Menu
Busca quarta, 12 de dezembro de 2018
(67) 9860-3221

Mecanização agrícola é tema do último Circuito Aprosoja/MS do ano

12 dezembro 2012 - 19h00


A cidade de Ponta Porã recebe nos dias 13 e 14 de dezembro o último ‘Circuito Aprosoja/MS’ do ano, com o tema ‘Novas posturas diante de novas tecnologias’. O responsável pelas explanações é o mestre em engenharia agrícola e especialista em mecanização agrícola Afonso Peche Filho.


Durante os dois dias de evento, Afonso demonstra aos participantes a importância da atualização e a necessidade de mudança a fim de tornar as lavouras mais competitivas, aproveitando o favorecimento do mercado às commodities agrícolas brasileiras. “A atualização permite uma reflexão sobre a postura profissional frente à modernização tecnológica que a empresa agrícola está sofrendo. Hoje o problema não é falta de tecnologia e sim a falta de gente comprometida com a competitividade”, explica.


O especialista utiliza uma metodologia dinâmica. Num primeiro momento, utiliza uma abordagem voltada à postura profissional focada ao mercado, com conceitos básicos sobre competitividade, qualidade, eficiência, produtividade, eficácia e efetividade nas operações agrícolas, tratando também de questões de ocupação e uso do solo.


No segundo dia, será realizada a oficina ‘Implantação prática da importância da mecanização agrícola’, onde os participantes aplicam o que foi demonstrado na teoria. “O objetivo é sensibilizar os participantes para a necessidade de avaliar a qualidade da instalação de lavouras e também avaliar a plena funcionalidade das máquinas e seus componentes. Através de uma dinâmica de grupos, é possível determinar a eficiência de lavouras, avaliar e monitorar a qualidade funcional de componentes de semeadoras e colhedoras”, aponta o especialista.


Para exemplificar melhor, Afonso mostra os índices registrados por ele através de estudos já realizados, “normalmente apesar de lucrativas, essas lavouras apresentam eficiência que vão de 70% a 90%, entre soja, milho, algodão e feijão. Em muitas fazendas conseguimos aumentos de até 20% na produtividade e significativas reduções no custo geral da mecanização das lavouras”. Porém, ele faz um lembrete primordial, “só pode trabalhar mais rápido se melhorar a qualidade dos resultados operacionais”.


Peche Filho finaliza com um convite aos produtores: “àqueles que participarem do circuito irão comprovar a evolução e melhora da produção. Eles sabem que tem que melhorar, mas não sabem como fazer. É justamente essa confiança que vamos passar a eles durante o evento”.


O evento tem vagas limitadas e já consta entre os inscritos produtores de Naviraí e Amambai, além de Ponta Porã. Os interessados em participar do evento realizado pela Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul – Aprosoja/MS podem inscrever-se gratuitamente no Sindicato Rural de Ponta Porã. Mais informações pelo telefone (67) 3433-3044.


Deixe seu Comentário

Leia Também

LOTERIA
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 36 milhões nesta quarta-feira
UFGD
Abertas inscrições para segunda etapa do II Festival de Graffiti
FABRICA
Chineses anunciam investimentos de R$ 2 bilhões em obra de Maracaju
SEST SENAT
Taxista realizam curso de atualização em Dourados
EDUCAÇÃO
Prouni do primeiro semestre de 2019 abrirá inscrições em 29 de janeiro
TEMPO
Quarta-feira de sol com algumas nuvens em Dourados; não chove
SHOWBIZ
Glenda Kozlowski coloca o bronzeado em dia no Rio de Janeiro
CULTURA
Cineclube UFGD encerra 2018 com o filme Feliz Natal
CORRUPÇÃO
Desembargadora Tânia Borges é alvo de novo processo no CNJ
PETRECHO PROÍBIDO
Ambiental apreende 200 metros de redes de pesca no Rio Paraguai

Mais Lidas

DOURADOS
Contador e esposa são presos na segunda fase da Operação Pregão
DOURADOS
Polícia prende acusado de agredir e esfaquear idosa em assalto
TRAGÉDIA
Neto matou avó com duas facadas nas costas
TRAGÉDIA EM ITAPORÃ
Antes de assassinato, menor discutiu com a avó porque queria vir para Dourados