Menu
Busca sexta, 24 de maio de 2019
(67) 9860-3221
CAPITAL

Gestante e filho de 7 anos são resgatados após enxurrada cobrir carro

25 abril 2019 - 19h50Por Da Redação

Grávida de 8 meses, a secretária Franscilaine Oliveira Palácios, de 27 anos, precisou ser resgatada do meio de um enxurrada provocada pela chuva que caiu sobre Campo Grande, na tarde desta quinta-feira, dia 25 de abril. Segundo o site Campo Grande News, ela dirigia um veículo Fiat/Pálio, que ficou coberto pela água que acumulou na Rua EW-1, no Jardim Noroeste, na Capital.

No carro também estava o filho de Franscilaine, um menino de 7 anos. Ambos foram ajudados por um homem que passava pelo local e se assustou com a situação. “Eu estava indo buscar minha mãe no serviço, quando vi o carro parado na esquina tomado pela água. Ela (a motorista) e a criança já estavam fora, mas mesmo assim corri para ajudar”, revela o barbeiro Valdenir de Góis Junior, de 28 anos.

O rapaz ajudou mãe e filho a irem para a beira da via, onde a água já não oferecia riscos. Valdenir estava de casaco e logo ofereceu a motorista, que chegou a acreditar que entraria em trabalho de parto no meio da situação.

Ao presenciar o socorro, um morador da região também se aproximou para ajudar e, com uma coberta, protegeu mãe e filho da chuva.

Equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada e prestou atendimento a condutora no local. Minutos depois, Hudson Palácios, agente de saneamento e esposo de Franscilaine, chegou ao local. Segundo ele, a mulher voltava para casa, quando tudo aconteceu.

“Quando eu cheguei já tinha acabado a chuva e ela estava sendo socorrida. Pelo que ela me contou, a chuva não estava tão forte, mas o carro enroscou em galhos e entulhos no meio da rua e, de repente, tudo ficou encoberto”, revelou.


De acordo com os Bombeiros, a mulher foi encaminhada para a maternidade Cândido Mariano para avaliação médica.

Para quem mora na região, esse foi só mais um incidente provocado pela má-condição da via, no local. “É normal chover e ficar assim. Carros sempre atolam e ninguém faz nada pela região. Para ajudar, muita gente vem aqui só para jogar lixo”, revelou um morador, que se identificou apenas como Isaías.

No início da semana, o Campo Grande News esteve no local e registrou a reclamação de outros moradores. Com a chuva da última segunda-feira (22), além de se transformar em um rio, a Rua EW-1 ganhou três “cachoeiras”. No bairro, a maioria das ruas não são asfaltadas e os problemas se repetem a cada chuva.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Dólar termina semana em queda, mas ainda acima de R$ 4
MATO GROSSO DO SUL
Governo convoca candidatos de concursos PM e Bombeiros para entrega de Formulário de Investigação Social
CAGED
Dourados fecha abril com quase 500 novos postos de trabalho
BRASIL
Marinho: Reforma da Previdência pode ser votada no 1º semestre
NOVE ANOS DEPOIS
Fazendeiros são condenados por acidente com gado solto na pista
ECONOMIA
Governo assina termo cooperação técnica para reformulação do Regime de previdência
ANASTÁCIO
Polícia encontra quase 200kg de maconha no porta-malas de veículo
ECONOMIA
Abril tem a maior criação de emprego formal para o mês desde 2013
DECOR
Parede de giz na cozinha pode dar um toque especial no decor
APÓS INVESTIGAÇÃO
Polícia conclui que atentado registrado por vereadora foi acidente de trânsito

Mais Lidas

DOURADOS
Preso em operação estava sob monitoramento por assalto
DOURADOS
Vereadora vai à delegacia e diz ser vítima de atentado
DOURADOS
Ciclista atropelado na Marcelino morre após meses de tratamento
DOURADOS
Preso é encontrado morto na PED em mesmo raio onde ocorreu pente-fino
Rapaz estava enforcado em uma das celas da unidade penal