Menu
Busca Terça, 16 de Janeiro de 2018
(67) 9860-3221
Corpal - Dezembro 2017

Mecanização agrícola é tema do último Circuito Aprosoja/MS do ano

12 Dezembro 2012 - 19h00


A cidade de Ponta Porã recebe nos dias 13 e 14 de dezembro o último ‘Circuito Aprosoja/MS’ do ano, com o tema ‘Novas posturas diante de novas tecnologias’. O responsável pelas explanações é o mestre em engenharia agrícola e especialista em mecanização agrícola Afonso Peche Filho.


Durante os dois dias de evento, Afonso demonstra aos participantes a importância da atualização e a necessidade de mudança a fim de tornar as lavouras mais competitivas, aproveitando o favorecimento do mercado às commodities agrícolas brasileiras. “A atualização permite uma reflexão sobre a postura profissional frente à modernização tecnológica que a empresa agrícola está sofrendo. Hoje o problema não é falta de tecnologia e sim a falta de gente comprometida com a competitividade”, explica.


O especialista utiliza uma metodologia dinâmica. Num primeiro momento, utiliza uma abordagem voltada à postura profissional focada ao mercado, com conceitos básicos sobre competitividade, qualidade, eficiência, produtividade, eficácia e efetividade nas operações agrícolas, tratando também de questões de ocupação e uso do solo.


No segundo dia, será realizada a oficina ‘Implantação prática da importância da mecanização agrícola’, onde os participantes aplicam o que foi demonstrado na teoria. “O objetivo é sensibilizar os participantes para a necessidade de avaliar a qualidade da instalação de lavouras e também avaliar a plena funcionalidade das máquinas e seus componentes. Através de uma dinâmica de grupos, é possível determinar a eficiência de lavouras, avaliar e monitorar a qualidade funcional de componentes de semeadoras e colhedoras”, aponta o especialista.


Para exemplificar melhor, Afonso mostra os índices registrados por ele através de estudos já realizados, “normalmente apesar de lucrativas, essas lavouras apresentam eficiência que vão de 70% a 90%, entre soja, milho, algodão e feijão. Em muitas fazendas conseguimos aumentos de até 20% na produtividade e significativas reduções no custo geral da mecanização das lavouras”. Porém, ele faz um lembrete primordial, “só pode trabalhar mais rápido se melhorar a qualidade dos resultados operacionais”.


Peche Filho finaliza com um convite aos produtores: “àqueles que participarem do circuito irão comprovar a evolução e melhora da produção. Eles sabem que tem que melhorar, mas não sabem como fazer. É justamente essa confiança que vamos passar a eles durante o evento”.


O evento tem vagas limitadas e já consta entre os inscritos produtores de Naviraí e Amambai, além de Ponta Porã. Os interessados em participar do evento realizado pela Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul – Aprosoja/MS podem inscrever-se gratuitamente no Sindicato Rural de Ponta Porã. Mais informações pelo telefone (67) 3433-3044.


Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Rapaz é sequestrado enquanto esperava esposa em frente a hospital
RURAL
Agricultura familiar marcará precensa na edição 2018 da Showtec
PRAZO
Inscrições ao concurso para Promotor de Justiça Substituto vão até fevereiro
FUTEBOL
Federação muda estréa do Sete de Setembro para o estádio Douradão
SHOWBIZ
Cauã Reymond e Mariana Goldfarb não dividem mais o mesmo teto
ÁGUA CLARA
Acidente entre caminhão e micro-ônibus deixa dois feridos na BR-262
AGENDA
Governadora Rose participa da passagem de comando dos Bombeiros
BOATE
Jovem diz ter sido ameaçado com arma na boca por policial federal
JUSTIÇA
TJ/MS nega recurso a condenado por estupro de vulnerável
EDUCAÇÃO
UFGD oferece cursos gratuitos de informática em bairros de Dourados

Mais Lidas

TRÊS LAGOAS
Mulher é morta pelo marido com tiro nas costas na frente da filha
OUSADIA
Polícia e agentes abatem drone que sobrevoava penitenciária em Dourados
POLÍCIA
Operações da Polícia Militar levam 29 pessoas às delegacias de Dourados
ARAL MOREIRA
Jovem de 21 anos é assassinado com tiros de escopeta na fronteira