Menu
Busca sexta, 17 de agosto de 2018
(67) 9860-3221
PEDRO JUAN

Presidente de clube de futebol da fronteira é preso no Paraguai

07 dezembro 2017 - 06h26Por Da Redação

Agentes da Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) paraguaia prenderam nesta quarta-feira, dia 06 de dezembro, em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia que faz fronteira com Ponta Porã, em Mato Grosso do Sul, Mauro Mereles, presidente do clube de futebol local, o 2 de Mayo.

De acordo com o Campo Grande News, Mereles foi preso em ação tratada sob sigilo e foi transferido da fronteira para a base da Senad no departamento central.

Mereles é dono de uma empresa contábil e é acusado de, junto a outras empresas paraguaias, de San Lorenzo e Coronel Oviedo, comprar imóveis usando o dinheiro do tráfico de drogas.

Entre as propriedades adquiridas com o dinheiro do tráfico de drogas, estariam fazendas que pertenceriam ao traficante Luiz Carlos da Rocha, conhecido como "Cabeça Branca", preso recentemente no Brasil.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FAMOSOS
Gracyanne Barbosa ousa em posição e deixa bumbum em evidência
ASSEMBLEIA
Projeto aprovado eleva Comarca de Rio Verde à categoria de segunda entrância
TECNOLOGIA
Anatel abre consulta pública sobre uso de faixa de frequência para 5G
JUCEMS
MS abriu mais de 500 empresas em julho
FLAGRANTE
Polícia prende em Corumbá foragido da Justiça do Maranhão
ELEIÇÕES 2018
TSE nega participação de Lula em debate na TV amanhã
ESPECIALIZAÇÃO
IFMS abre matrícula para especialização em Docência para Educação Profissional
ENSINO SUPERIOR
Estudantes que vão concluir graduação já podem se cadastrar no Enade 2018
REAJUSTE SALARIAL
Frentistas de MS tentam reajuste salarial desde 1º de março
COTAÇÕES
Dólar tem leve alta e volta ao patamar de R$ 3,90 com incerteza eleitoral

Mais Lidas

DOURADOS
Madrasta de criança morta é autuada por homicídio
DOURADOS
Além da madrasta, delegado autua o pai e ambos responderão pela morte de criança
DOURADOS
Criança de 1 ano teve trauma no tórax e laceração hepática
DOURADOS
Criança possuía lesões na cabeça e pescoço e polícia investiga o caso