Menu
Busca sábado, 26 de maio de 2018
(67) 9860-3221
BANNER CORPAL TOPO SITE

Geraldo cobra de telefônica sinal de celular em distritos

08 junho 2011 - 09h20

O deputado federal Geraldo Resende (PMDB-MS), em audiência nesta terça-feira, 7, cobrou de representantes da empresa telefônica ‘Oi’, a implantação de telefonia móvel para dois distritos, um assentamento e para o mais novo município sul-mato-grossense, Paraíso das Águas. O deputado também solicitou informações sobre a expansão de serviços de internet banda larga a escolas públicas.


A reunião ocorreu no gabinete da Primeira Suplência da Câmara Federal e contou com a presença de João Henrique Abreu, executivo de Relações Institucionais para Mato Grosso do Sul, e Murilo Delgado Laranjeira, relações governamentais da companhia telefônica. Geraldo fez um histórico quando demonstrou que em 2009, o assentamento Nova Itamarati, que comporta mais de 16 mil habitantes, seria contemplado com o serviço de telefonia celular.


Na oportunidade, o deputado também apresentou as demandas dos distritos de Itahum, no município de Dourados, e Culturama, em Fátima do Sul, que também não são atendidos por telefonia móvel. “Ao todo são mais de 23 mil habitantes do Estado que residem em localidades que não têm sinal para celular”, explicou Geraldo.


“Atualmente, celular não é mais luxo, o telefone móvel incrementa os serviços e o comércio, estreita as relações e dá celeridade a trâmites. O celular faz parte do desenvolvimento de cada região”, defendeu Geraldo.


Os representantes da telefônica informaram que realizaram um estudo de viabilidade para a implantação do serviço. “É a solicitação de toda a população e das lideranças políticas. Responderemos aos pleitos do deputado Geraldo”, respondeu Laranjeira.


Internet


Geraldo também solicitou informações sobre o Plano Nacional de Banda Larga, que obriga as operadoras a instalar internet em escolas públicas. A seleção dessas escolas é realizada pelo Ministério da Educação e leva em conta os índices de desempenho dos alunos. “Várias unidades educacionais possuem computador, mas estão subutilizados. Temos que expandir e democratizar o acesso à rede mundial de computadores.


A próxima ação do deputado é estender o programa para as escolas rurais. “A Escola Estadual Nova Itamarati, por exemplo, abriga quase dois mil alunos e não pode usar os 25 computadores por não ter internet”, finalizou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZ
De topless, Bruna Marquezine deixa tatuagem a mostra em foto
11 PAÍSES
Festival América do Sul Pantanal movimenta Corumbá até domingo
JUSTIÇA
Empresa de TV por assinatura é condenada por cobrar valor indevido
COSTA RICA
Bombeiro salva bebê engasgado orientando a mãe através do telefone
FUTEBOL
Lista de 35 de Tite para a Copa tem três novatos: Dedé, Maicon e Paquetá
PRESO
OAB caça registro de ex-juiz condenado por tentar matar magistrado
CAMINHONEIROS
Greve faz TRT/MS adiar prova do processo seletivo de estagiários
CASO DOROTHY STANG
Ministro do STF manda soltar fazendeiro condenado em 2ª instância
BANDEIRA VERMELHA
Bandeira tarifária ficará no patamar mais alto em junho, diz Aneel
ECONOMIA
Parceria garante indústria de fertilizantes para Rio Brilhante

Mais Lidas

DOURADOS
Homem é preso revendendo gasolina em lava-rápido
R$ 6,50 O LITRO
Preso vendendo gasolina em lava-rápido responderá por crime ambiental
PROTESTOS
Temer autoriza uso de forças federais para desbloquear rodovias
DOURADOS
Dupla invade contramão, rouba jovem e acaba presa