Menu
Busca quarta, 15 de agosto de 2018
(67) 9860-3221
LIMINAR

Governo vai recorrer para garantir concurso da PM e dos Bombeiros

12 junho 2018 - 19h05Por Da Redação

O Governo do Estado vai adotar todas as medidas judiciais necessárias para garantir a realização do concurso público para preenchimento de vagas na Polícia Militar de Mato Grosso do Sul e no Corpo de Bombeiros, dentro do cronograma estabelecido.

“Queremos tranquilizar os mais de 50 mil inscritos, as mais de 50 mil famílias do Brasil, que vamos recorrer da decisão da Justiça que suspendeu o concurso para que eles não sejam prejudicados. As provas estão mantidas para o dia 12 de agosto para a Polícia Militar e 2 de setembro para o Corpo de Bombeiros”, afirmou o secretário de Estado de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis.

Em entrevista coletiva de imprensa, ele disse que o Estado ainda não foi notificado da decisão liminar em primeira instância, que suspendeu o concurso da PM e Bombeiros, mas para que os inscritos possam ficar tranquilos, a Procuradoria-Geral do Estado já está buscando informações sobre a decisão para ingressar com recurso e cassar a liminar. O prazo para apresentação de recurso é de cinco dias a partir da notificação. “Mas pretendemos entrar com recurso antes do prazo, para dar tranquilidade aos inscritos”, disse.

A procuradora-geral adjunta do Estado, Fabíola Marqueti Hahin, afirmou que no recurso será mostrado que a alegação de irregularidade na contratação da Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura de Mato Grosso do Sul (Fapems) que gerou a suspensão do concurso não condiz com a realidade. Segunda ela, a Lei de licitações (Lei 8.666) prevê a dispensa de licitação para a contratação de Fundação sem fins lucrativos para a realização de concurso público.

Quanto ao valor cobrado pela Fapems, que seria maior que o praticado por outra Fundação, Carlos Alberto de Assis explicou que a Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura de MS apresentou o segundo melhor preço, que está dentro da média de mercado, e para a assinatura do contrato foi levado em consideração também “a capacidade técnica e o histórico de idoneidade, que pudesse dar a segurança jurídica necessária para a realização de todo o processo do concurso dentro do prazo”.

O concurso

Para a Polícia Militar são 450 vagas. Sendo, 50 vagas para o curso de formação de Oficiais; 388 vagas do curso de formação de Soldados e 12 vagas do quadro de Oficiais de Saúde.

Já para o Corpo de Bombeiros são destinadas 200 vagas. Sendo 23 do curso de formação de Oficiais do quadro de Oficiais Combatentes; 153 vagas do curso de formação de Soldados do quadro de Praças; 12 vagas do quadro de Oficiais de Saúde e 12 vagas do quadro de Oficiais Especialistas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PROVOCOU
Nat Tanajura posa de fio dental cavado e confessa: "Sou danada"
BRASIL
Câmara aprova texto que permite à polícia agir para proteger mulheres
BRASIL
Cármen Lúcia tem reunião com grupo pró-Lula e grevista de fome
CIDADES
Inquérito Civil vai averiguar aumento indevido da conta de água e esgoto na Capital
BRASIL
STF retira de Moro trecho de delação sobre Lula e Mantega
MOUNTAIN BIKE
Atleta do MS conquista campeonato brasileiro no ES
ARTIGO
"Sempre é tempo de mudar"
COTAÇÕES
Dólar fecha em queda nesta terça, abaixo de R$ 3,90
DIGITALIZAÇÃO
Até outubro, todas as capitais receberão apenas sinal digital de TV
TRÁFICO
Polícia apreende carga com 165 kg de maconha e porção de skunk

Mais Lidas

DOURADOS
Polícia não descarta crime passional em caso de cabeleireiro morto a facadas
DOURADOS
Motociclista invade a contramão e executa homem no Piratininga
DOURADOS
Casal é preso por tráfico no João Paulo II após denúncia de populares
DOURADOS
Homem é assassinado no Jardim Piratininga