Menu
Busca segunda, 20 de maio de 2019
(67) 9860-3221

Ministro do TCU e prefeito da capital de MS destacam importância dos TC’s

26 maio 2011 - 15h00

Durante a abertura do 1° ECOTC, que está sendo realizado no TCE/MS, em Campo Grande, o ministro substituto do TCU e presidente da Associação Nacional dos Auditores de Contas, Marcos Bemquerer Costa e o prefeito da Capital de MS, Nelson Trad Filho também destacaram a importância e o papel dos Tribunais.



Costa destacou que um dos exemplos da importância do trabalho dos Tribunais de Contas realizados no Brasil, é a economia gerada pela fiscalização preventiva do TCU, que conseguiu evitar a má aplicação de recursos em 2010, da ordem de R$ 28 bilhões.



O ministro substituto ressaltou que caso esse trabalho de fiscalização preventiva, que é exercido pelas Cortes de Contas não fosse realizado, esses recursos corriam o risco de serem desviados, através de licitações viciadas, superfaturamento e outras modalidades e erros cometidos pelos gestores.



Segundo Marcos Costa, “todo esse trabalho realizado está a disposição da sociedade que pode comprovar esses números. Nosso trabalho é rentável e útil para a população, daí a importância de aprimorarmos nossos sistemas e capacitação de servidores, investindo em novas tecnologias e autonomia para os Tribunais”, concluiu.



Já Nelson Trad Filho disse que essa era a segunda vez em que participava de eventos na Corte de Contas de MS, em menos de 20 dias. “Trata-se de eventos que não se limitam a divulgar a atual administração, mas participar a sociedade o papel do Tribunal, capacitar os nossos técnicos, orientar e apresentar sistemas que facilitam as nossas vidas na prestação de contas”, frisou.



Ele disse que sempre recebeu do TCE/MS um tratamento respeitoso, “sendo fiscalizado, orientado e até punido quando da ocorrência de deslizes técnicos, nos quase sete anos em que estou como chefe do executivo. Por isso, posso afirmar que nós temos sorte em ter o Tribunal que temos, porque aqui sempre tivemos uma parceria muito saudável”.



Emenda 29 - Trad Filho, que também é vice-presidente da Frente Nacional de Prefeitos (entidade que congrega as grandes metrópoles brasileiras) aproveitou para reivindicar a aprovação da Emenda 29, que trata da destinação de recursos para a saúde, pois segundo ele, em pesquisa realizada pela entidade dos quase 5.600 municípios do País, somente 16 não aplicaram os 15% em Saúde, conforme determina a Constituição, e que em Campo Grande esse número já chegou a 30%. “Não vamos conseguir resolver o problema da Saúde no País, enquanto não for regulamentada a Emenda 29”, concluiu o prefeito de Campo Grande.

Deixe seu Comentário

Leia Também

IMUNIZAÇÃO
Paraguai passa a exigir vacina contra febre amarela para brasileiros
DOURADOS
Homem é detido após ameaçar funcionário de parquímetro
CAPITAL
Passageiro é preso por assediar adolescente e mulher com bebê no colo
TJ/MS
Justiça restabelece CNH de caminhoneiro autuado no teste do etilômetro
ITAPORÃ
PM da reserva morre em acidente próximo a ponte do Rio Santa Maria
FUTEBOL
Presidente do Operário solicita arbitragem "neutra" nos jogos do returno do Brasileiro
DOURADOS
“Tenho total desconhecimento desse pedido”, diz Junior sobre cassação
ECONOMIA
Após bater em R$ 4,12, dólar fecha em leve alta
DOURADOS
Defesa fala em ‘caça às bruxas’ em caso de perda de mandato de Idenor
BRASIL
Governo está aberto a mudanças na reforma da Previdência, diz relator

Mais Lidas

DOURADOS
Mulheres são presas ao tentar levar droga para maridos na PED
RODOVIÁRIA
Mulher é presa em Dourados com maconha que seria entregue no RS
DOURADOS
Guarda flagra adolescentes bebendo vodka durante a madrugada no Centro
EDUCAÇÃO
Inscrições do Encceja 2019 começam nesta segunda-feira