Menu
Busca domingo, 15 de julho de 2018
(67) 9860-3221

Comissão aprova relatório de Delcídio que regulamenta o FDCO

19 dezembro 2012 - 15h27




A Comissão Mista Especial do Congresso Nacional, criada para analisar a Medida Provisória 581/2012 que regulamenta o Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste (FDCO), aprovou nesta quarta-feira, 19 de dezembro, o novo relatório do senador Delcídio Amaral (PT-MS) sobre o tema. Delcídio havia apresentado uma primeira versão do relatório na semana passada, mas os parlamentares pediram vista coletiva para que o documento abrigasse as últimas sugestões de mudanças.



O parlamentar sul-mato-grossense disse que , com a aprovação do FDCO , o Centro-Oeste passará receber o mesmo tratamento dado as Regiões Norte e Nordeste.



“Historicamente, os sucessivos governo sempre deram um tratamento para o Centro-Oeste diferente do Norte e do Nordeste, ignorando que a realidade da nossa região não é fácil, especialmente nas áreas de fronteira. O que nós fizemos foi, primeiro, equiparar as mesmas regras que existem hoje para o Nordeste e o Norte, ou seja, ter um Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste com o mesmo desenho do Fundo de Desenvolvimento da Amazônia e do Nordeste, dando um tratamento isonômico às três regiões. Propomos também a criação de um Banco de Desenvolvimento do Centro-Oeste. Na proposta inicial, o Banco do Brasil e a CEF fariam esse papel. Como nós temos, em Brasília, o BRB, ele pode, eventualmente, no futuro, se transformar num Banco de Desenvolvimento do Centro-Oeste, como há o Basa na Amazônia e o Banco do Nordeste”, explicou o senador.



Delcídio destacou outros avanços importantes do relatório aprovado nesta quarta-feira.



“Criamos oportunidades para as cooperativas de crédito , que têm uma capilaridade muito grande em toda a região Centro-Oeste. Previmos também incentivos, com desconto no imposto de renda até 2018, para projetos que estão se instalando na região Centro-Oeste. Mexemos nas taxas de juros dos financiamentos porque os bancos estão ganhando muito e é hora deles se alinharem com a nova realidade de mercado”, disse.



O relatório de Delcídio faz também previsão de recursos para o FDCO.



“Para o Centro-Oeste nós temos R$1,4 bilhão. Em 10 anos, isso se repetindo, são R$14 bilhões investidos em projetos importantes na região, sem falar no FCO, que já tem como dotação orçamentária aproximadamente R$2,63 bilhões para 2013. Com tudo isso, a partir de agora o Centro-Oeste vai dispor de mecanismos que garantirão seu desenvolvimento econômico e a inclusão social , para eliminar, gradualmente, as desigualdades regionais com o Sul e o Sudeste”, acredita o senador.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Celular roubado no ano passado é recuperado próximo a Ceim
BARBÁRIE
Mulher é morta a facadas em Amambai
REGIÃO DO PANTANAL
Vacinação contra febre aftosa termina nos próximos dias
ÉÉÉ CAMPEÃOOO
França bate Croácia e fica com o bi mundial
SAÚDE
Saiba como se prevenir contra as doenças do inverno
UFGD
Inscrições de trabalho para Encontro de pesquisadores terminam hoje
CAMPO GRANDE
Motorista embriagado é preso ao se envolver em acidente com morte
INVERNO
MS deve ter mais um período "gelado" em julho
DOURADOS
Homem tem moto furtada ao estacionar na frente da própria casa
MS-156
Rapaz morre após ser atropelado duas vezes em rodovia

Mais Lidas

VILA SÃO FRACISCO
Dupla é presa por tentativa de arrombamento de caixa eletrônico
NOVA ANDRADINA
Advogada morre após veículo que dirigia cair em uma ribanceira
RESIDENCIAL BONANZA
Homem atropela casal em Dourados após ser contrariado
DOURADOS
Homem é atropelado após “roletar” avenida com bicicleta motorizada