Menu
Busca terça, 21 de maio de 2019
(67) 9860-3221

MS mantém em novembro a trajetória de crescimento do emprego formal

24 dezembro 2012 - 16h30

Mato Grosso do Sul manteve em novembro movimento de continuidade na trajetória de crescimento do emprego. O Estado foi um dos 16 que apresentaram saldo positivo. Foram gerados no período 287 empregos celetistas, conforme dados do Cadastro Nacional de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados na quarta-feira (19) pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

O resultado é equivalente à expansão de 0,06% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada do mês anterior. Os setores de atividade econômica que mais contribuíram para este resultado foram o Comércio (+920 postos) e a Indústria de Transformação (+362 postos), cujos saldos superam a perda de empregos verificada nos setores da Construção Civil (-570 postos) e da Agropecuária (-532 postos).

Na série ajustada, que incorpora as informações declaradas fora do prazo, nos primeiros onze meses de 2012 houve acréscimo de 32.215 postos (+7,10%). Ainda na série com ajustes, nos últimos 12 meses o Caged mostra um crescimento de +4,80% no nível de emprego ou +22.246 postos de trabalho.


Brasil


Em todo o Brasil, foram criados 46.095 empregos com carteira assinada no mês de novembro, correspondentes ao crescimento de 0,12% em relação ao estoque do mês anterior. O resultado mantém a trajetória de crescimento do emprego, apresentando pela terceira vez no ano um saldo superior ao do ano anterior. Foram declaradas 1.624.306 admissões e 1.578.211 desligamentos.

No acumulado do ano, foram abertos 1.771.576 postos de trabalho, expansão de 4,67% no nível de emprego e, nos últimos doze meses, 1.369.108, correspondendo à elevação de 3,57%. Entre janeiro de 2011 a novembro de 2012, tomando como referência os dados da Rais (que abrange os celetistas e servidores públicos federais, estaduais e municipais) e do Caged, foram criados 4.013.852 empregos formais.

Setores

Segundo o Caged, apresentaram desempenho positivo no mês: Comércio, com 109.617 postos (+1,27%), sendo o terceiro melhor saldo para o período, e Serviços, com 41.538 postos (+0,26%). Por outro lado, os setores que apresentaram desempenhos negativos foram a Construção Civil, com baixa de 41.567 postos (-1,34%), decorrente, em parte, de atividades relacionadas à Construção de Edifícios (-15.577 postos) e Construção de Rodovias e Ferrovias (-8.803 postos), associados a términos de contratos e a condições climáticas; Agricultura, com retração de 32.733 postos (-1,98%), devido à presença de fatores sazonais negativos; Indústria de Transformação, com a perda de 26.110 postos (-0,31%), proveniente, em parte, dos ajustes da demanda das festas do fim do ano, queda menor que a ocorrida em novembro de 2011 (-54.306 postos ou -0,65%); Administração Pública, com baixa de 2.615 postos (-0,32%); Serviços Industriais de Utilidade Pública, com diminuição de 1.811 postos (-0,47%) e Extrativa Mineral, com queda de 224 postos (-0,10%).

Por unidade da Federação, dezesseis obtiveram expansão do emprego, incluindo Mato Grosso do Sul.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZZ
Sabrina Sato posa em ensaio de moda praia: "de boa já com o biquíni"
NOVA ANDRADINA
Polícia fecha "boca de fumo" chefiada por adolescente de 17 anos
PGR
Procurador de Mato Grosso do Sul disputa sucessão de Raquel Dodge
ENERGIA ELÉTRICA
Aneel reajusta valor das bandeiras tarifárias; maior é de 50% na amarela
PANTANAL
Empresários realizam encontro da pesca em apoio a cota zero
BRASIL
Senado aprova regulamentação da profissão de cuidador de idosos
CRIME AMBIENTAL
Paranaense é autuado em R$ 12 mil por armazenamento de madeira ilegal
CONCURSO
IBGE lança edital com 209 vagas de recenseador e agente censitário
CAPITAL
Travesti é suspeita de matar vendedor de 48 anos com 14 facadas
SELEÇÃO
UEMS abre inscrições para processo seletivo de professores temporários

Mais Lidas

ITAPORÃ
PM da reserva morre em acidente próximo a ponte do Rio Santa Maria
DOURADOS
Comissão vota contra o próprio parecer e Idenor se salva de cassação
EDUCAÇÃO
Inscrições do Encceja 2019 começam nesta segunda-feira
DOURADOS
Ex-líder da prefeita Délia Razuk é alvo de pedido de cassação