Menu
Busca quarta, 17 de julho de 2019
(67) 9860-3221
MIRANDA

Proprietário rural é preso com arma de fogo e munições ilegais

12 outubro 2017 - 14h37Por Da Redação

Durante fiscalização em uma estrada vicinal na zona rural do município de Bonito, nas proximidades do Distrito de Águas do Miranda, Policiais Militares Ambientais, que trabalham na operação Pesque Legal, dentro da operação Pacificador 67 (PMMS) prenderam nesta quarta-feira, dia 11 de outubro, um proprietário rural por porte ilegal de arma e munições.

O infrator de 79 anos, estava em uma caminhonete Toyota Hilux, onde foi encontrado um revólver marca Taurus, calibre 38, carregado com 4 munições. A arma e as munições não possuíam documentação e foram apreendidas.

O fazendeiro, residente em Bonito, foi preso e encaminhado, juntamente com o material apreendido, para a delegacia de Polícia Civil daquela cidade, onde ele foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma. A pena para esse crime é de dois a quatro anos de prisão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÂNSITO
Colisão entre carro e caminhão mata motorista na MS-276
YOUTUBER
Kéfera dá "adeus" a vida social por causa de série: "Vai sofrer"
RIO BRILHANTE
Homem tenta atropelar policiais e abandona carro furtado com 410kg de maconha
CAMPO GRANDE
Traficante é presa vendendo maconha próximo a cemitério
DOURADOS
Classes política e empresarial cobram bancada de MS e pedem "socorro" por obras no aeroporto
INTERNACIONAL
Bolsonaro participa da Cúpula do Mercosul na Argentina
DOURADOS
Vacinação antirrábica atende bairros da zona oeste
TERRA ROXA
Homem é preso em Dourados após descarregar revólver em árvore
FUTEBOL
Copa do Brasil define semifinalistas nesta quarta
DOURADOS
Após mortes e pedidos por segurança, Sejusp nomeia conselheiros para aldeias

Mais Lidas

DOURADOS
Coordenadora de Ceim é exonerada e pais fazem abaixo-assinado para tentar mantê-la
POLÍCIA
Investigação vê indícios de relação entre homicídios no Jardim Pantanal e Guanabara
DOURADOS
Assassinado em conveniência já cumpriu pena por tráfico e lavagem de dinheiro
DOURADOS
Upiran entrega carta de demissão a Délia e aguarda substituto para deixar Educação