Menu
Busca quarta, 17 de julho de 2019
(67) 9860-3221

Sindicato dos motoristas protesta e ameaça fechar fronteira Brasil-Bolívia

13 junho 2011 - 10h42

O sindicato dos motoristas da Bolívia realiza desde o início da manhã desta segunda-feira (13), um protesto na fronteira que liga o município de Corumbá ao território boliviano. A mobilização é contra a medida de legalizar carros sem documentos na Bolivia.

Na manhã desta segunda, a passagem ainda está liberada, porém os manifestantes prometem fechar a fronteira. A previsão é de que a manifestação dure 24 horas.

A manifestação foi anunciada na última quarta-feira (8), quando o presidente Evo Morales aprovou a lei que dará um prazo de 15 dias para a regularização de carros sem documentos no país.

De acordo com o site Capital News, a categoria alega que o governo está incentivando a ilegalidade, já que muitos veículos vendidos na Bolívia são para financiar o tráfico de drogas.

No dia seguinte à aprovação desta lei, o Exército boliviano intensificou a fiscalização na fronteira. Segundo estimativas da polícia no Brasil, de dez carros que circulam irregularmente na Bolívia quatro são brasileiros.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Agronegócio
Geada não afeta estimativa de produtividade e milho deve ter safra recorde em MS
A DONA DO PEDAÇO
Chiclete descobre bomba sobre Vivi
JULHO AMARELO
Saúde desenvolve campanha sobre IST e Hepatites Virais em Dourados
SIDROLÂNDIA
Guarda noturno atira contra homem e o fere na boca e costas
FRONTEIRA
Veículo furtado que seria trocado por droga no Paraguai é recuperado
JUSTIÇA
Corretor é condenado a repassar R$ 45 mil de comissão de corretagem
DOURADOS
Homem é preso tentando furtar envelope com R$ 3,8 mil de cliente de banco
Iluminação Pública
Mesmo com cobrança suspensa, prefeitura prevê R$ 18 milhões com Cosip em 2020
BRASIL
PIB recua 0,8% no trimestre encerrado em maio, diz FGV
DEBATE
Audiência no dia 22 trata de projeto que extingue cargos indígenas

Mais Lidas

DOURADOS
Coordenadora de Ceim é exonerada e pais fazem abaixo-assinado para tentar mantê-la
POLÍCIA
Investigação vê indícios de relação entre homicídios no Jardim Pantanal e Guanabara
DOURADOS
Assassinado em conveniência já cumpriu pena por tráfico e lavagem de dinheiro
DOURADOS
Upiran entrega carta de demissão a Délia e aguarda substituto para deixar Educação