Menu
Busca quinta, 19 de julho de 2018
(67) 9860-3221

Empresários recebem equipamentos de segurança após compra coletiva

10 dezembro 2012 - 13h17





Empresários dos setores da indústria cerâmica e de artesanato que integram o APL (Arranjo Produtivo Local) Cerâmico Terra Cozida do Pantanal receberam na tarde da última sexta-feira (7), na sede da Cerâmica Campo Grande, em Rio Verde-MS, os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) adquiridos por meio da Central de Negócios.



Durante a entrega estiveram presentes representantes do Sebrae/MS e de empresas envolvidas na ação, das 19 que o APL conta hoje. Com esta primeira iniciativa de compra coletiva, o grupo registrou economia de 38,71%, quando analisada a possibilidade da aquisição de forma individual.



“As empresas âncoras fizeram essa mobilização e, agora, a ideia é que todos ingressem. Em poucas semanas esperamos aprovar novos produtos para serem negociados e, mais para frente, pensaremos em vendas e marketing em conjunto”, explica Deoclides Gomes da Silva, presidente do APL.



Orivaldo Lachi, gerente geral de uma das empresas participantes, afirma ter ficado surpreso com o resultado, pois cada empresário tem uma forma de negociar. “Acho que depois de ter dado certo uma vez, tem tudo para deslanchar, pois temos muitas áreas em que podemos atuar juntos”, completa.

A união também é o caminho apontado por Reus Fornari, diretor de outro empreendimento no ramo de cerâmica. “Teremos sempre concorrentes de outros Estados e, por isso, é preciso nos unir. Além de baratear os custos, ganhamos força de atuação no mercado”, reforça.



A ferramenta Central de Negócios, cuja metodologia foi elaborada pela entidade de apoio à micro e pequena empresa, auxilia empreendedores a formarem uma organização empresarial que, através de ações conjuntas (compras, vendas e divulgação) buscam aumentar a competitividade e a lucratividade dos participantes.



“A tendência é que sejam feitas mais reduções de despesas, já que estas empresas têm muito potencial de compra em volume e bastante variedade de itens”, afirma Luzicarla Softov, técnica do Sebrae na região norte do MS.



APL

O APL Cerâmico Terra Cozida do Pantanal foi criado em 2003 por iniciativa de ceramistas dos municípios de Rio Verde, Coxim e São Gabriel do Oeste. Entre os produtos fabricados estão desde cerâmicas artesanais e esmaltadas até tijolos, telhas, e objetos artesanais; todos industrializados ou produzidos à base de argilas extraídas na região.



De acordo com dados do Sindicer MS, no polo cerâmico que engloba os três municípios do norte de Mato Grosso do Sul estão instaladas indústrias que, juntas, são responsáveis pela produção mensal de 100% das lajotas rústicas, 2% das telhas e 41% de blocos cerâmicos produzidos no Estado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FRONTEIRA
Oficial de Justiça é feita refém por homem revoltado com intimação
SELEÇÃO
Corpo de Bombeiros de MS abre inscrições para voluntários músicos
NAVIRAÍ
Mulher que descobriu gravidez aos 7 meses dá a luz no banheiro de casa
FIQUE ATENTO
Os homens também devem se preocupar com a saúde
SUDESTE DO BRASIL
Santo Antônio do Pinhal tem muita aventura de adrenalina
MENINAS ADOLESCENTES
Look do Dia: o visu nude deu match com o cabelo lavanda da Ariana Grande
MS-156
Traficantes abandonam caminhonete com mais de 1t de maconha
QUINTA DO CHOCOLATE
Sem demora: bolo de chocolate no microonda fica pronto em 10 minutos
COM INVERNO SECO
Colorido dos ipês contrasta com "poeira típica" douradense
APREENSÃO DE DROGAS
Quase uma tonelada de maconha é apreendida pela PRF em veículo furtado

Mais Lidas

DOURADOS
“Aqui é PCC!”, disseram atiradores que mataram dupla
DOURADOS
Maconha apreendida em caminhão e casa no Água Boa totalizou mais de 4,3t
CAMPO GRANDE
Douradense é preso acusado de ser mandante de tentativa de roubo de avião
PONTA PORÃ
Jovem diz que recebeu 25 kg de maconha como pagamento por sexo