Menu
Busca segunda, 20 de maio de 2019
(67) 9860-3221

Geraldo cobra de telefônica sinal de celular em distritos

08 junho 2011 - 09h20

O deputado federal Geraldo Resende (PMDB-MS), em audiência nesta terça-feira, 7, cobrou de representantes da empresa telefônica ‘Oi’, a implantação de telefonia móvel para dois distritos, um assentamento e para o mais novo município sul-mato-grossense, Paraíso das Águas. O deputado também solicitou informações sobre a expansão de serviços de internet banda larga a escolas públicas.


A reunião ocorreu no gabinete da Primeira Suplência da Câmara Federal e contou com a presença de João Henrique Abreu, executivo de Relações Institucionais para Mato Grosso do Sul, e Murilo Delgado Laranjeira, relações governamentais da companhia telefônica. Geraldo fez um histórico quando demonstrou que em 2009, o assentamento Nova Itamarati, que comporta mais de 16 mil habitantes, seria contemplado com o serviço de telefonia celular.


Na oportunidade, o deputado também apresentou as demandas dos distritos de Itahum, no município de Dourados, e Culturama, em Fátima do Sul, que também não são atendidos por telefonia móvel. “Ao todo são mais de 23 mil habitantes do Estado que residem em localidades que não têm sinal para celular”, explicou Geraldo.


“Atualmente, celular não é mais luxo, o telefone móvel incrementa os serviços e o comércio, estreita as relações e dá celeridade a trâmites. O celular faz parte do desenvolvimento de cada região”, defendeu Geraldo.


Os representantes da telefônica informaram que realizaram um estudo de viabilidade para a implantação do serviço. “É a solicitação de toda a população e das lideranças políticas. Responderemos aos pleitos do deputado Geraldo”, respondeu Laranjeira.


Internet


Geraldo também solicitou informações sobre o Plano Nacional de Banda Larga, que obriga as operadoras a instalar internet em escolas públicas. A seleção dessas escolas é realizada pelo Ministério da Educação e leva em conta os índices de desempenho dos alunos. “Várias unidades educacionais possuem computador, mas estão subutilizados. Temos que expandir e democratizar o acesso à rede mundial de computadores.


A próxima ação do deputado é estender o programa para as escolas rurais. “A Escola Estadual Nova Itamarati, por exemplo, abriga quase dois mil alunos e não pode usar os 25 computadores por não ter internet”, finalizou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EMPREGO
De auxiliar de pedreiro a analista laboratorial, Funtrab oferece mais de 700 vagas em MS; 118 só em Dourados
RIO BRILHANTE
Abordagem em posto de combustíveis termina com apreensão de carga de maconha
TRÊS LAGOAS
Etapa dos Jogos Escolares da Juventude de MS define finalistas
BRASIL
Reforma tributária será apresentada após aprovação da Previdência
DOURADOS
Délia decreta estado de emergência por desmoronamento na Presidente Vargas
DOURADOS
Câmara volta atrás e antecipa sessão ordinária para hoje a tarde
BRASIL
Onze pessoas são mortas em chacina em Belém do Pará
CORUMBÁ
Integrantes de facção criminosa são presos acusados de decapitar rival
ÁGUA CLARA
Passageiro é preso levando maconha dentro de ônibus
SÉRIE D
Jogador pede desligamento do Corumbaense após homens armados invadirem alojamento

Mais Lidas

RODOVIÁRIA
Mulher é presa em Dourados com maconha que seria entregue no RS
DOURADOS
Mulheres são presas ao tentar levar droga para maridos na PED
DOURADOS
Guarda flagra adolescentes bebendo vodka durante a madrugada no Centro
REGIÃO
Após capotamento de caminhonete, PM apreende 1 tonelada de maconha em Laguna Carapã