Menu
Busca quarta, 26 de junho de 2019
(67) 9860-3221
ARAL MOREIRA

Quadrilha que tinha até assaltante de bancos é desarticulada na fronteira

20 outubro 2017 - 09h09Por Adriano Moretto e Osvaldo Duarte

Quatro pessoas foram presas pelo DOF (Departamento de Operações de Fronteira) acusados por tráfico de drogas. O flagrante ocorreu na quinta-feira (19) no município de Aral Moreira, fronteira do Brasil com o Paraguai. 

Entre os integrantes do grupo, Silvio de Lima, 45, é conhecido por assaltos a bancos e Roque Escobar, 47, condenado por tráfico.

De acordo com o boletim de ocorrência, policiais realizavam rondas na MS-386 e encontraram carreta carregada com material reciclável parada na via. Ao conversar com o motorista, Maurício Moura Vieira, 38, perceberam nervosismo dele.

A equipe do DOF então iniciou buscas no veículo e encontraram vários tabletes de maconha escondidos sob a carga. Questionado, ele disse ter sido contratado por outra pessoa para levar o entorpecente até Canoas (RS) pelo valor de R$ 5 mil.

Ainda conforme o boletim de ocorrência, o veículo estava com dois pneus furados e ao ser perguntado, Maurício disse que outros dois homens – Roque e Silvio - faziam o trabalho de batedores e que Cássio Traessel, 32, era o responsável pela contratação do motorista e suporte enquanto o caminhão estava parado.

Ao saber do fato, os policiais pediram apoio de outras equipes e na mesma rodovia, próximo ao posto fiscal Maimi encontraram o GM Astra com os ocupantes. No carro, havia três câmaras de pneus para caminhão. 

Em visualização no aparelho de telefone celular dos suspeitos, o DOF encontrou troca de mensagens com Maurício e Cássio.

As investigações continuaram e os policiais chegaram na borracharia contratada para arrumar o pneu da carreta.

Lá seguiram as buscas e encontraram o veículo onde estavam o borracheiro que prestaria o serviço e Cassio.

Os quatro foram presos e encaminhados à Defron (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira) e lá foi constatado que a carreta possuía queixa de furto em julho desse ano em Gravataí (RS). A carga total do entorpecente pesou 1.655 quilos.

Nome falso

Antes da prisão, Roque Escobar se identificou e apresentou documentos com o nome de Rodrigo Roque Duarte, porém, durante investigações realizadas por policiais da Defron, chegou-se ao nome verdadeiro do rapaz.

Conforme a apuração, Roque usava pelo menos três nomes diferentes na tentativa de despistar a fiscalização.

Os quatro foram autuados em flagrante pelo tráfico de drogas. 
 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍCIA
Mulher é presa após invadir casa, furtar roupas e tentar vender pertences à vizinha
SANEAMENTO BÁSICO
Dourados recebe mais de 300km de rede de esgoto
BRASIL
Confiança da Construção cresce 2,1 pontos de maio para junho, diz FGV
CONTRABANDO
Após fuga, casal que transportava R$ 90 mil em eletrônicos é capturado
POLÍCIA
Comerciante é preso após vender cachaça a adolescentes em Dourados
MATO GROSSO DO SUL
Projeto sobre proibição de canudos de plástico pode ser votado nesta quarta-feira
BRASIL
Senado aprova regras para produção e venda de queijos artesanais
ESTRELA TOVY
Homem morre após ter faca cravada no olho em Dourados
ASSEMBLEIA
Retirada da Laguna será relembrada em sessão solene nesta quarta
REDE ESTADUAL
SED abre período de cadastro para professores temporários

Mais Lidas

DOURADOS
Trans e namorado são presos suspeitos de extorquir cliente após programa
FRONTEIRA
Homem assassinado em estacionamento de shopping é ex-policial
DOURADOS
Jovem morre ao bater moto contra carreta parada no Água Boa
DOURADOS
Homem escapa de tiros na Vila Toscana; ex-namorada e o atual dela seriam os autores