Menu
Busca quinta, 27 de junho de 2019
(67) 9860-3221
DEODÁPOLIS

MP investiga denúncia de superfaturamento entre Câmara e empresa alvo da Cifra Negra

23 maio 2019 - 10h18Por Adriano Moretto

O Ministério Público Estadual instaurou Inquérito Civil para apurar denúncia de um suposto esquema de superfaturamento dentro da Câmara de Vereadores de Deodápolis, em contratos firmados pela Casa junto à Jaison Coutinho-ME, uma das empresas alvo da Operação Cifra Negra, desencadeada em dezembro do ano passado em Dourados e que levou à cadeia, entre outros envolvidos, três parlamentares. 

De acordo com o processo, 06.2019.00000514-7, as suspeitas de irregularidades estão no “contrato administrativo nº 9/17, processo licitatório 11/2017 e pregão presencial nº 1/2017”, firmado entre as partes na época em que o vereador Márcio Teles Pereira (PSB) comandava o Legislativo daquele município. 

A exemplo do que ocorreu por aqui, as contratações são de plataformas de tecnologia de informação relacionados a gestão de softwares da Câmara. 

Na abertura do Inquérito, datado de 9 de maio, o promotor Anthony Állison Brandão Santos pede a realização da perícia contábil dos contratos entre empresa e Câmara. 

Entre os questionamentos feitos por ele, é solicitado levantamento de preços praticados pelo mercado para que haja um comparativo, justificando assim o superfaturamento dos contratos. 

Conforme entendimento do Ministério Público Estadual, a Jaison Coutinho-ME, de propriedade de Jaison Coutinho, faz parte do grupo “Quality”, comandado por Denis da Maia

Os dois também foram presos na Operação Cifra Negra, no dia 5 de dezembro do ano passado, em Dourados. 

No Portal da Transparência da Câmara de Vereadores de Deodápolis, há registros de pagamento à Jaison Coutinho-ME entre 2017 – ano em que ocorre a investigação do contrato - e 2018. 

Os valores, somados chegam a R$ 88.275,00, divididos em quatro parcelas de R$ 5.885,00 no primeiro ano, totalizando R$ 23.540,00 e R$ 64.735 em 2018, com contratos de R$ 23.540,00 firmado em janeiro e R$ 35.310,00 e R$ 5.885, ambos de maio. 

Já a Quality Sistemas Ltda – EPP vem prestando serviço ao Legislativo daquele município desde 2016 e segue até hoje. O valor contratado já ultrapassou R$ 190 mil nesse período.

O Dourados News entrou em contato com a Câmara de Deodápolis para o posicionamento do ex-presidente, porém, ele não se encontrava no local, segundo a atendente. Ela afirmou que repassaria a informação a Márcio Teles para retorno, mas, até a publicação do material, ele não se pronunciou.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZZ
Fotógrafo particular! Carol Dias mostra resultado de poses para Kaká
PONTA PORÃ
Polícia apreende caminhonete lotada com 1,3 tonelada de maconha
ABIGEATO
Garras apreende 1,5 tonelada de carne em açougues no Pantanal
APOSENTADORIA
Relator da Reforma Previdência apresenta amanhã versão final do texto
CRIME AMBIENTAL
Empresa é multada em R$ 75 mil por derramamento de 26 mil litros de diesel
COPA AMÉRICA
Tite escolhe Allan para substituir Casemiro contra o Paraguai
RURAL
Produção do algodão atingirá novo recorde em Mato Grosso do Sul
TRÁFICO
Aeronáutica abre inquérito para apurar caso de drogas em avião da FAB
ITAQUIRAÍ
Motorista é preso após fugir com Jeep Renegade roubado na BR-163
PRAZO
Matrículas abertas para os minicursos da 71ª Reunião Anual da SBPC

Mais Lidas

DOURADOS
Délia vai à delegacia registrar queixa por calúnia nas redes sociais
ESTRELA TOVY
Homem morre após ter faca cravada no olho em Dourados
CONTRABANDO
Duas mulheres ficam feridas ao capotar caminhonete carregada de maquiagem
DOURADOS
Rapaz é preso após tentar assaltar mulher na Praça Antônio João