Menu
Busca quarta, 12 de agosto de 2020
(67) 99659-5905

Representantes das Lojas Americanas esclarecem caso de agressão

24 maio 2011 - 11h41

Representantes das Lojas Americanas, em audiência na manhã desta terça-feira (24), apresentaram na Câmara Municipal sua versão a respeito da agressão ao cliente Marcio Antonio de Souza, ocorrida há um mês, depois de abordagem que teria sido motivada pela suspeita de furto de ovos de Páscoa.

Conforme informações do site Campo Grande News, o advogado da empresa, Silzemar Mendonça, disse aos vereadores que as Lojas Americanas “repudiam e não aceitam qualquer tipo de agressão”, mas manteve a tese de que o vigilante Décio Garcia de Souza agiu em “legítima defesa”.

Décio normalmente não atuava nas Lojas Americanas, mas, por ser chefe da segurança na empresa FV (que é responsável pelo serviço nas Americanas), teria sido deslocado para reforçar a vigilância na loja em virtude do grande movimento da véspera da Páscoa.

Ainda de acordo com Mendonça as fitas entregues à polícia mostram Márcio dando empurrões em Décio enquanto era conduzido à sala da gerência da loja. Isto comprovaria a alegação de que o vigilante agiu em reação às atitudes de Marcio. A empresa de vigilância teria afastado Décio das funções temporariamente, enquanto a polícia investiga o caso.

A posição oficial das Lojas Americanas é aguardar a conclusão das investigações e da atuação do judiciário a respeito do ocorrido e em momento algum a empresa assumiu qualquer tipo de responsabilidade pelo ocorrido.

No plenário, Marcio, acompanhado de sua advogada Regina Bezerra, apenas assistiu à explanação do advogado da empresa, mas aceitou o convite dos vereadores para falar também a respeito do caso.

Uma nova audiência ficou marcada para esta quarta-feira (25), às 9h ocasião em que também será ouvido o presidente do Sindicato dos Vigilantes de Campo Grande e Região, Celso Adriano Gomes da Rocha.

Sem filmagem - Depois da audiência a advogada de Marcio, Regina Bezerra, disse que é falsa a informação de que haja registro em vídeo de seu cliente empurrando o vigilante. “Não tem nada disso nas fitas entregues à polícia. Ao contrário, o que as filmagens mostram é que Marcio é que foi empurrado por Décio todo o tempo, enquanto era conduzido até a sala”, afirmou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PORTO MURTINHO
Após 58 dias internado, homem que caiu de ponte morre na Santa Casa
COVID-19
Bonito registra a primeira morte causada pelo novo coronavírus
CAPITAL
Dois dias depois de acidente, motociclista morre em hospital
TJ/MS
Aluna aprovada no vestibular tem direito a certificado de ensino médio
CRIME AMBIENTAL
PMA apreende carga de madeira ilegal e autua empresa em R$ 13 mil
EDUCAÇÃO
UEMS abre inscrições para Curso de Informática Básica 2020
JUSTIÇA
Mulher que teve terreno retomado pelo Município deve ser indenizada
Traficante é preso com mais de 200 quilos de maconha na BR-163
MAIOR EM 20 ANOS
Mato Grosso do Sul registra abertura de 873 empresas no mês de julho
CAPITAL
Estudante de medicina é preso acusado de abastecer bocas de fumo

Mais Lidas

DOURADOS
Suspeito de atropelar motociclista durante racha na BR-163 se apresenta à polícia
DOURADOS
Amigos vão procurar homem e encontram corpo em avançado estado de decomposição
DOURADOS
Motociclista é atingido por veículo que praticava "racha' e tem fratura exposta
CORGUINHO
Jovem morre após sofrer acidente durante passeio de moto com amigos