erudita, compositor, arranjador e cantor, no final da década de oitenta descobriu no blues uma paixão que o levou a acompanhar grandes artistas do gênero no Brasil e no exterior. 

O Festival estimula o turismo na baixa temporada, gerando empregos e incrementando a economia de Bonito, conforme demonstra o Relatório Pesquisa do Observatório de Turismo do Mato Grosso do Sul.

Na 5ª edição, o evento teve um percentual de 79,57% de turistas presentes com a sua maioria (41,9%) permanecendo na cidade durante os 3 dias do festival e 33% dos entrevistados responderam que o Bonito Blues & Jazz Festival foi o motivo da viagem à Bonito.  

Bonito Blues & Jazz Festival é uma promoção do Instituto Internacional Visão de Vida com apoio do Governo do Estado do Mato Grosso do Sul, através da Semagro e da FundTur-Fundação de Turismo do MS, do Hotel Fazenda Baía das Pedras, BonitoNet, Arborismo Ybirá Pe, Budweiser, Clan Bier e mídia partners com Bonito FM, TVMS, Record TV e Rádio e TV Educativa.

A realização está a cargo das empresas La Paloma Eventos e Bolt Produções e conta, também, com o apoio da Prefeitura Municipal de Bonito. 

Serviço:

Evento: 6º Bonito Blues & Jazz FEstival
Data: 20,21 e 22 de junho de 2019
Horário: a partir das 21:00 h
Local: CMU-Centro de Múltiplo Uso
Endereço: rua 24 de fevereiro, s/n - Bonito/MS
Informações: 9 9868 3373
Ingresso: R$ 30,00 por noite


Pontos de Venda: 
- Clan Bier em Campo Grande
- Bilheteria do evento em Bonito

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

FAMOSOS
Luísa Sonza se esquiva sobre saúde de Whindersson em encontro com a imprensa
BRASÍLIA
Conselho de Comunicação analisa pacote anticrime e liberdade de imprensa
CULTURA
Festival traz a Bonito espetáculos de dança, Bossa Nova e performances contemporâneas
POLÍCIA
Bolivianos tentam passar pela fronteira com cocaína e acabam presos
INTERNACIONAL
Apagão atinge 47,4 milhões de pessoas na Argentina e no Uruguai
ESPORTE
Com página virada, Seleção Feminina faz primeiro treino em Lille
ASSALTO
Pastor marido de deputada federal é executado no Rio
CAMPO GRANDE
Arrastão e pancadaria em saída de festa termina com 6 adolescentes na delegacia
POLÍTICA
Presidente do BNDES pede demissão após críticas de Bolsonaro
SAÚDE
Em agosto, Governo do Estado e Hospital Regional reativam serviço de cirurgias bariátricas

Mais Lidas

POLÊMICA
Dono da Havan manda “recado” a manifestantes após protesto em frente a loja de Dourados
DOURADOS
Jovem é preso com arma de fogo após disparar e errar tiros contra desafeto da mãe
CARUMBÉ
Morto em colisão frontal contra caminhão tinha 58 anos
DOURADOS
Polícia suspeita que grupo tenha assassinado tio e sobrinho na aldeia