Menu
Busca segunda, 23 de setembro de 2019
(67) 9860-3221
DEODÁPOLIS

MP investiga denúncia de superfaturamento entre Câmara e empresa alvo da Cifra Negra

23 maio 2019 - 10h18Por Adriano Moretto

O Ministério Público Estadual instaurou Inquérito Civil para apurar denúncia de um suposto esquema de superfaturamento dentro da Câmara de Vereadores de Deodápolis, em contratos firmados pela Casa junto à Jaison Coutinho-ME, uma das empresas alvo da Operação Cifra Negra, desencadeada em dezembro do ano passado em Dourados e que levou à cadeia, entre outros envolvidos, três parlamentares. 

De acordo com o processo, 06.2019.00000514-7, as suspeitas de irregularidades estão no “contrato administrativo nº 9/17, processo licitatório 11/2017 e pregão presencial nº 1/2017”, firmado entre as partes na época em que o vereador Márcio Teles Pereira (PSB) comandava o Legislativo daquele município. 

A exemplo do que ocorreu por aqui, as contratações são de plataformas de tecnologia de informação relacionados a gestão de softwares da Câmara. 

Na abertura do Inquérito, datado de 9 de maio, o promotor Anthony Állison Brandão Santos pede a realização da perícia contábil dos contratos entre empresa e Câmara. 

Entre os questionamentos feitos por ele, é solicitado levantamento de preços praticados pelo mercado para que haja um comparativo, justificando assim o superfaturamento dos contratos. 

Conforme entendimento do Ministério Público Estadual, a Jaison Coutinho-ME, de propriedade de Jaison Coutinho, faz parte do grupo “Quality”, comandado por Denis da Maia

Os dois também foram presos na Operação Cifra Negra, no dia 5 de dezembro do ano passado, em Dourados. 

No Portal da Transparência da Câmara de Vereadores de Deodápolis, há registros de pagamento à Jaison Coutinho-ME entre 2017 – ano em que ocorre a investigação do contrato - e 2018. 

Os valores, somados chegam a R$ 88.275,00, divididos em quatro parcelas de R$ 5.885,00 no primeiro ano, totalizando R$ 23.540,00 e R$ 64.735 em 2018, com contratos de R$ 23.540,00 firmado em janeiro e R$ 35.310,00 e R$ 5.885, ambos de maio. 

Já a Quality Sistemas Ltda – EPP vem prestando serviço ao Legislativo daquele município desde 2016 e segue até hoje. O valor contratado já ultrapassou R$ 190 mil nesse período.

O Dourados News entrou em contato com a Câmara de Deodápolis para o posicionamento do ex-presidente, porém, ele não se encontrava no local, segundo a atendente. Ela afirmou que repassaria a informação a Márcio Teles para retorno, mas, até a publicação do material, ele não se pronunciou.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAU!
Luísa Sonza exibe boa forma em passeio de iate e ganha elogios
APOSENTADORIA
Reforma da Previdência pode ser votada em 1º turno nesta terça-feira
PONTA PORÃ
Veículo blindado roubado em São Paulo é recuperado na região de fronteira
FOGO
Helicópteros entram em operação no combate às queimadas no Pantanal
MARACAJU
Homem é preso por receptação e polícia recupera caminhão furtado
ECONOMIA
Termina hoje prazo para cliente da Caixa autorizar saques do FGTS
OPORTUNIDADES
Concursos: 17 órgãos abrem amanhã inscrições para mais de 1.500 vagas
OPERAÇÃO BOCAIÚVA
Ação apreende 11 filhotes de papagaios e aplica multa de R$ 60 mil
MEIO AMBIENTE
Semana da Árvore termina com plantio de mudas no Antenor Martins
FÓRMULA 1
Vettel supera Leclerc, vence em Singapura e quebra jejum de 22 corridas

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Criança morre em hospital e polícia investiga estupro de vulnerável
FLAGRANTE
Guarda Municipal flagra "festinha social" lotada de menores
DOURADOS
Campo-grandense é preso após roubar escritório de advocacia em Dourados
FRONTEIRA
Adolescente de 16 anos é morto na frente do pai com um tiro no peito