Menu
Busca domingo, 25 de agosto de 2019
(67) 9860-3221
TJ/MS

Coordenadora da Mulher debate violência de gênero em Genebra

16 julho 2019 - 21h50Por Da redação

Responsável pela Coordenadoria da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar de Mato Grosso do Sul, a juíza Jacqueline Machado está em Genebra, na Suíça, para participar como debatedora de duas mesas redondas no evento “Derechos y Progreso para todos los Niños en la Era de los ODS”, realizado no Palácio das Nações, sede europeia das Nações Unidas (ONU). 

A magistrada representou o TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) e a Cátedra Unesco de Gênero, Diversidade Cultural e Fronteiras da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados), que faz parte de projetos de pesquisa. Todos os custos com a viagem, hospedagem e participação foram pagos pela própria juíza.

O curso integra professores de outras cátedras como da Argentina, Colômbia, Chile e Espanha e é patrocinada pela OIDEL, entidade internacional e não governamental, com fins educacionais.

Jacqueline integrou, nesta terça-feira, dia 16 de julho, a mesa “Discriminação baseada no gênero: O desafio foi superado?”. Na quinta-feira (18) ela participa como debatedora da mesa redonda intitulada “Crianças e Adolescentes em situação de vulnerabilidade (rua, trabalho e exploração sexual): entre a violência e a invisibilidade”.

“Falei hoje sobre a desigualdade de gênero, os números da violência contra a mulher no Brasil e no Mato Grosso do Sul, além dos projetos que já implementamos na Coordenadoria da Mulher”, relatou ela, que considerou riquíssima a experiência no evento. 

“Ouvi testemunhos muito fortes de mulheres que foram violadas em seus direitos e pude conhecer as situações de outros países quanto à desigualdade entre homens e mulheres, bem como práticas positivas para a mudança”, finalizou contando que o consenso entre os participantes é que a mudança só é possível com a educação para a equidade de gênero.

Participaram da mesa o advogado do escritório da ONU para a defesa dos povos indígenas Andrés Castilho, professor da Faculdade de Direito de Genebra; Gladys Acosta Brandrup, professora e conselheira municipal de Vernier, e Andrés Del Castillo, assessor  jurídico sênior do DOCIP.

Agenda 2030

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) são uma coleção de 17 metas globais, estabelecidas pela Assembleia Geral das Nações Unidas e fazem parte da Resolução 70/1 da Agenda 2030. Entre as metas que devem ser alcançadas por todas as nações estão a igualdade de gênero e a justiça social, temas relacionados com a atuação do Poder Judiciário no Brasil.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÂNSITO
Idosa capota veículo em acidente na Capital
CAMPO GRANDE
Homem furta caminhão carregado de grama em viveiro de mudas
RIO BRILHANTE
Família encontra mulher morta após vítima passar mal durante a noite
FUTEBOL
Brasileirão promete fortes emoções neste domingo; confira os jogos
LUTO
Atriz e escritora Fernanda Young morre aos 49 anos
CAMPO GRANDE
Incêndio atinge 200 metros de mato em área ao lado do aterro sanitário
RURAL
País desenvolve tecnologia para lavouras mais resistentes ao calor
TRÊS LAGOAS
Carro dos Correios é furtado em MS enquanto motorista entregava provas do Encceja
DOURADOS
Adolescente pede socorro e leva Guardas até casa onde droga era comercializada
DOURADOS
Ladrão é preso após mulher denunciar furto em obra na região do Izidro Pedroso

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher tem dedo amputado após empilhadeira a atingir enquanto fazia compras
DOURADOS
Após “falsa corrida”, motorista de aplicativo tem carro levado por bandido que se envolve em acidente e é preso
HOSPITAL DA VIDA
Órgãos de jovem que morreu em acidente são captados e levados para quatro cidades
POLÍCIA
Mulheres são presas por tráfico em Dourados