Menu
Busca quarta, 24 de abril de 2019
(67) 9860-3221
HOMICÍDIO

Suspeito de assassinar a facadas major do Exército é preso

16 abril 2019 - 09h53Por Da Redação

A polícia prendeu na madrugada desta terça-feira (16/4) o suspeito de assassinar a facadas o major da reserva do Exército, Paulo Setterval. O crime ocorreu na noite de domingo (14/4), em frente a um hotel na cidade de Bonito. 

Segundo o Midiamax, o suspeito foi preso por volta das 3h. O delegado responsável pelo caso não entrou em mais detalhes do caso.

Uma coletiva está prevista para ocorrer na Capital. 

O nome do suspeito seria Bruno. Imagens de câmeras de segurança do hotel que flagraram o crime mostram o suspeito pedindo um cigarro para o major, que estava fumando no local e quando o pedido foi negado, o rapaz desferiu uma facada no tórax do homem.

Após cometer o crime, o suspeito teria ido até em casa e queimado algumas roupas, o que também está sendo apurado pela polícia.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Mulher é roubada ao esperar ônibus próximo ao HU
DOURADOS
Falta de material atrasa manutenção pública e esquina "interditada" leva perigo a usuários
DOURADOS
Jovem cai em golpe pela internet e perde mais de R$ 4 mil em assalto
SHOWBIZZ
Luísa Sonza nega pausa na carreira para cuidar do marido
BILATERAL
Kim Jong-un chega à Rússia para encontro com Vladimir Putin
ELEIÇÃO
Secretário de Saúde de MS toma posse como vice-presidente do Conass
LOTERIA
Mega-Sena acumulada pode pagar prêmio de R$ 90 milhões nesta quarta
SONORA
Mãe e filha ficam em estado grave ao serem atingidas por motociclista bêbado
UNIGRAN
11ª Jornada de Comunicação inicia nesta quarta-feira em Dourados
APOSENTADORIA
Após quase 9 horas, CCJ aprova parecer a favor da reforma da Previdência

Mais Lidas

DOURADOS
Preso é baleado ao estourar cadeado de cela para buscar ‘encomenda’ no pátio da PED
DOURADOS
Preso baleado na perna tentava pegar malote com 13 celulares
IMPASSES
UFGD "desafia" MEC e Ministério pede realização de nova eleição para Reitoria
DOURADOS
Homem morre no HV após ser espancado e polícia suspeita de latrocínio