Menu
Busca sexta, 19 de julho de 2019
(67) 9860-3221
TRÊS FILHOS

Mãe de menino assassinado é indiciada por abandono e maus-tratos

16 abril 2019 - 21h20Por Da Redação

Denúncias feitas contra Janete dos Santos Andrade, 38 anos, mãe do menino Kauan (assassinado e esquartejado em 2017) por abandono e maus-tratos aos três outros filhos resultaram na perda da guarda e encaminhamento dos menores para um abrigo. 

Segundo a delegada Marília de Brito Martins, da Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente), além do processo investigativo, uma diligência feita até a casa de Janete confirmou a situação enfrentada pelas crianças: um bebê de 11 meses, uma menina de 5 anos e um menino de oito anos. 

"Quando a equipe chegou no local as crianças estavam literalmente abandonadas e foram encaminhadas para a delegacia. Aqui, durante o atendimento psicológico, as vítimas mais velhas confirmaram que não iam há muito tempo na escola e não tinham o que comer", detalha. 

Diante da situação, o conselho tutelar da Criança e do Adolescente foi acionado e os irmãos encaminhados para um abrigo, no qual permanecem há quatro meses. "O depoimento das crianças e de testemunhas que acompanhavam a forma como eram tratadas foram decisivas para o andamento do inquérito", conclui a delegada.

CASO KAUAN

Kauan desapareceu no dia 25 de junho de 2017 e a investigação policial apontou que ele foi violentado por um homem e quatro adolescentes. O corpo teria sido esquartejado e jogado no Córrego Anhanduí e nunca foi encontrado.

Conforme matéria publicada pelo jornal Correio do Estado, o desfecho sobre o caso foi divulgado pela Polícia Civil, em uma coletiva de impensa, no dia 25 de agosto, após dois meses do desaparecimento do garoto. 

As investigações apontaram que Kauan morreu por asfixia enquanto era estuprado, foi violentado sexualmente em grupo, mesmo depois de morto e acabou esquartejado duas vezes para que o corpo nunca fosse encontrado. 

O professor Deivid Almeida Lopes, 38 anos foi condenado a mais de 66 anos de prisão em regime fechado pelo estupro e morte do menino Kauan Andrade Soares dos Santos, então com 9 anos. A sentença foi proferida no dia 28 de junho de 2018, pelo juiz Marcelo Ivo de Oliveira, da 7ª Vara Criminal de Campo Grande.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Dólar termina a semana em alta, de olho em projeções sobre juros nos EUA
DOIS IRMÃOS DO BURITI
Ex-prefeito terá que devolver dinheiro pago em licitação sem nota fiscal
JUSTIÇA
Desembargadores mantêm regime semiaberto para motorista embriagado
ARTIGO
Como transformar uma casa em lar
BRASIL
Montezano: prioridade é abrir caixa-preta do BNDES
ESTATAL
Após fechar agências em MS, Correios renova frota de furgões
INVESTIGAÇÕES
Preso no RJ, suspeito de planejar morte de “chefão da fronteira” é acusado de lavagem de dinheiro em MS
ESTÉTICA
Conheça um pouco mais sobre o Microagulhamento
POLÍTICA
“A gente precisa mendigar apoio”, diz vereador sobre falta de representatividade em Brasília
PEDESTRIANISMO
‘9ª Corrida Saúde Cassems-Noturna’ abre inscrições na próxima segunda-feira

Mais Lidas

FRONTEIRA
Pistoleiros são presos após executarem homem a tiros
DOURADOS
Delegado encerra Inquérito e aguarda perícia para saber se tiro que matou bioquímico foi acidental
DOURADOS
AGORA: Homem é baleado no Estrela Verá
FRONTEIRA
Suspeito de ter matado homem encontrado boiando em rio é preso