Menu
Busca terça, 12 de novembro de 2019
(67) 9860-3221

SENAD e PF destroem 94 toneladas de maconha no PY

26 maio 2011 - 14h53

Secretária Nacional Antidrogas do Paraguai com a participação da Policia Federal do Brasil, destruíram nesta semana durante a Operação ‘Nova Aliança IV’, mais de 50 hectares de plantação de maconha e um total de 94 toneladas de maconha em terras paraguaias. Com apoio da Força Aérea.

As plantações foram divididas em 28 parcelas. Também foi queimado mais de 53 toneladas de maconha cortada, ensacado e pronto para ser prensada.
Cerca de 26 acampamentos foram destruídos, 945 quilos de sementes, 90 quilos de maconha prensada, duas motocicletas e 72 bolas de cera de haxixe.

SENAD, através de seu braço operacional executa essas tarefas com o apoio logístico da Polícia Federal do Brasil, sob o compromisso mútuo de ambos os países na luta contra a produção e o tráfico de maconha na região. Paraguai produz 80% da maconha comercializada no brasileiro.

(Informações do SENAD)

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÊS LAGOAS
Homem não aparece para trabalhar e é encontrado morto em fazenda
LIMITE MAIOR
Senado Federal aprova saque do FGTS de até R$ 998; texto vai à sanção
ANTT
Agência adia decisão sobre redução de pedágio na rodovia BR-163
POLÍTICA
Comissão vota contra MP que desobriga publicar balanços em jornais
CAMAPUÃ
Polícia prende motorista com 732 quilos de maconha em rodovia
MINISTÉRIO PÚBLICO
Conselho proíbe exames ginecológicos em candidatas aprovadas
POLÍTICA
Duas chapas disputam mandato tampão em eleição suplementar de Japorã
UEMS
Abertas inscrições para processo seletivo de professor temporário
SAÚDE
Nelsinho Trad faz palestra sobre câncer de próstata e recorda prevenção
CAMPO GRANDE
Homem é preso após invadir casa, amarrar, ameaçar e roubar idoso

Mais Lidas

BR-163
Motorista morre ao bater de frente com carreta em Dourados
DOURADOS
Acidente mata uma pessoa próximo a Embrapa
DOURADOS
Homem sofre acidente de trabalho e morre após ter 80% do corpo queimado
DOURADOS
Morto em acidente prestava serviços a indústria e teria invadido pista contrária