Menu
Busca sábado, 18 de agosto de 2018
(67) 9860-3221
FÁTIMA DO SUL

Rapaz discute com namorada e é esfaqueado por outra mulher em bar

08 outubro 2017 - 12h09Por Da Redação

Após discutir com a namorada em um bar de Fátima do Sul na madrugada deste domingo (8), um homem de 24 anos foi ferido no pescoço e na mão com golpes de canivete por uma pessoa desconhecida.

A vítima estava no bar com sua namorada, quando iniciaram uma discussão e uma mulher se aproximou pelas suas costas e desferiu vários golpes de canivete.

Conforme o Correio do Estado, a vítima foi socorrida pelo ex-cunhado e encaminhada ao hospital do município. Ele sofreu cortes no pescoço e mão e não corre risco de morte.

À polícia, rapaz informou que conhece a suspeita apenas pelo primeiro nome e não sabe o motivo da agressão. Polícia Militar fez rondas na região, mas ela não foi encontrada.

Caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil como lesão corporal dolosa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESPORTES
Santos e Sport se enfrentam por dias melhores no Brasileirão
DOURADOS
Jovem tem moto furtada no centro
SAÚDE
Paraguai aproveita Dia D no Brasil e abre postos para vacinação contra sarampo na fronteira
DOURADOS
Inscrições abertas para seleção de tutor(a) para PET Letras
NOVA ANDRADINA
Polícia atende acidente de trânsito e prende envolvido que era evadido
ELEIÇÕES 2018
Dos 27,4 mil registros de candidaturas, 8,4 mil são de mulheres
CORUMBÁ
Polícia localiza com ajuda de cão cocaína que iria para BA
ESPORTES
Neymar segue na mira do Real, que pode pagar R$ 1,3 bilhão pelo brasileiro
ESPORTES
Rodada do Sub-19 pode definir campeão neste sábado
BRASIL
Ministro do STJ nega liminar para suspender condenação de Garotinho

Mais Lidas

DOURADOS
Defesa questiona "condenação social" e diz que pai de criança não tem ligação com morte
DOURADOS
À espera da audiência de custódia, envolvidos em morte de criança permanecem em delegacia
DOURADOS
Casal acusado de matar criança tem prisão preventiva decretada pela Justiça
DOURADOS
Delegado aguarda laudo para saber se bebê internado no HU foi agredido