Menu
Busca quinta, 23 de maio de 2019
(67) 9860-3221

Sindicato dos motoristas protesta e ameaça fechar fronteira Brasil-Bolívia

13 junho 2011 - 10h42

O sindicato dos motoristas da Bolívia realiza desde o início da manhã desta segunda-feira (13), um protesto na fronteira que liga o município de Corumbá ao território boliviano. A mobilização é contra a medida de legalizar carros sem documentos na Bolivia.

Na manhã desta segunda, a passagem ainda está liberada, porém os manifestantes prometem fechar a fronteira. A previsão é de que a manifestação dure 24 horas.

A manifestação foi anunciada na última quarta-feira (8), quando o presidente Evo Morales aprovou a lei que dará um prazo de 15 dias para a regularização de carros sem documentos no país.

De acordo com o site Capital News, a categoria alega que o governo está incentivando a ilegalidade, já que muitos veículos vendidos na Bolívia são para financiar o tráfico de drogas.

No dia seguinte à aprovação desta lei, o Exército boliviano intensificou a fiscalização na fronteira. Segundo estimativas da polícia no Brasil, de dez carros que circulam irregularmente na Bolívia quatro são brasileiros.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CONTRABANDO
Após perseguição, Polícia apreende 7,5 mil pacotes de cigarros
POLÍTICA
Bolsonaro volta a defender mudanças na CNH e fim dos radares
CAMPO GRANDE
Jovem grávida é agredida, desmaia e acorda sendo estuprada
UNIGRAN
Jornada de Psicologia vai abordar trajetos e conquistas em 20 anos de história
MEIO AMBIENTE
Conciliação: danos ao Rio da Prata serão reparados por responsáveis
TRÊS LAGOAS
PMA realiza Educação Ambiental a 50 alunos de escola pública
JUDICIÁRIO
Maioria no STF vota para enquadrar homofobia como crime de racismo
DOURADOS
Servidora da UEMS lança livro sobre Letramento Digital nesta sexta
RIBAS DO RIO PARDO
Homem é preso e confessa que estuprava a sobrinha de 9 anos
SELEÇÃO
Marinha abre concurso para 90 vagas para o Corpo Auxiliar de Praças

Mais Lidas

POLÍCIA
Após pescaria, marido encontra desconhecido na frente de casa e ameaça mulher com arma em Dourados
DOURADOS
Preso em operação estava sob monitoramento por assalto
PEDRO JUAN
Três suspeitos de chacina na fronteira são presos pela polícia paraguaia
PEDRO JUAN
Seis morrem e uma criança fica ferida após ataque de pistoleiros na fronteira