Menu
Busca terça, 19 de fevereiro de 2019
(67) 9860-3221
CAARAPÓ

Segurança no presídio é reforçada com novo muro

14 fevereiro 2018 - 12h50

Para garantir a melhoria no desenvolvimento dos serviços prestados e reforçar a segurança, um novo muro está sendo construído no Estabelecimento Penal Masculino de Regime Fechado de Caarapó, assumido em novembro do ano passado pela Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen). O prédio antes funcionava como uma cadeia pública e era administrado pela Polícia Civil.

A construção é executada por meio de parceria entre a Agepen, Poder Judiciário, Prefeitura, Ministério Público,  Sindicato Rural e o Conselho da Comunidade, além do apoio da sociedade de Caarapó. As obras tiveram início há cerca de uma semana e são executadas com trabalho de detentos.

O atual muro de 1,70 metro, que em parte é composto por alambrados, será transformado em uma estrutura reforçada de 4 metros de altura, em todo o entorno do presídio.  O projeto  prevê, ainda, a  instalação de uma torre de vigilância.

Conforme o diretor da unidade penal, agente João José Rauber, a obra é de extrema importância para garantir melhorias no controle do ambiente e contribuir nos trabalhos desenvolvidos pelos agentes penitenciários. “É necessário destacar o apoio dos parceiros para que a construção se tornasse possível. Isso demonstra a dedicação de todos para oferecermos um cumprimento de pena efetivo”, declarou.

De acordo com o diretor-presidente da Agepen, agente Aud de Oliveira Chaves, as adequações estruturais são necessárias para a implementação de ações de segurança, assistência e reintegração social. “Essa construção é um projeto que pretendíamos realizar desde que a Agepen assumiu esse presídio e agora está sendo realizada graças aos inúmeros colaboradores”, destacou.

O diretor-presidente afirmou ainda que outros ajustes necessários serão feitos de maneira gradativa e dentro do possível. “Além da custódia desses internos, precisamos realizar iniciativas de reinserção, como implementação de educação, oficinas de trabalho, assistência religiosa, entre outros, e isso tudo demanda uma série de providências”, frisou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESPORTE
Funed conclui elaboração de calendário anual de atividades esportivas
APOSENTADORIA
Bolsonaro fará pronunciamento na TV para defender reforma da Previdência
PROJETO
UFGD seleciona shows musicais para o projeto Celebração 2019
CAMPO GRANDE
Júri é suspenso após advogada chorar e ameaçar suicídio
NOVA ANDRADINA
Adolescente que sufocou a filha de 28 dias fará tratamento psiquiátrico
RIO
Justiça nega indenização a Bolsonaro por declarações de Jean Wyllys
UEMS
Estão abertas as inscrições para Intercâmbio Sanduíche no Canadá
CAPITAL
Dupla em moto atira contra carro de autoescola; motorista é atingido
POLÍTICA
Câmara suspende decreto presidencial sobre sigilo de dados públicos
CAMPO GRANDE
Usuária de droga entrega filha de 2 anos ao ex-patrão e desaparece

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Motociclista atropela, mata criança de 1 ano em Dourados e foge do local
DOURADOS
Motorista tenta desviar de outro veículo e bate carro em árvore
NOVA ANDRADINA
Mãe de 16 anos mata filha de apenas 21 dias
DOURADOS
Um ano após pedido de demissão, ex-secretário de Délia retorna à prefeitura