Menu
Busca domingo, 19 de maio de 2019
(67) 9860-3221

SENAD e PF destroem 94 toneladas de maconha no PY

26 maio 2011 - 14h53

Secretária Nacional Antidrogas do Paraguai com a participação da Policia Federal do Brasil, destruíram nesta semana durante a Operação ‘Nova Aliança IV’, mais de 50 hectares de plantação de maconha e um total de 94 toneladas de maconha em terras paraguaias. Com apoio da Força Aérea.

As plantações foram divididas em 28 parcelas. Também foi queimado mais de 53 toneladas de maconha cortada, ensacado e pronto para ser prensada.
Cerca de 26 acampamentos foram destruídos, 945 quilos de sementes, 90 quilos de maconha prensada, duas motocicletas e 72 bolas de cera de haxixe.

SENAD, através de seu braço operacional executa essas tarefas com o apoio logístico da Polícia Federal do Brasil, sob o compromisso mútuo de ambos os países na luta contra a produção e o tráfico de maconha na região. Paraguai produz 80% da maconha comercializada no brasileiro.

(Informações do SENAD)

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAUUUUU!!
Miss Brasil Julia Horta mostra corpão de biquíni: perfeita
DOURADOS
Inteligência de mercado transforma dados em informações para ampliar os negócios
BRASIL
Acesso ao Seguro DPVAT pode ser facilitado em caso de lesão permanente pós-acidente
MATO GROSSO DO SUL
Coordenadora quer Núcleo Integrado para proteção da infância
ECONOMIA
Rota Bioceânica vai transformar MS em “hub” logístico da América do Sul
TV
Tiago Iorc é primeiro convidado em retorno da série Acústico MTV
CAPITAL
Quadrilha é desarticulada e polícia apreende 3,6 t de droga e 13 veículos
COXIM
Criminoso morre em confronto com a polícia
SEMANA ESPÍRITA
Seleta realiza churrasco beneficente amanhã em Dourados
EXPERIMENTO BANANA
Domingo tem teatro gratuito na Praça Antônio João

Mais Lidas

DOURADOS
Internos do Semiaberto são flagrados com droga e bebida em ônibus que os levava para trabalhar
DOURADOS
Encontro de carros antigos começa hoje e vai até amanhã no Centro de Convenções
DOURADOS
Homem é baleado durante a madrugada na Vila Cachoeirinha
JUTI
Catador de recicláveis é assassinado a pauladas