Menu
Busca domingo, 25 de agosto de 2019
(67) 9860-3221
ARAL MOREIRA

Quadrilha que tinha até assaltante de bancos é desarticulada na fronteira

20 outubro 2017 - 09h09Por Adriano Moretto e Osvaldo Duarte

Quatro pessoas foram presas pelo DOF (Departamento de Operações de Fronteira) acusados por tráfico de drogas. O flagrante ocorreu na quinta-feira (19) no município de Aral Moreira, fronteira do Brasil com o Paraguai. 

Entre os integrantes do grupo, Silvio de Lima, 45, é conhecido por assaltos a bancos e Roque Escobar, 47, condenado por tráfico.

De acordo com o boletim de ocorrência, policiais realizavam rondas na MS-386 e encontraram carreta carregada com material reciclável parada na via. Ao conversar com o motorista, Maurício Moura Vieira, 38, perceberam nervosismo dele.

A equipe do DOF então iniciou buscas no veículo e encontraram vários tabletes de maconha escondidos sob a carga. Questionado, ele disse ter sido contratado por outra pessoa para levar o entorpecente até Canoas (RS) pelo valor de R$ 5 mil.

Ainda conforme o boletim de ocorrência, o veículo estava com dois pneus furados e ao ser perguntado, Maurício disse que outros dois homens – Roque e Silvio - faziam o trabalho de batedores e que Cássio Traessel, 32, era o responsável pela contratação do motorista e suporte enquanto o caminhão estava parado.

Ao saber do fato, os policiais pediram apoio de outras equipes e na mesma rodovia, próximo ao posto fiscal Maimi encontraram o GM Astra com os ocupantes. No carro, havia três câmaras de pneus para caminhão. 

Em visualização no aparelho de telefone celular dos suspeitos, o DOF encontrou troca de mensagens com Maurício e Cássio.

As investigações continuaram e os policiais chegaram na borracharia contratada para arrumar o pneu da carreta.

Lá seguiram as buscas e encontraram o veículo onde estavam o borracheiro que prestaria o serviço e Cassio.

Os quatro foram presos e encaminhados à Defron (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira) e lá foi constatado que a carreta possuía queixa de furto em julho desse ano em Gravataí (RS). A carga total do entorpecente pesou 1.655 quilos.

Nome falso

Antes da prisão, Roque Escobar se identificou e apresentou documentos com o nome de Rodrigo Roque Duarte, porém, durante investigações realizadas por policiais da Defron, chegou-se ao nome verdadeiro do rapaz.

Conforme a apuração, Roque usava pelo menos três nomes diferentes na tentativa de despistar a fiscalização.

Os quatro foram autuados em flagrante pelo tráfico de drogas. 
 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

LAGUNA CARAPÃ
Homem é preso e comparsas fogem após transportar fardos de maconha em motos por 130 km
AJUDA INTERNACIONAL
Repasses alemães para projetos ambientais equivalem em 1 ano a 4 vezes o orçamento do Ibama
TRÂNSITO
Idosa capota veículo em acidente na Capital
CAMPO GRANDE
Homem furta caminhão carregado de grama em viveiro de mudas
RIO BRILHANTE
Família encontra mulher morta após vítima passar mal durante a noite
FUTEBOL
Brasileirão promete fortes emoções neste domingo; confira os jogos
LUTO
Atriz e escritora Fernanda Young morre aos 49 anos
CAMPO GRANDE
Incêndio atinge 200 metros de mato em área ao lado do aterro sanitário
RURAL
País desenvolve tecnologia para lavouras mais resistentes ao calor
TRÊS LAGOAS
Carro dos Correios é furtado em MS enquanto motorista entregava provas do Encceja

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher tem dedo amputado após empilhadeira a atingir enquanto fazia compras
DOURADOS
Após “falsa corrida”, motorista de aplicativo tem carro levado por bandido que se envolve em acidente e é preso
HOSPITAL DA VIDA
Órgãos de jovem que morreu em acidente são captados e levados para quatro cidades
POLÍCIA
Mulheres são presas por tráfico em Dourados