Menu
Busca segunda, 10 de dezembro de 2018
(67) 9860-3221
COINCIDÊNCIA

Policial militar morre no mesmo local onde salvou bebê há um ano

01 outubro 2017 - 07h58

Numa triste coincidência, o policial militar Agustinho Marques do Amaral, 48 anos, morreu na manhã deste sábado, dia 30 de setembro, no pelotão da PM (Polícia Militar) do bairro Nova Lima, o mesmo local em que, no mês de maio de 2016, salvou a vida de uma bebê.

Na ocasião, a família da menina chegou ao posto da polícia em desespero e Amaral, que estava sozinho, prestou socorro por meio de orientações repassadas pelo telefone por uma bombeira. Segundo o site Campo Grande News, hoje, a família do policial relata que ele estava mais uma vez sozinho e pretende registrar reclamação, por avaliar que o sargento teria que estar na companhia de ao menos dois soldados.

“Ele não podia abandonar o posto, porque [no local] tem armas e não resistiu”, diz o gerente Emerson Marques do Amaral, 38 anos, irmão do policial.

De acordo com ele, o irmão chegou ao trabalho às 7 horas e assumiu o posto sozinho, mesmo passando mal. Por volta das 7h30, sofreu um infarto e pediu socorro pelo rádio, mas já foi encontrado sem vida pelos colegas.

Com 27 anos na PM, Amaral também era líder comunitário no Jardim Campo Novo. O seu falecimento foi informado durante a conferência sobre o plano de coleta seletiva, realizada neste sábado em Campo Grande. Na ocasião, houve um minuto de silêncio.

A previsão é de que o velório aconteça, na igreja Assembleia de Deus, localizadas na rua Kartum, 499, no Jardim Campo Novo. Ele era casado e deixa dois filhos.

Especial

Na tarde de 23 de maio do ano passado, o então cabo Amaral foi surpreendido por um carro que chegou às pressas e de onde desembarcou familiares desesperados e uma menina desacordada. De imediato, fez os procedimentos de primeiros socorros e, na sequência, com auxílio do 193, salvou Brenda, que tinha 11 meses.

Ao relembrar a situação em entrevista ao Campo Grande News, com a voz embargada pelas lágrimas, o policial relatou que foi a ocorrência mais especial da sua vida. “É salvar uma criança e isso a gente nunca espera que vai acontecer e não tem nada que pague”.

Pesar - A PM divulgou nota de pesar neste sábado, lamentando a morte do sargento, lotado no 9ºBPM (Batalhão da Polícia Militar).

“O Comandante-Geral da Polícia Militar do Estado de Mato Grosso do Sul, Coronel PM Waldir Ribeiro Acosta e toda a família policial militar, manifestam profundos sentimentos à família, rogando a Deus que, na sua infinita bondade, possa oferecer conforto a todos nesse momento de despedida e dor”, diz a nota.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TV
Travando batalha contra o câncer, Ana Furtado não comparece no É de Casa e entrega: “É uma despedida”
CARACOL
Pecuarista vai ter que pagar R$ 13,8 mil por desmatamento ilegal de 46 hectares de vegetação
CAMPO GRANDE
Motorista é preso por embriaguez e passageiro por quebrar janela de prédio público
POLÍTICA
Comissão se reúne na segunda para discutir e votar parecer sobre unificação das polícias
BANDEIRANTES
Veículo desgovernado invade canteiro de obras e mata trabalhador na BR-163
CONGRESSO
CPI dos Maus-tratos encerra trabalhos com propostas polêmicas
RORAIMA
Intervenção deverá valer a partir de amanhã até 31 de dezembro
Interventor prepara plano de ação a ser apresentado a Temer
CORUMBÁ
Mulher descobre traição e acaba agredida a pauladas pelo marido
SAÚDE
"Revolução sexual” contra impotência faz 20 anos em 2018
Médicos celebram disponibilidade de remédios para tratar disfunção
CAPITAL
Homem tem o carro incendiado após enteado pegar veículo sem autorização

Mais Lidas

VIOLÊNCIA
Idosa é espancada, esfaqueada e vai parar na UTI após assalto em Dourados
DOURADOS
Dupla é presa por tráfico de drogas na Vila Mariana
DOURADOS
Por força judicial, terceira sessão para definir Mesa Diretora da Câmara é cancelada
INVESTIGAÇÃO
Brasileira desaparecida na Austrália é encontrada morta em praia