Menu
Busca quarta, 17 de outubro de 2018
(67) 9860-3221

Empresários recebem equipamentos de segurança após compra coletiva

10 dezembro 2012 - 13h17





Empresários dos setores da indústria cerâmica e de artesanato que integram o APL (Arranjo Produtivo Local) Cerâmico Terra Cozida do Pantanal receberam na tarde da última sexta-feira (7), na sede da Cerâmica Campo Grande, em Rio Verde-MS, os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) adquiridos por meio da Central de Negócios.



Durante a entrega estiveram presentes representantes do Sebrae/MS e de empresas envolvidas na ação, das 19 que o APL conta hoje. Com esta primeira iniciativa de compra coletiva, o grupo registrou economia de 38,71%, quando analisada a possibilidade da aquisição de forma individual.



“As empresas âncoras fizeram essa mobilização e, agora, a ideia é que todos ingressem. Em poucas semanas esperamos aprovar novos produtos para serem negociados e, mais para frente, pensaremos em vendas e marketing em conjunto”, explica Deoclides Gomes da Silva, presidente do APL.



Orivaldo Lachi, gerente geral de uma das empresas participantes, afirma ter ficado surpreso com o resultado, pois cada empresário tem uma forma de negociar. “Acho que depois de ter dado certo uma vez, tem tudo para deslanchar, pois temos muitas áreas em que podemos atuar juntos”, completa.

A união também é o caminho apontado por Reus Fornari, diretor de outro empreendimento no ramo de cerâmica. “Teremos sempre concorrentes de outros Estados e, por isso, é preciso nos unir. Além de baratear os custos, ganhamos força de atuação no mercado”, reforça.



A ferramenta Central de Negócios, cuja metodologia foi elaborada pela entidade de apoio à micro e pequena empresa, auxilia empreendedores a formarem uma organização empresarial que, através de ações conjuntas (compras, vendas e divulgação) buscam aumentar a competitividade e a lucratividade dos participantes.



“A tendência é que sejam feitas mais reduções de despesas, já que estas empresas têm muito potencial de compra em volume e bastante variedade de itens”, afirma Luzicarla Softov, técnica do Sebrae na região norte do MS.



APL

O APL Cerâmico Terra Cozida do Pantanal foi criado em 2003 por iniciativa de ceramistas dos municípios de Rio Verde, Coxim e São Gabriel do Oeste. Entre os produtos fabricados estão desde cerâmicas artesanais e esmaltadas até tijolos, telhas, e objetos artesanais; todos industrializados ou produzidos à base de argilas extraídas na região.



De acordo com dados do Sindicer MS, no polo cerâmico que engloba os três municípios do norte de Mato Grosso do Sul estão instaladas indústrias que, juntas, são responsáveis pela produção mensal de 100% das lajotas rústicas, 2% das telhas e 41% de blocos cerâmicos produzidos no Estado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAU
Natália Casassola posa seminua em sessão de fotos sensuais
CORUMBÁ
Rapaz defende mulher em briga de casal e acaba assassinado;
ESPORTES
MS garante vaga na série A do Brasileiro de Futebol para Amputados
SAÚDE
Desafios na prescrição de agrotóxicos é tema de palestra em Dourados
UEMS
Núcleo de Línguas abre inscrições para provas de proficiência
SOLIDARIEDADE
Amambai se une na busca por idoso de 86 anos desaparecido
PROSEGUR
Oito brasileiros são condenados por mega-assalto no Paraguai
TRÁFICO
Jovens são flagrados com droga que seria entregue no Guarujá
ELEIÇÕES 2018
Denúncias de fraude em urnas serão registradas on-line
FUTEBOL
STJD nega recurso e Sassá está fora da final da Copa do Brasil

Mais Lidas

DOIS DIAS DEPOIS
Servidora pública é encontrada nos fundos de residência que estava para alugar
DOURADOS
Cinco anos após crime, acusados pela morte de vendedor douradense vão a júri popular
DOURADOS
Familiares continuam na busca por mulher desaparecida e criticam falsos alertas
FLAGRANTE
Polícia fecha “distribuidora” de drogas em Dourados