Menu
Busca domingo, 20 de outubro de 2019
(67) 9860-3221
CAPITAL

Menina de 14 anos está internada em UPA com suspeita de sarampo

16 setembro 2019 - 20h20Por Da redação

Uma adolescente de 14 anos está internada desde o último sábado, dia 14 de setembro, na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Coronel Antonino, em Campo Grande, com suspeita de sarampo. Com manchas no corpo, febre, feridas na boca e conjuntivite, a menina está isolada em uma sala da unidade de saúde desde domingo (15).

Se a suspeita de sarampo se confirmar, será o primeiro caso no Estado com transmissão local, já que os parentes afirmam que ela não viajou recentemente, como aconteceu com as outras duas pessoas que tiveram a doença confirmada no Estado. Um bebê de 10 meses, de Campo Grande, e um morador de Três Lagoas, de 52 anos, foram diagnosticados com sarampo, contraído em São Paulo, onde foram passear. Em todos os casos, foi feito o chamado bloqueio vacinal, imunização de quem teve contato com os pacientes e ainda não tomou vacina.

A tia da adolescente, Veruska Miranda Félles, 31 anos, supervisora de rodovia no Rio Grande do Sul, conta que veio passear no Estado e encontrou a situação. Ela reclama do tratamento dado à adolescente. Diz que precisou “dar um show” na UPA para conseguir alguma melhora no atendimento.

Segundo ela, a paciente chegou a ficar várias horas em uma maca sem lençou e, apesar de a pressão arterial estar a apenas 9 por 5, nenhum procedimento foi adotado além de colocá-la na “sala improvisada”, onde está tomando soro. Pelas imagens recebidas, trata-se de consultório adaptado para funcionar como isolamento.

O que diz a Sesau - O coordenador de Urgência da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública), Yama Higa, informou que já foram feitos testes para saber se é um caso de sarampo. Segundo ele, a primeira avaliação clínica detectou sintomas da doença. A segunda, feita por médico infectologista, não aponta para a doença.

As manchas no corpo parecem mais com catapora, enfermidade que também exige isolamento. Yama confirmou que essa é uma suspeita, mas é necessário esperar os exames para descartar de vez o sarampo,

Sobre o local onde a menina está internada, a explicação é de que a unidade passa por reforma, para ser submetida a uma requalificação pelo Ministério da Saúde e por isso precisou ser usado o consultório pois algumas alas não estão sendo usadas.

Com informações do site Campo Grande News.

Deixe seu Comentário

Leia Também

IMPASSE
Representantes da UFGD recorrem à bancada federal para nomeação de reitor
10 MESES
Bombeiros encontram mais um corpo da tragédia em Brumadinho
INVENTÁRIO
Juiz da Capital pode estar ligado a mais um esquema de corrupção
UEMS
Dourados sedia na próxima semana o IV Congresso de Línguas
INTERNACIONAL
Incerteza sobre 4º mandato de Evo marca eleição amanhã na Bolívia
Céuzinho
Jovem sobrevive após cair de altura de 20 metros em cachoeira
JUDICIÁRIO
Gilmar Mendes suspende lei municipal que barrava ensino de gênero
CAPITAL
Aquaplanagem pode ter causado acidente que matou violeiro, diz motorista
UEMS
Semana Técnica de Computação começa segunda-feira em Dourados
CRIMINOSOS
‘Escritório’ da falsificação: Preso tinha contratos com grupo de estelionatários

Mais Lidas

PONTA PORÃ
Empresário é executado por pistoleiros na fronteira
CAMPO GRANDE
Cantor Ivo de Souza morre em acidente no macro anel da BR-262
DOURADOS
Homem é assaltado por travesti após parar carro no Centro
DOURADOS
Mãe de criança morta após parto segue internada sob escolta