Menu
Busca sexta, 18 de janeiro de 2019
(67) 9860-3221

Na contramão do desarmamento, leilão oferece revólveres

30 maio 2011 - 15h02

Um item disposto em edital de leilão da 6ª vara da Justiça do Trabalho de Campo Grande vai na contramão da campanha nacional do desarmamento lançada nacionalmente no dia 6 deste mês. O item oferece três revólveres 38, marca Rossi, avaliados em R$ 2,1 mil. O interessado pode participar com lance mínimo de R$ 1.050,00.

Os leilões da 6ª vara da Justiça do Trabalho ocorrem hoje em Campo Grande. O mais caro é o 38 de cano longo avaliado em R$ 900. O lance míninmo é de R$ 450. Os outros dois são de cano curto, ambos avaliados em R$ 600 e o lance mínimo é de R$ 300.

Conforme disposto no edital, os revólveres estão “em razoável estado de uso e conservação, não tendo sido verificado o funcionamento”.

Os três-oitões aparecem ainda com o número do registro de arma do Sinarm (Sistema Nacional de Armas), instituído no Ministério da Justiça no âmbito da Polícia Federal.

Em contato com a organizadora do leilão, no Paraná, foi informado ao Campo Grande News que todos os itens dispostos nos leilões são autorizados pela Justiça. Além disso, o próprio edital esclarece: “os interessados poderão arrematar mediante apresentação de autorização da Polícia Federal”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAU
Isis Valverde arranca suspiros ao posar de biquíno: "verão, seu lindo"
CAPITAL
Idosos perdem mais de R$ 2 mil em golpe do falso sobrinho
COXIM
Jovem picada por cobra na região do Pantanal é socorrida por avião
17º DIA DE GESTÃO
Governador do Mato Grosso decreta estado de calamidade financeira
RIO BRILHANTE
Polícia investiga grupo que fez arrastão em cerca de 30 prédios
CINCO VAGAS
Tribunal de Justiça de Santa Catarina abre concurso a juiz substituto
TRÊS LAGOAS
PMR flagra dupla com mais de R$ 14 mil sem comprovação de origem
PRECAUÇÃO
Fux diz que, se não suséndesse investigação, provas seriam anuladas
SISU
UFGD divulga local de matrícula e lista de vagas por curso e modalidades
INOVAÇÃO
Comarca de Mundo Novo faz depoimento com intérprete de língua indígena

Mais Lidas

VINGANÇA
Após execução, fronteira entra em alerta para “guerra sangrenta” por domínio do tráfico
FRONTEIRA
Ex-candidato a prefeito, tio de narcotraficante é executado em Ponta Porã
DOURADOS
Homem danifica carro por vingança em estacionamento de hipermercado e acaba preso
PARANHOS
Operação contra traficantes que abasteciam morros cariocas prende dois em MS